18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Notícias Evento premia cafeicultores campeões de produtividade

Evento premia cafeicultores campeões de produtividade

Concurso de produtividade DuPont Colheita Farta Café ocorreu nas regiões mais importantes da cafeicultura nacional

Equipe Colheita Farta CaféCrédito: DuPont

A empresa DuPont Proteção de Cultivos divulgou, na cidade paulista de Ribeirão Preto, o grupo de cafeicultores campeão da primeira edição do programa DuPont Colheita Farta Café. O concurso de produtividade realizado ao longo da safra 2015/2016 teve abrangência nas regiões de Alto Paranaíba, (MG), Sul de Minas Gerais, Triângulo Mineiro e São Paulo.

De acordo com a DuPont, cada agricultor inscrito no concurso DuPont Colheita Farta reservou uma área de lavoura para produzir café com base no método DuPont Programa Café, voltado ao controle de pragas, doenças e plantas daninhas. Entre 64 produtores e consultores participantes do concurso, ressalta a empresa, no cômputo geral a média de produtividade revelou-se surpreendente, tendo atingido 84 sacas por hectare.

A companhia informa que na região de Alto Paranaíba venceu o concurso a cafeicultora Versi Crivelente Ferrero, que colheu a média de 139 sacas por hectare. Com este indicador, a cafeicultora também se tornou a campeã nacional do Concurso Colheita Farta Café. Ficaram em 2º e o 3º lugares na contagem regional de Alto Paranaíba os produtores Rodrigo Aparecido Martins (120,10 sacas/ha) e Marcelo Montanari (111 sacas/ha).

O cafeicultor José Maria Peloso sagrou-se campeão do concurso na região Sul de Minas, com a média de produtividade de 132 sacas por hectare, seguido pelos produtores Marco Tulio Ferreira (129,50 sacas/ha) e Henrique Pacheco (109 sacas/ha).

Campeã de São Paulo, a cafeicultora Maria Coelho obteve média de produtividade de 120,12 sacas/ha. Em 2º lugar ficou o produtor Fernando Lopes Ferreira, com 117 sacas/ha. Apareceram empatados na terceira posição os produtores Antonio Ailton Caseiro e Osvaldo Vieira, com 72 sacas/ha.

Já na região do Triângulo Mineiro foi campeão o cafeicultor João Apolinário de Souza, com a média de produtividade de 113,6 sacas por hectare, seguido pelos produtores Rubens Tomé Moreno, que atingiu 82,5 sacas/ha e Mamoro Rodolfo Hojo, com 82,31 sacas/ha.

 Para o engenheiro agrônomo Luiz Wanderlei Braga, gerente de marketing da DuPont, a iniciativa aproximou ainda mais a empresa de produtores referenciados, que atuam nas principais áreas de cultivo do café brasileiro.

“O principal resultado desse projeto é o compartilhamento de informações estratégicas, bem como o desenvolvimento de novas metodologias para aumentar a produtividade da cultura do café“, ressalta Braga. “É provável que muitas experiências realizadas nas lavouras participantes do concurso no ciclo 2015/2016 sejam efetivamente adotadas nas safras seguintes“, acredita o agrônomo.

Segundo Braga, compõe o manejo de tratamento DuPont Programa Café os fungicidas Aproach® Prima e Kocide®, os inseticidas Altacor® e Benevia®, os herbicidas Ally® e Soldier® e o acaricida Talento®.

 

Inicio Notícias Evento premia cafeicultores campeões de produtividade