13 C
São Paulo
segunda-feira, junho 27, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Destaques DATAGRO reduz estimativa da safra para 125,10 mi de t

DATAGRO reduz estimativa da safra para 125,10 mi de t

Shutterstock

O sexto levantamento da DATAGRO sobre a safra brasileira 2021/22 de soja aponta para 41,09 milhões de hectares, aumento de 4,7% sobre os 39,22 mi de ha da temporada 2020/21 – em fevereiro, no 5º levantamento, era previsto 40,86 mi de ha. Esse número confirma a direção da projeção inicial da consultoria para a área de plantio, divulgada em julho do ano passado. Com isso, o produtor brasileiro da oleaginosa ratifica o décimo quinto ano consecutivo de aumento da área plantada.

No entanto, o País está colhendo uma safra muito inferior ao potencial inicial, estimado em quase 145 milhões de toneladas. A exemplo de 2021, o modelo climático vigente nesta temporada está sendo o La Niña, que apesar da intensidade de fraca a moderada e da previsão de curta duração, acabou trazendo expressivo prejuízo à nova safra de soja e milho de verão.

Devido a isso, a DATAGRO revisou sua previsão para apenas 125,10 mi de t, abaixo das 130,25 mi de t estimadas em fevereiro. “A produtividade caiu intensamente no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Rondônia, além de recuos residuais em Minas Gerais e Distrito Federal. Com ganhos esperados apenas no Mato Grosso, Goiás, Pará, Roraima e região do Matopiba”, comenta Flávio Roberto de França Junior, coordenador de Grãos da DATAGRO.

Milho

A análise da DATAGRO indica avanço de 4% na área destinada ao milho de verão no País na safra 2021/22, passando de 4,40 mi de ha para 4,59 mi de ha, sendo 3,13 mi de ha no Centro-Sul – 5% superior aos 2,99 mi de ha de 2020/21 – e 1,46 mi de ha no Norte/Nordeste, 4% a mais ante a temporada anterior.

Em função da escassez de chuvas, a 1ª safra de milho teve o potencial de produção ajustado para 24,74 mi de t – 18,04 mi de t do Centro-Sul e 6,70 mi de t do Norte/Nordeste –, abaixo das 24,82 mi de t da estimativa de fevereiro e da comprometida safra de 2021 – 25 mi de t.

O levantamento da DATAGRO continua mostrando tendência de forte elevação na área do milho de inverno: 17,20 mi de ha, sendo 14,71 mi de ha do Centro-Sul e 2,49 mi de ha do Norte/Nordeste, 7% superior aos 16,07 mi de ha do ano passado.

Considerando clima predominantemente regular em fevereiro e março e plantio antecipado, o potencial de produção do País para a 2ª safra é de 93,57 mi de t, 49% acima das 62,72 mi de t da fortemente quebrada temporada de 2021. Desse total, a região Centro-Sul responderia por 86,18 mi de t e o Norte/Nordeste por 7,39 mi de t.

No total das duas safras, o Brasil tem previsão de área para 2021/22 de 21,79 mi de ha, 6% acima dos 20,47 mi de ha do ano passado. Quanto à produção, projeta-se 118,31 mi de t, ante 117,82 mi de t previstas em fevereiro – 35% acima da comprometida temporada 2020/21, quando foram colhidas 87,72 mi de t.

Colheita da soja avança bem no Brasil

Levantamento realizado pela DATAGRO até o dia 25 de março mostra que a colheita de soja no Brasil alcançou 79,2% da área projetada, aumento de 4,9 pontos percentuais ante a semana anterior. Nessa mesma época do ano passado, havia atingido 75,1%; a média plurianual – últimos 5 anos – para o período é de 72,5%.

A colheita do milho de verão no Centro-Sul alcançou 73,5% da área estimada, ante 67,2% na semana encerrada em 18 de março e 64,7% na média dos últimos 5 anos.

Inicio Destaques DATAGRO reduz estimativa da safra para 125,10 mi de t