26.6 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasEmbarque pelo Terminal Logístico do Arroz

Embarque pelo Terminal Logístico do Arroz

Arroz – Foto: Divulgação

O primeiro embarque de arroz pelo novo Terminal Logístico do Arroz (TLA) foi um marco histórico para o setor arrozeiro gaúcho. A avaliação é da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz). As 28 mil toneladas com destino para a Costa Rica, primeira carga de um total de 75 mil toneladas previstas para aquele país, inauguraram na terça-feira, 6 de abril, as operações do local que fica no Porto de Rio Grande (RS).

O presidente da Federarroz, Alexandre Velho, esteve no local para acompanhar o momento. “A Federarroz acompanhou com grande satisfação o embarque de arroz em casca no Terminal Logístico do Arroz de 28 mil toneladas com destino para a Costa Rica. Essa era uma antiga reivindicação do setor, este projeto de modernização. O local trará mais competitividade à exportação e, consequentemente, mais agilidade ao processo”, observou.

A expectativa é que novos embarques sigam ocorrendo ao longo do ano. O Terminal Logístico do Arroz ocupa o antigo terminal da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) e tem capacidade para 60 mil toneladas. O anúncio do novo local para as exportações do grão foi feito no ano passado, durante a solenidade da Abertura Oficial da Colheita do Arroz, ocorrida na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS).

Além do presidente da Federarroz, Alexandre Velho, acompanharam a operação o diretor comercial do Instituto Riograndense do Arroz (Irga), João Batista Camargo, presidente do Terminal Logístico do Arroz, Fernando Fuscaldo Junior, e o pesquisador Embrapa Clima Temperado e assessor da chefia geral para Relações Institucionais da instituição, Júlio Centeno.

Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

ARTIGOS RELACIONADOS

DuPont Brasil premia produtores campeões de produtividade de soja na safra 2014/15

Empresa reuniu no dia 28 de agosto, em São Paulo, os 13 finalistas da etapa nacional do concurso de produtividade DuPont Colheita Farta  A DuPont...

Arranjo contribui com aumento da produtividade da soja de crescimento indeterminado

O arranjo espacial de plantas, ou seja, a forma como as plantas são dispostas na área, pode influenciar diretamente nos resultados de produtividade das...

Agronomia Fazu mantém liderança como melhor faculdade do Brasil

Pelo 3º ano consecutivo, a Agronomia da Fazu (Faculdades Associadas de Uberaba) foi eleita a melhor faculdade privada do Brasil, de acordo com o Ranking Universitário Folha...

Jambu – Hortaliça PANC da Amazônia

A família Asteraceae (compositae) apresenta algumas espécies cultivadas com grande aceitação mundial. Por outro lado, a família agrupa espécies com pouca expressão econômica, um grupo conhecido como hortaliças não tradicionais, em que a produção e comercialização limitam-se a mercados locais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!