Embrapa lança cultivar de cenoura para sistema orgânico

0
170
Cenoura_ Crédito: Agnaldo Carvalho

A primeira cultivar de cenoura do mercado nacional desenvolvida e recomendada para o sistema orgânico de produção, a cenoura BRS Paranoá, foi lançada na edição desse ano da AgroBrasília, que aconteceu de 06 a 10 de julho, em uma plataforma digital.

Desenvolvida pelo programa de melhoramento genético da Embrapa Hortaliças (Brasília/DF), a cenoura BRS Paranoá possui alta resistência à queima-das-folhas, principal doença que afeta a cultura nas regiões produtoras do Brasil. Ela é recomendada para plantio no período do verão, época com condições mais adversas para o plantio da raiz e entressafra das cultivares convencionais plantadas no inverno, o que abre uma janela valiosa de mercado.

“A cenoura BRS Paranoá foi validada nas condições ambientais do Distrito Federal, tendo se mostrado muito produtiva e estável”, informa o agrônomo e pesquisador Agnaldo Carvalho. Em um ensaio comparativo com outras três cultivares bastante plantadas por produtores orgânicos, a cenoura BRS Paranoá obteve uma produtividade média de 32,3 toneladas por hectare, mais de 3,0 t/ha à frente da segunda colocada na avaliação.

Segundo Carvalho, o lançamento da cultivar em um evento com o porte da AgroBrasília é uma ótima oportunidade para apresentar ao setor produtivo a nova cultivar, especialmente se considerar a particularidade do Distrito Federal e entorno, uma região que concentra muitos produtores orgânicos de cenoura. “No formato digital, teremos a chance de expandir essa divulgação para agricultores de outras regiões do país que, muito provavelmente, não visitariam presencialmente a feira”, pondera.

Alta resistência e menor custo de produção

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.