Exigências do manganês na soja

0
142
Lavoura – Crédito: Shutterstock

A soja é uma cultura exigente em termos nutricionais, sendo que o adequado manejo nutricional é fundamental para alcançar elevados rendimentos. Os macronutrientes são requeridos em maior quantidade (N, K, S e P), enquanto que os micronutrientes apresentam exigência inferior, porém, todos os elementos são vitais para o desenvolvimento da cultura.

Dentre os micronutrientes, o manganês ocupa posição de destaque devido à demanda nutricional da cultura, funções vitais e as interações deste com o manejo aplicado que influenciam na disponibilidade e absorção deste elemento pela planta.

Oxidação

No solo pode apresentar três formas de oxidação, sendo que a maior absorção ocorre na forma Mn+2, com maior disponibilidade em solos ácidos, o que nos leva ao sinal de alerta relacionado ao excesso de calagem, pois aumentará o pH do solo, e consequentemente diminuirá a disponibilidade do manganês para as plantas.

A absorção do elemento pelo sistema radicular é na forma bivalente (Mn+2), porém, esta é afetada pela competição com o magnésio. A translocação do manganês ocorre preferencialmente para os tecidos meristemáticos na forma inorgânica (Mn+2), via xilema.

Ação e reação

O manganês apresenta diversas funções relevantes, como a ativação de enzimas (Mn+2 e Mg+2 são inter substituíveis na ativação de muitas enzimas fosforilativas), a participação na reação de fotólise da água e na evolução do O2 no sistema fotossintético, na formação da molécula de clorofila e na formação, multiplicação e funcionamento dos cloroplastos.

Além disso, atua também no metabolismo do nitrogênio e nos compostos cíclicos, como precursor de aminoácidos, hormônios, fenóis e ligninas (Marschner, 1995; Malavolta, 2006). O Manganês também atua como um importante cofator para várias enzimas-chave na biossíntese dos metabólitos secundários das plantas associados com a via do ácido chiquímico, incluindo aminoácidos aromáticos fenólicos, cumarinas, ligninas e flavonóides (Burnell, 1988).

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.