21 C
Uberlândia
sábado, julho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosFatec celebra 12ª turma e contabiliza mais de 350 tecnólogos formados

Fatec celebra 12ª turma e contabiliza mais de 350 tecnólogos formados

Crédito Fatec
Crédito Fatec

 

A Fatec Shunji Nishimura de Pompeia formou a 12ª turma do curso de Mecanização em Agricultura de Precisão (MAP) na última sexta-feira, 10 e hoje comemora a marca de 366 tecnólogos formados. A solenidade, que contou com várias autoridades e representantes de empresas e instituições de ensino voltadas para o agronegócio, aconteceu nas dependências da Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia, sediada na cidade de Pompeia.

 O patrono da turma, José Vicente da Silva, presidente do Conselho de Administração da Coopercitrus, destacou que o Brasil tem dois desafios muito importantes que é desenvolver as Áreas Agrícolas e da Educação. “Nesta formatura celebramos a junção desses dois setores tão importantes para uma nação e isso é extraordinário“, comemorou o presidente.

Ele destacou o empenho da família Nishimura em propiciar formação de qualidade o que faz parte do legado dela e da história da instituição. “Eu acredito na agricultura de precisão tanto que temos 17 profissionais da área na nossa cooperativa e olhando para esses jovens vejo o futuro da nação, pois são profissionais que vão ajudar no uso racional do solo, e produção de alimentos com o desafio de aplicar as tecnologias com muita desenvoltura“, completou.

JiroNishimura, presidente da Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia, comemorou a formatura de mais 36 alunos e a marca de 366 tecnólogos formados, a maioria deles atuando em várias regiões do Brasil. Jiro atribui esse desempenho obtido nos nove anos de existência da Fatec em Pompeia não a uma obra do acaso, mas a mão de Deus nos 30 anos de existência da Fundação.“Deus permitiu uma Fatec em Pompeia e enviou profissionais competentes para dar aulas e implementar o curso em nossa cidade“, justifica.

Emocionado, o presidente da Fundação destacou o sucesso do curso que tem atraído alunos de várias partes do Brasil e até do exterior e que, ao fim do curso, saem praticamente empregados devido à carência desse tipo de profissional. “Hoje com uma taxa de desemprego tão alta aqui vemos o inverso, as empresas procurando os profissionais qualificados pela Fatec de Pompeia“, enfatizou. Ele lembrou também das parcerias com empresas voltadas ao agronegócio que hoje somam mais de 90 e ajudam em muito na formação profissional dos alunos.

Estiveram presentes na solenidade os diretores do Grupo Progresso, Diego Carneiro e GreicySanders, da cidade de Sebastião Leal, Piaui, que cultivam milho, soja, algodão além de contarem com beneficiamento e armazenamento de grãos.  O grupo tem investido em vários jovens aprovados no vestibular da Fatec financiando todos os custos para estudarem em Pompeia se preparando para o mercado agrícola.

O diretor de produção do Grupo Progresso, Diego Carneiro falou da satisfação da empresa em investir nesses profissionais que irão preencher a carência de tecnólogos que o mercado exige. “Não tínhamos profissionais capacitados em agricultura de precisão e hoje estamos contratando um dos que já se formaram, dos cinco que enviamos. Tudo isso visando a melhoria do potencial produtivo do grupo, que hoje está atuando em Minas Gerais e no Piauí. Sabemos que esse tipo de profissional vai colaborar na automação das propriedades do grupo“, celebra o diretor.

Destaque

O prêmio de melhor aluna da turma foi concedido para a formandaGisele Aparecida Moro de Sousa, de Pompeia. Formada também no curso superior de Processos Gerenciais, ela destacou que tem a frente um desafio, uma vez que sempre trabalhou na área administrativa, porém tinha um sonho de trabalhar na área agrícola. Ela acredita que vai conciliar os seus conhecimentos administrativos com tudo o que aprendeu no curso de MAP. “Tenho familiares que são produtores rurais e essa área sempre me despertou interesse, pois gosto muito e acredito no agronegócio“, finalizou.

A Fatec Shunji Nishimura é fruto de uma parceria entre o Centro Paula Souza, Prefeitura Municipal de Pompeia e Fundação Shunji Nishimura, que há 30 anos tem seus investimentos voltados para a área de educação.

Essa matéria você encontra na edição de setembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar.

 

Ou assine

ARTIGOS RELACIONADOS

Como controlar a sigatoka amarela na bananeira

José Clélio de Andrade Engenheiro agrônomo, DSc.e pesquisador da Epamig - Lavras jclelio@epamig.br Os prejuízos são da ordem de 50% da produção, podendo atingir 100%, uma...

Fosfito de potássio contribui para enchimento de grãos

  Douglas José Marques Professor de Olericultura e Genética e Melhoramento de Plantas da UNIFENAS douglas.marques@unifenas.br Hudson Carvalho Bianchini Professor de Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas da...

Valor da Produção de 2016 fecha em R$ 527,9 bilhões

            Resultado se deveu principalmente à quebra de safra por razões climáticas O ano de 2016 encerrou com Valor Bruto da...

Agrocultivo investe em tecnologias hidropônicas

  A Agrocultivo é uma empresa que trabalha na área de comércio e exportação, voltada para o segmento de cultivo protegido. Pelo quarto ano a Agrocultivo...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!