Fertilizantes fisiológicos na agricultura

0
308
Crédito Shutterstock

Dhyene Rayne dos Santos Becker

Mestra em Biodiversidade e Conservação – Universidade Federal do Pará (UFPR)

drayneagro@gmail.com

Os fertilizantes fisiológicos são produtos que agem na fisiologia da planta oferecendo uma maior eficácia no aproveitamento de insumos e aumentando a eficiência do metabolismo vegetal, do plantio ao crescimento. Esses fertilizantes têm surgido como uma alternativa promissora em virtude da alta dos insumos agrícolas, importante para minimizar os efeitos da crise provocada pela escassez e escalada de preços dos insumos tradicionais no mercado.

Quem são eles

Como fertilizantes fisiológicos destacamos biorreguladores e bioestimulantes. Os bioestimulantes podem ser substâncias tanto naturais quanto sintéticas, e que sua aplicação acontece diretamente nas plantas ou nas sementes. Eles atuam favorecendo o equilíbrio fisiológico das plantas, auxiliando no aumento da absorção de água e nutrientes.

Já os biorreguladores são compostos orgânicos que, quando aplicado nas plantas, promovem, inibem ou modificam processos morfológicos e fisiológicos das plantas.

Entre um e outro

A diferença entre o fertilizante fisiológico e os outros fertilizantes é o modo como agem nas plantas, atuando em enzimas específicas, inibindo ou modificando processos fisiológicos e morfológicos do vegetal, com baixa toxicidade aos inimigos naturais, além de baixa contaminação no meio ambiente.

Diversos trabalhos, segundo Silva (2019), pressupõem que as plantas, quando submetidas à aplicação de produtos à base de bioestimulantes e biorreguladores, respondem melhor ao estresse hídrico.

O desenvolvimento e crescimento das plantas são reguladodos por uma série de hormônios vegetais, cujas biossíntese e degradação se produzem em resposta a uma complexa interação de fatores fisiológicos, ambientais e metabólicos.

Viabilidade

Uma relação custo-benefício que pode ser citada é a maior absorção de água e nutrientes em plantas com déficit hídrico com a aplicação de biorreguladores, como foi observado no estudo realizado por Zilliani sobre a influência de biorreguladores sobre a fisiologia e crescimento inicial de cana-de-açúcar submetida a déficit hídrico.

No trabalho, observou-se que os biorreguladores estimularam o crescimento do sistema radicular, o que promoveu a maior absorção de água pelas plantas e melhor desempenho fisiológico sob o déficit hídrico.

Essa condição foi responsável pelo maior crescimento, em altura e área foliar, com aumento da produção de biomassa total das plantas: raiz, folhas e colmo.

Tendência

A utilização de fertilizantes fisiológicos como técnica agronômica para otimizar as produções das mais diversas culturas é cada vez mais crescente no País. Tais fertilizantes são responsáveis por efeitos marcantes no desenvolvimento vegetal, em que os órgãos vegetais das plantas são alterados morfologicamente com a aplicação dos biorreguladores ou bioestimulantes, de forma que o desenvolvimento ou crescimento são promovidos ou inibidos, o que acaba modificando os processos fisiológicos e exercendo controle da atividade meristemática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!