Inicio Destaques Cultivo orgânico do shimeji e hiratake

Cultivo orgânico do shimeji e hiratake

0
123

Bruno Englerth PedrozoGraduando em Agronomia – Centro Universitário de Ourinhos (Unifio)bruno_englerth@hotmail.com

Adilson Pimentel JúniorProfessor de Agronomia – Unifioadilson_pimentel@outlook.com

Cogumelo – Crédito: Freepik

O mercado mundial de cogumelos movimenta US$ 35 bilhões anualmente. Estimativas apontam para um crescimento de 9,0 a 12% no volume comercializado em 2021. De acordo com a Associação Brasileira de Produtores de Cogumelos (ABPC, 2020), a produção no Brasil gera em torno de 3,0 mil empregos diretos, sendo a produção concentrada no Estado de São Paulo.

O Brasil está longe de produzir o suficiente para abastecer o mercado interno. Hoje, a produção é de 12 mil toneladas de cogumelos in natura, sendo necessária a importação de cogumelos de países como China, Estados Unidos, Itália e Holanda, que estão no topo da lista dos maiores produtores para o suprimento interno.

Orgânicos

A produção orgânica no sistema de cultivo com cogumelos é facilitada, por se tratar de um produto de rápido crescimento e o sistema de cultivo permite um controle total das condições climáticas e sanitárias. O cogumelo orgânico se faz necessário pois é consumida praticamente toda sua estrutura, a qual deverá estar ausente de moléculas de defensivos.

A produção de cogumelos demonstra ser uma alternativa extra na alimentação e renda das famílias produtoras. Com pouca exigência de espaço e diversas opções de materiais para montagem das estufas, a atividade apresenta boa rentabilidade.

Estes dados apontam para um importante nicho de mercado em ascensão no Brasil, o qual tem potencial para diversificar as atividades e gerar novas fontes de renda no campo, fortalecendo, principalmente, a agricultura familiar.

Cadeia produtiva

Antes concentrada na região do Alto Tietê em São Paulo, ao longo dos últimos anos, apesar de todas as dificuldades, a cadeia produtiva do cogumelo no Brasil tem se estruturado e, atualmente, o cultivo de cogumelos está disseminado em várias regiões do País.

Atualmente, os principais produtores estão nos Estados de São Paulo (Mogi das Cruzes, Pinhalzinho, Ibiúna, Sorocaba, Salto, Cabreúva, Juquitiba e Valinhos) e no Paraná (Castro, Tijucas do Sul e Curitiba), além de cultivos em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sul da Bahia, Pernambuco, Brasília e Rio Grande do Sul.

A produção de cogumelo no país passou a crescer, beneficiando-se com a ascensão de restaurantes japoneses inaugurados no Brasil entre 2005 e 2010. Hoje, 80% dos produtores brasileiros de cogumelos são pequenos e médios agricultores familiares.

Estima-se que o consumo pela população brasileira seja em torno de 0,16 kg/pessoa/ano, aquém dos países europeus (2,0 kg/pessoa/ano) e asiáticos (6,0 a 8,0 quilos/pessoa/ano), segundo a Associação Nacional dos Produtores de Cogumelos.

Investimento inicial

A fungicultura tem como local de desenvolvimento galpões especialmente construídos. Não existe tamanho padrão para o local de cultivo. Os fatores a serem incluídos no planejamento são custos de construção, requisitos de espaço de maquinário, tamanho da bandeja ou da cama e design de empilhamento, baseado na produção esperada.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

SEM COMENTÁRIO