18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Feijoeiro responde com melhor enraizamento aos aminoácidos

Feijoeiro responde com melhor enraizamento aos aminoácidos

Eli Carlos Oliveira

Engenheiro agrônomo, doutor e professor na Universidade Estadual de Londrina (UEL)

elioliveira.agro@gmail.com

Fernando Simoni Bacileri

Engenheiro agrônomo, Msc. e doutorando em Fitotecnia na Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

ferbacilieri@zipmail.com.br

 

 Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

Aminoácidos são moléculas orgânicas compostas por carbono (C), grupo amino (NH2), grupo carboxílico (COOH), um átomo de hidrogênio (H) e um radical (R), que é diferente para cada tipo de aminoácido.

São compostos importantes no metabolismo de nitrogênio e unidades formadoras dos peptídeos, proteínas e precursores de outras moléculas, como hormônios, coenzimas, nucleotídeos e polímeros de paredes celulares. São fundamentais para todos os seres vivos, e nas plantas estão envolvidos em uma série de reações fisiológicas, ligadas intimamente ao crescimento e desenvolvimento.

Benefícios para o feijoeiro

Os aminoácidos podem proporcionar vários benefícios quando aplicados ao feijoeiro, entre os quais se destacam:

ðEstimulam a germinação e enraizamento com bom vigor inicial;

ðProporcionam metabolismo mais equilibrado das plantas;

ðAtuam na síntese e ativação da clorofila, tornando a fotossíntese nas plantas muito mais eficiente e aumentando a reserva de carboidratos disponíveis aos diversos processos metabólicos;

ðAtrasam o envelhecimento das folhas;

ðReduzem a fitotoxidade de determinados defensivos agrícolas;

ðPromovem maior tolerância das plantas às doenças (papel imunológico);

ðAumentam a absorção e a translocação dos nutrientes para as plantas;

ðTêm participação direta no transporte de nutrientes pelo floema;

ðInduzem a recuperação mais rápida do sistema radicular das plantas;

ðRegulam a atividade hormonal das plantas;

ðPromovem maior tolerância ao estresse das plantas de origem biótica e abiótica.

Aminoácidos x enraizamento

 Os aminoácidos melhoram o desenvolvimento da parte aérea do feijoeiro - Crédito Luize Hess
Os aminoácidos melhoram o desenvolvimento da parte aérea do feijoeiro – Crédito Luize Hess

Um dos principais problemas enfrentados na produção de feijão, como em qualquer outra cultura, refere-se à necessidade de estabelecimento adequado de plantas em campo. Quando o número mínimo de plantas por área não é alcançado, há necessidade de ressemear, com impactos diretos na produtividade e comprometimento de se obter um rendimento satisfatório.

O baixo estande pode ser causado por fatores atribuídos à qualidade fisiológica das sementes, como germinação e vigor, ou por fatores ambientais, com destaque para a seca e altas temperaturas, além de fatores fitossanitários, como a murcha de fusarium (Fusarium oxysporum) e nematoides (Pratylenchus brachyurus) e (Meloidogyne spp.), sendo que cada fator pode atuar por si ou em interação com os demais.

Durante o desenvolvimento inicial de plântulas de feijão, o enraizamento é um dos principais fatores que afeta o vigor inicial das plantas. Essa característica é determinada pela formação de raízes laterais, governada principalmente pelo hormônio auxina.

Contudo, a ação de alguns micronutrientes e aminoácidos pode auxiliar nesse processo, além de promover a ação deste hormônio. Também existem aminoácidos e micronutrientes que podem atuar diretamente na germinação e no desenvolvimento da parte aérea, promovendo o rápido desenvolvimento do aparato fotossintético.

Nas plantas leguminosas, estudos têm apontado que quando estas são bem supridas com aminoácidos, possuem uma nodulação mais efetiva, possibilitando economia significativa dos fertilizantes nitrogenados, com redução do custo de produção.

Manejo

Os aminoácidos tornam a fotossíntese nas plantas muito mais eficiente - Crédito Luize Hess
Os aminoácidos tornam a fotossíntese nas plantas muito mais eficiente – Crédito Luize Hess

Para a aplicação eficiente de aminoácidos, deve-se considerar a composição do produto que será utilizado, ou seja, quais aminoácidos estão presentes em sua formulação e também compreender a necessidade da cultura ou fator limitante em cada fase fenológica.

Os produtos compostos por aminoácidos enquadram-se na proposta de adubação estimulante, uma vez que este tipo de adubação representa uma ajuda de curta duração, não substituindo programas convencionais de nutrição aplicados via solo, mas se mostrando muito eficazes no auxílio da melhoria dos processos fisiológicos das plantas.

Via tratamento de sementes, em lavouras de feijão cultivadas em áreas de solos com alta incidência de doenças e nematoides, o uso de aminoácidos tem proporcionado maior vigor inicial e desenvolvimento radicular.

Este maior desenvolvimento do sistema radicular favorece a absorção dos nutrientes e da água do solo. Os aminoácidos proporcionam recuperação mais rápida do sistema radicular das plantas sob situações de estresses, tais como doses excessivas de fertilizantes (salinização do solo) e déficit hídrico moderado.

Essa matéria completa você encontra na edição de agosto 2016 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Grãos Feijoeiro responde com melhor enraizamento aos aminoácidos