20.6 C
Uberlândia
quinta-feira, maio 23, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesDATAGRO reduz estimativa da safra para 125,10 mi de t

DATAGRO reduz estimativa da safra para 125,10 mi de t

Shutterstock

O sexto levantamento da DATAGRO sobre a safra brasileira 2021/22 de soja aponta para 41,09 milhões de hectares, aumento de 4,7% sobre os 39,22 mi de ha da temporada 2020/21 – em fevereiro, no 5º levantamento, era previsto 40,86 mi de ha. Esse número confirma a direção da projeção inicial da consultoria para a área de plantio, divulgada em julho do ano passado. Com isso, o produtor brasileiro da oleaginosa ratifica o décimo quinto ano consecutivo de aumento da área plantada.

No entanto, o País está colhendo uma safra muito inferior ao potencial inicial, estimado em quase 145 milhões de toneladas. A exemplo de 2021, o modelo climático vigente nesta temporada está sendo o La Niña, que apesar da intensidade de fraca a moderada e da previsão de curta duração, acabou trazendo expressivo prejuízo à nova safra de soja e milho de verão.

Devido a isso, a DATAGRO revisou sua previsão para apenas 125,10 mi de t, abaixo das 130,25 mi de t estimadas em fevereiro. “A produtividade caiu intensamente no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Rondônia, além de recuos residuais em Minas Gerais e Distrito Federal. Com ganhos esperados apenas no Mato Grosso, Goiás, Pará, Roraima e região do Matopiba”, comenta Flávio Roberto de França Junior, coordenador de Grãos da DATAGRO.

Milho

A análise da DATAGRO indica avanço de 4% na área destinada ao milho de verão no País na safra 2021/22, passando de 4,40 mi de ha para 4,59 mi de ha, sendo 3,13 mi de ha no Centro-Sul – 5% superior aos 2,99 mi de ha de 2020/21 – e 1,46 mi de ha no Norte/Nordeste, 4% a mais ante a temporada anterior.

Em função da escassez de chuvas, a 1ª safra de milho teve o potencial de produção ajustado para 24,74 mi de t – 18,04 mi de t do Centro-Sul e 6,70 mi de t do Norte/Nordeste –, abaixo das 24,82 mi de t da estimativa de fevereiro e da comprometida safra de 2021 – 25 mi de t.

O levantamento da DATAGRO continua mostrando tendência de forte elevação na área do milho de inverno: 17,20 mi de ha, sendo 14,71 mi de ha do Centro-Sul e 2,49 mi de ha do Norte/Nordeste, 7% superior aos 16,07 mi de ha do ano passado.

Considerando clima predominantemente regular em fevereiro e março e plantio antecipado, o potencial de produção do País para a 2ª safra é de 93,57 mi de t, 49% acima das 62,72 mi de t da fortemente quebrada temporada de 2021. Desse total, a região Centro-Sul responderia por 86,18 mi de t e o Norte/Nordeste por 7,39 mi de t.

No total das duas safras, o Brasil tem previsão de área para 2021/22 de 21,79 mi de ha, 6% acima dos 20,47 mi de ha do ano passado. Quanto à produção, projeta-se 118,31 mi de t, ante 117,82 mi de t previstas em fevereiro – 35% acima da comprometida temporada 2020/21, quando foram colhidas 87,72 mi de t.

Colheita da soja avança bem no Brasil

Levantamento realizado pela DATAGRO até o dia 25 de março mostra que a colheita de soja no Brasil alcançou 79,2% da área projetada, aumento de 4,9 pontos percentuais ante a semana anterior. Nessa mesma época do ano passado, havia atingido 75,1%; a média plurianual – últimos 5 anos – para o período é de 72,5%.

A colheita do milho de verão no Centro-Sul alcançou 73,5% da área estimada, ante 67,2% na semana encerrada em 18 de março e 64,7% na média dos últimos 5 anos.

ARTIGOS RELACIONADOS

Impacto da calagem na soja

Pesquisa realizada pela Fundação MT traz constatações acerca da importância da diversidade de cultivos para obter maior rendimento e controle de populações de nematoides

Inovação que gera valor!

O Brasil é o maior produtor mundial de soja e, o grão é a principal cultura cultivada em território nacional. Por isso, a importância dessa oleaginosa é indiscutível e promover tecnologias que permitam uma produção crescente e sustentável se tornou indispensável.

Aplicação inicial de fungicidas na soja é essencial contra doenças

Autores Amanda Sabino do Nascimento amandasabinonascimento@outlook.com Bruna Cristina de Andrade andradebruna2020@gmail.com Engenheiras agrônomas e mestrandas em Proteção de Plantas/Fitopatologia - Universidade Estadual de Maringá...

Alternativa para alta produtividade da soja

Melhore a produtividade da sua soja com um manejo fisiológico inteligente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!