27.6 C
Uberlândia
segunda-feira, abril 22, 2024
- Publicidade -
InícioEventosExposoja 2023 mostra inovação dos vírus frente às lagartas

Exposoja 2023 mostra inovação dos vírus frente às lagartas

Maior evento do agronegócio do Piauí terá a presença da companhia líder do mercado de bioinseticidas para lagartas de alta complexidade da sojicultura: Spodoptera frugiperda, Helicoverpa spp, Chrysodeixis includens e a ‘nova’ Rachiplusia nu.

No período de 10 a 13 de maio o agronegócio piauiense realiza sua maior feira tecnológica, a Exposoja, focada no manejo da oleaginosa. O evento ocorre no distrito de Nova Santa Rosa, no município de Uruçuí, deve superar R$ 500 milhões em negócios e receber 20 mil visitantes, segundo informam os organizadores. Serão mais de 100 expositores. Entre as inovações mostradas no local, a companhia AgBiTech destacará uma linha de bioinseticidas específicos para controle de lagartas da soja.

Líder global e local desse segmento, a companhia também leva à Exposoja uma equipe técnica especializada. Anuncia ainda resultados, recentes, considerados altamente relevantes no controle das lagartas S. frugiperda, Helicoverpa spp e C. includens. A AgBiTech distribui no país os biolagarticidas Cartugen® e Armigen®, largamente empregados pelos sojicultores, isoladamente ou associados a inseticidas químicos.

“Os bioinseticidas a base de baculovírus da companhia, trouxeram uma revolução ao manejo integrado de lagartas. Além de eficácia comprovada, essa tecnologia transfere sustentabilidade e relação custo-benefício favorável, ante os investimentos deponta realizados pelo produtor na safra”, resume Pedro Marcellino, diretor de marketing da empresa, de origem australo-americana.

Fortemente voltada à área de pesquisa & desenvolvimento, a AgBiTech atua no País há seis safras. No período 2021-22 manteve-se líder do mercado de biolagarticidas nas culturas de soja, milho e algodão. Sua participação, que era de 42% no ciclo 2020-21, saltou para 49% (share médio). Os dados são do estudo FarmTrak, da consultoria Kynetec.

“Avançamos 30% nas vendas da última safra, dezessete pontos acima do crescimento do mercado de biolagarticidas, de 13%”, ressalta Marcellino. Conforme o executivo, produtores que visitarem a Exposoja conhecerão outras inovações desenvolvidas para o país, entre elas uma tecnologia de última geração com vistas ao controle da lagarta Rachiplusia nu. Para vários especialistas, esta praga tende a ser o mais novo problema dos agricultores em determinadas regiões produtoras de soja. Desde 2002, a AgBiTech fornece produtos consistentes, de alta tecnologia, que ajudam a tornar a agricultura mais rentável e sustentável. A empresa combina experiência a campo com inovação científica. Trabalha com agricultores, consultores e pesquisadores e desenvolve soluções altamente eficazes para manejo de pragas agrícolas. Controlada pelo fundo de Private Equity Paine Schwartz Partners (PSP), a AgBiTech fabrica toda a sua linha de produtos na mais moderna unidade produtora de baculovírus do mundo, em Dallas (Texas, EUA).  www.agbitech.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

A tecnologia como alavanca para conectar o meio rural com a cidade

Que tal um debate e reflexão do que consideramos como tendências principais para a tecnologia do agronegócio?

As tecnologias que aumentam a produtividade

Inovações para atuação dentro e fora da porteira garantem maior agilidade e simplicidade nos processos

Do campo à mesa: tecnologia apoia desenvolvimento do setor agrícola

Dos maquinários aos sistemas de gestão, a inovação vem apoiando o produtor rural a ter maior controle sobre a cadeia produtiva, com garantia de qualidade e economia.

Com tecnologia de ordenha robotizada, fazenda no Paraná apresenta resultados expressivos

O Paraná é atualmente o segundo maior produtor de leite do Brasil, foram 4,4 bilhões de litros produzidos em 2018, como aponta o IBGE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!