29.3 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 12, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiFertilizantes à base de algas aumentam potencial produtivo de frutas e hortaliças

Fertilizantes à base de algas aumentam potencial produtivo de frutas e hortaliças

 

Douglas José Marques

Professor de Olericultura e Melhoramento Vegetal da Universidade José do Rosário Vellano-UNIFENAS

douglas.marques@unifenas.br

Hudson Carvalho Bianchini

Professor de Fertilidade do Solo da Universidade José do Rosário Vellano-UNIFENAS

Créditos Shutterstock
Créditos Shutterstock

O uso de fertilizantes especiais com base em extrato concentrado das algas marrons Ascophyllum nodosum, colhidas a frio, têm se mostrado uma boa opção para potencializar a produtividade de frutas e hortaliças, principalmente quando utilizados nas culturas de cebola, cenoura e uva, além de folhosas.

Vantagens dos fertilizantes à base de algas

O extrato de alga da espécie Ascophyllum nodosum (L.), popularmente conhecida como alga parda ou marrom, tem esse nome devido à coloração marrom amarelada que apresenta quando viva.

A alga é colhida nas águas do Atlântico Norte, na costa do Canadá, sendo uma fonte natural de macro e micronutrientes (N, P, K, Ca, Mg, S, B, Fe, Mn, Cu e Zn), aminoácidos (alanina, ácido aspártico e glutâmico, glicina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, prolina, tirosina, triptofano e valina), citocininas, auxinas e ácido abscísico, que são substâncias que afetam o metabolismo celular das plantas e conduzem ao aumento do crescimento, bem como ao incremento da produtividade.

No Brasil, o uso desta agrotecnologia ainda se encontra em fase inicial de estudo, porém, a técnica já é amplamente utilizada, principalmente na Europa, EUA e no Canadá, onde se têm observado efeitos sinérgicos na produção de cereais, hortaliças e frutíferas.

Produtos obtidos a partir do extrato da alga Ascophyllum nodosum têm sido utilizados como bioestimulantes em diversas culturas. No Brasil, o uso deste extrato se enquadra como agente complexante em formulações de fertilizantes para aplicação foliar e fertirrigação.

O extrato da alga tem como principais benefícios:

ü Estimular as respostas das plantas às doenças e estresses abióticos;

ü Promover o crescimento vegetal, pois contém macro e micronutrientes, carboidratos, aminoácidos e estimuladores de crescimento;

ü Melhorar alguns processos fisiológicos das plantas, como a absorção de nutrientes e a fotossíntese;

ü Aumentar a atividade de síntese da fitoalexina capsidiol e a peroxidases em plantas, o que favorece a resistência das plantas às doenças.

As algas promovem o crescimento vegetal - Créditos Shutterstock
As algas promovem o crescimento vegetal – Créditos Shutterstock

Manejo

O extrato de algas pode ser aplicado de várias formas:

ð Pulverizadores foliares;

ð Aplicações por fertirrigação;

ð Aplicação no sulco de plantio;

ð Tratamento de sementes;

ð Aplicação associada a outros produtos, desde que haja compatibilidade com outros insumos agrícolas.

As aplicações no solo devem ser feitas no período de sete dias após o transplante. Já as aplicações via foliar devem ser divididas da seguinte forma:

  • Ø No pegamento do fruto;
  • Ø 14 dias após o pegamento;
  • Ø 30 dias após o pegamento;
  • Ø Com intervalos de 2-3 dias entre cada colheita.

Resultados

Pesquisas indicam que a aplicação do extrato de algas irá promover uma maior formação de raízes, aumento da floração e da taxa de fecundação, aumento do teor de clorofila, além de atuar como carreador e possuir efeito desestressante e desintoxicante nas culturas, fazendo com que as plantas retomem rapidamente seu crescimento.

Deve-se tomar precaução para a sua aplicação em tomateiro, porque a produção de muita folha na planta diminui a produção dos frutos.

Vantagens

Uma vasta gama de efeitos benéficos tem sido observada com a aplicação do extrato de A. nodosum, incluindo:

à Aumento do rendimento da cultura;

à Maior absorção de nutrientes;

à Aumento da resistência às geadas e condições de estresse;

à Aumento no tempo de prateleira do fruto, melhoria na germinação de sementes e redução da incidência de ataque de fungos e insetos.

Investimento

O custo na aplicação do extrato de algas vai depender da marca do produto. O valor atual está em torno de R$ 100,00 e o custo da aplicação por hectare em torno de R$ 50,00.

Esse investimento se justifica se levarmos em conta os benefícios, como:

  • § Favorece os microrganismos benéficos à planta e aumenta o efeito supressor de doenças do solo;
  • § Induz o crescimento das raízes;
  • § Favorece o estabelecimento da cultura, melhora a sanidade das plantas, o que irá aumentar a produtividade, proporcionando maior lucro para os produtores.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

A utilização de fungicidas na cana

A produtividade de um cultivo agrícola depende de diversos fatores, como variedade, solo, clima, irrigação, técnicas de cultivo, adubação, manejo de pragas etc. As...

Aminoácidos – Aliados nas pulverizações do tomate

Os aminoácidos são componentes presentes em todas as plantas. Possuem concentrações e funções distintas, entre as quais estão a síntese de proteínas e diversas substâncias que regulam o metabolismo vegetal e também como ativador de metabolismos fisiológicos.

Ciclo da cebola define o planejamento de mercado

  Daniel Pedrosa Alves Doutor em Genética e Melhoramento e pesquisador da Epagri na área de Melhoramento de Plantas danielalves@epagri.sc.gov.br Gerson Henrique Wamser Mestre em Produção Vegetal e pesquisador...

Agro Wiser – Duas décadas de Hortitec

A AgroWiser participa da Hortitec há 20 anos. “A Hortitec nos possibilita a ampliação do relacionamento cliente/empresa e também entre os nossos próprios clientes...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!