Inicio Revistas Grãos Embrapa desenvolve sachê que permite a liberação controlada de fertilizantes

Embrapa desenvolve sachê que permite a liberação controlada de fertilizantes

0
163

 

Sachê biodegradável - Foto Amanda Mazzini
Sachê biodegradável – Foto Amanda Mazzini

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), desenvolveu um sachê biodegradável que permite a liberação controlada de insumos químicos nas lavouras, diminuindo os riscos de contaminação do meio ambiente e à saúde dos produtores.

A tecnologia leva em sua composição uma mistura de amido e pectina, materiais com elevado teor de biodegradabilidade, que ao ser aplicada no solo é liberada gradualmente, conforme vai se decompondo. Segundo a pesquisadora da Embrapa Instrumentação, Eliane Paris, o sachê pode levar o insumo que o produtor desejar ” fertilizante, pesticida ou herbicida. “No método convencional há dispersão desses materiais, com pouco aproveitamento pela planta, e com prejuízo ao meio ambiente“, diz ela.

Sachê biodegradável

A pesquisadora Elaine Paris, que coordena os estudos da Embrapa Instrumentação, explica que a tecnologia consiste em um sachê polimérico biodegradável selado por prensagem, para que possa levar em seu interior o insumo desejado.

A aplicação do sachê tem por objetivo diminuir os riscos de contaminação do meio ambiente e à saúde dos produtores rurais, pela menor manipulação dos agroquímicos. Outra vantagem do sachê é que pode evitar os efeitos da lixiviação, minimizando o risco do agroquímico ser levado pela água da chuva, por exemplo. A quantidade de agroquímico por sachê poderá ser variada de acordo com a aplicação desejada.

A tecnologia pode ser empregada para embalar qualquer tipo de agroquímico, desde que constituído por partículas, sejam nanopartículas ou micropartículas, total ou parcialmente solúveis em água.

Essa matéria você encontra na edição de janeiro 2016 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

SEM COMENTÁRIO