18.1 C
São Paulo
sábado, agosto 13, 2022
-Publicidade-
Inicio Destaques Fertilizantes de liberação lenta otimizam nitrogênio na batata

Fertilizantes de liberação lenta otimizam nitrogênio na batata

Fábio Olivieri de Nobile Professor titular do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB) fabio.nobile@unifeb.edu.br

Maria Gabriela Anunciação Engenheira agrônoma – UNIFEB

Batata – Crédito: Shutterstock

As necessidades nutricionais humanas desafiam a capacidade produtiva das terras cultiváveis. Uma população de 9 bilhões é estimada até 2050, o que coloca uma forte pressão para aumento na produção de alimentos em pelo menos 40%. Obviamente, há um limite nas terras cultiváveis disponíveis, somado à crescente escassez de água.

Assim, as práticas agrícolas precisam obter sustentavelmente maiores rendimentos de produção em vez de expandir para novas áreas agrícolas. No cenário atual, a humanidade já emprega grandes quantidades de fertilizantes: são cerca de 190 milhões de toneladas/ano aplicadas para aumentar a produção agrícola.

Segundo a International Fertilizer Association (IFA), em nível mundial, a aplicação de fertilizantes nitrogenados tem aumentado rapidamente nas últimas décadas, de 32 milhões de toneladas em 1970 para cerca de 100 milhões de toneladas em 2010; espera-se que aumente para 130-150 milhões de toneladas por ano até 2050.

Importação de fertilizantes

No Brasil, em 2020, a importação de fertilizantes totalizou 29,4 milhões de toneladas, volume 11% superior às 26,4 milhões registradas em 2019. Três produtos se destacaram pelos recordes de importação, sendo os maiores volumes dos últimos cinco anos.

A importação de ureia foi 28% superior em 2020 em relação ao ano anterior, com 6,8 milhões de toneladas. Para o MAP, foram registradas 4,8 milhões de toneladas, volume 25% acima do total de 2019. E para o cloreto de potássio, o volume importado em 2020, de 11,4 milhões de toneladas, é 12% superior ao ano anterior e representou 39% do volume total de fertilizantes importados, sendo um dos produtos com maior dependência do mercado internacional devido à baixa produção interna.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Destaques Fertilizantes de liberação lenta otimizam nitrogênio na batata