27.7 C
São Paulo
sexta-feira, maio 20, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Fertilizante organomineral melhora qualidade do alho

Fertilizante organomineral melhora qualidade do alho

 

Diego Henriques Santos

Engenheiro agrônomo da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp)

dihens@bol.com.br

 

Crédito Marco Lucini
Crédito Marco Lucini

Os fertilizantes podem ser classificados em minerais, orgânicos e organominerais. Os organominerais são adubos orgânicos enriquecidos com nutrientes minerais.

A fabricação do fertilizante organomineral é feita industrialmente, partindo-se de uma ou mais matérias-primas orgânicas e a elas juntam-se corretivos como macronutrientes primários e secundários, bem como micronutrientes. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento determina que o fertilizante organomineral possua um mínimo de 8% de carbono orgânico total.

Benefícios

A matéria orgânica presente nos fertilizantes organominerais é importante para melhorar a fertilidade do solo e suas propriedades físicas, pois aumenta a porosidade total do solo, com consequente elevação da capacidade de retenção de água. Forma, ainda, agregados capazes de reduzir a erosão e aumentar a capacidade de troca catiônica (CTC).

A matéria orgânica também aumenta os teores de nitrogênio, fósforo e enxofre a partir de sua decomposição e da mineralização. Além disso, reduz a fixação do fósforo pelos óxidos de ferro e alumínio, bloqueando os sítios de fixação com os radicais orgânicos.

Essa matéria possui, ainda, efeito quelante sobre o ferro, o manganês, o zinco e o cobre, além de aumentar a população de microrganismos benéficos ao solo e às plantas. De maneira geral, em função da matéria orgânica presente em sua composição, o fertilizante organomineral é facilmente absorvido pelas plantas, ativando o metabolismo e melhorando a fotossíntese e outros processos fisiológicos. Com isso, as plantas resistem melhor às pragas e doenças, além de apresentarem maior vigor na brotação e produtividade elevada.

 

Culturas beneficiadas

Os organominerais podem ser utilizados em todas as culturas. Diversos trabalhos apresentam resultados positivos para o café, milho, trigo, aveia e cana-de-açúcar, dentre outras culturas. No entanto, são mais utilizados no cultivo de hortaliças, como cenoura, beterraba, alface, repolho, espinafre, rúcula, salsa, pimentão, quiabo, ervilha, tomate, jiló, berinjela e abóbora.

A cultura do alho, assim como as demais olerícolas, quando adubadas com fertilizantes orgânicos ou organominerais, apresentam nutrição mais equilibrada e, consequentemente, melhor desenvolvimento das plantas em relação àquelas adubadas unicamente com fertilizantes minerais.

A matéria orgânica, quando aplicada em doses adequadas, enriquecida com adubos minerais, exerce efeitos positivos no rendimento da cultura do alho em função da melhoria química, física e biológica do solo, especialmente em solos considerados pobres.

Isso acontece porque a matéria orgânica é agente condicionador do solo capaz de melhorar substancialmente suas condições, pelo aumento da capacidade de retenção de água e o aumento da disponibilidade de nutrientes em forma assimilável pelas raízes, tais como nitrogênio, fósforo, potássio e o enxofre.

Os macro e micronutrientes presentes na matéria orgânica são liberados de forma gradual, de acordo com a exigência da cultura, e não ocorrem perdas, como por exemplo por lixiviação, proporcionando também economia no consumo de fertilizantes minerais.

 A matéria orgânica beneficia o alho - Crédito Cristiano de Oliveira
A matéria orgânica beneficia o alho – Crédito Cristiano de Oliveira

Mais que vantagens

Além dos benefícios já apresentados, o aumento do teor de matéria orgânica também eleva o pH do solo e a saturação por bases, assim como a complexação e a precipitação do alumínio da solução do perfil.

Por todos estes motivos, diversos trabalhos atestam que o alho apresenta boa resposta à adubação orgânica, elevando principalmente o peso médio de bulbos, característica de grande importância para a comercialização, sendo que os bulbos maiores recebem as melhores cotações nos mercados consumidores, além dos ganhos em qualidade, como redução de bulbos sem túnicas, disco estourado, bulbos chochos e abertos.

A matéria orgânica melhora a fertilidade do solo -  Crédito Eduardo Sekita
A matéria orgânica melhora a fertilidade do solo – Crédito Eduardo Sekita

Manejo ideal

A época e a forma de aplicação dos fertilizantes organominerais é a mesma dos fertilizantes minerais. Entretanto, na cultura do alho, quando se fala em adubação, deve-se atentar para os níveis adequados de nitrogênio.

O pseudoperfilhamento é considerado uma característica comercialmente indesejável, depreciando o produto e reduzindo a produtividade, e dentre os diversos fatores relacionados com a ocorrência de pseudoperfilhamento, o nitrogênio em excesso é considerado um dos mais importantes. No entanto, a deficiência deste nutriente também acarreta redução de produtividade. 

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro 2016  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Hortifrúti Fertilizante organomineral melhora qualidade do alho