29.4 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosFlorestas plantadas: SP é o 2º Estado da federação em área

Florestas plantadas: SP é o 2º Estado da federação em área

Crédito Eucatex

O Estado de São Paulo possui uma área de 1,252 milhão de hectares com florestas plantadas. Os principais gêneros de árvores comerciais são eucalipto (981 mil ha), pinus (151 mil ha) e seringueira (120 mil ha).

O levantamento foi feito em 2021, com o auxílio de imagens satelitais em uma ação conjunta, contratada pela Associação Paulista de Produtores, Fornecedores e Consumidores de Florestas Plantadas, a Florestar São Paulo; Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) e outras associações estaduais de base florestal.

O estudo apontou que São Paulo é o segundo Estado com maior área de florestas plantadas, atrás apenas de Minas Gerais. “Quando falamos em geração de emprego, o setor florestal paulista é responsável por aproximadamente 150 mil postos, entre diretos e indiretos, de acordo com o Ministério do Trabalho”, explica a engenheira florestal e diretora-executiva da Florestar São Paulo, Fernanda Abilio.

Ações

A executiva conta que em 2023, a associação pretende intensificar ações que fortaleçam o setor dentro do Estado de São Paulo. “A Florestar é a entidade associativa estadual que representa 11 empresas da cadeia produtiva do setor de árvores plantadas e os segmentos industriais que têm a madeira e as fibras vegetais como principal insumo. Entre os objetivos da associação, estão defender o setor e lutar pelos interesses coletivos dos associados, que se dedicam ao manejo sustentável de plantações florestais”, lembra ela.

Considerando a relevância da madeira como matéria-prima para a sociedade e as oportunidades emergentes para o setor de florestas plantadas dentro de uma agenda mundial cada vez mais preocupada com o meio ambiente, a diretora-executiva está otimista.

“Temos grandes oportunidades para inserir a madeira de florestas plantadas como matéria-prima renovável, de origem sustentável, em um mercado de consumo cada vez mais preocupado com a origem e o destino dos produtos. Queremos mobilizar e articular recursos governamentais, econômicos, financeiros e humanos para o desenvolvimento florestal no estado de São Paulo”, conclui Fernanda.

Manoel Browne, diretor de Relações Institucionais, Governamentais e com a Comunidade da Bracell, empresa associada, assumiu recentemente a presidência do Conselho de Administração da Florestar São Paulo para o biênio 2023/2024.

Ele ressalta que “o setor de árvores plantadas tem grande contribuição para o País, desde a geração de empregos e impulsionamento da economia. Mas, ainda há espaço para que o setor possa contribuir, de forma significativa, para ampliar os benefícios dentro da agenda ESG. Vamos atuar para que a Associação exerça com protagonismo no Estado de São Paulo essa agenda positiva”. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Recomposição Florestal tem resultados positivos

Em novembro de 2023, profissionais da Itaipu participaram do monitoramento da semeadura da espécie feita por helicóptero em junho.

Reflorestamento da Mata Atlântica: um projeto inovador combina drones e plantio manual

Conheça um projeto de reflorestamento muito promissor, realizado no bioma da Mata Atlântica, no Brasil.

Importância de drones para o setor florestal

Os drones podem ser grandes aliados no mapeamento florestal, ofertando mais economia e redução no tempo de trabalho.

Florestas primárias: o que são e qual a sua importância?

As florestas primárias apresentam vegetação uma grande diversidade biológica, representando um importante valor para a biodiversidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!