23.1 C
São Paulo
quinta-feira, janeiro 27, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Revistas Grãos Deficiência de boro - Mudas de café não podem pagar o preço

Deficiência de boro – Mudas de café não podem pagar o preço

Luís Paulo Benetti Mantoan

Doutorando em Ciências Biológicas/Fisiologia Vegetal – UNESP

Carla Verônica Corrêa

cvcorrea1509@gmail.com

Doutoranda em Agronomia/Fisiologia Vegetal – UNESP

Crédito Viveiro Monte Alegre

O boro é um elemento químico que aparece na tabela periódica sendo representado pelo símbolo (B). O mesmo é classificado como semimetal por possuir apenas algumas das características para que um elemento seja considerado um metal.

Entre as características típicas do elemento boro estão a baixa condutividade elétrica, alta resistência à tração, assemelhando-se ao carbono na capacidade de realizar ligações covalentes e apresentar propriedades lubrificantes semelhantes à grafite.

Na crosta terrestre, o boro é considerado relativamente raro, cerca de 0,001%. Contudo, é comum em locais onde existe ou já existiu atividade vulcânica. Na natureza este elemento não ocorre na forma pura, mas pode ser encontrado associado a outros elementos formando minerais como o bórax (Na2B4O7), kernita (Na2B4O6(OH)2), ulexita (NaCaB5O6) e a colemanita (Ca2B6O11), sendo que as maiores reservas destes minerais estão na Turquia. Além da forma mineral, o boro também pode ser encontrado no solo associado à matéria orgânica, que é liberada à medida que o processo de decomposição libera o boro preso para que seja novamente absorvido pelas plantas na forma de ácido bórico.

 

Atuação

Mudas de qualidade é essencial para o sucesso da lavoura cafeeira – Crédito Viveiro Monte Alegre

Apesar da reconhecida essencialidade do boro como micronutriente nas plantas, pouco se sabe sobre como este elemento atua. Entretanto, a função mais conhecida do boro nas plantas é a de componente estrutural da parede celular.

No interior da planta, o boro ocorre na forma de ácido bórico, e no ânion borato tais substâncias reagem com pectinas presentes na parede celular, formando complexos estruturais que conferem estabilidade à parede celular, local onde é encontrada a maior parte deste elemento no corpo da planta (80-90%).

Além disso, também existem relatos de que o boro pode atuar na integridade e função da membrana plasmática, uma vez que estudos realizados em raízes de milho identificaram proteínas de membrana associadas ao boro, porém, a função destas proteínas permanece desconhecida.

O boro é importante para o crescimento da planta – Crédito Ana Maria Diniz

Essa matéria completa você encontra na edição de dezembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

Inicio Revistas Grãos Deficiência de boro - Mudas de café não podem pagar o preço