18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti FMC lança seu primeiro biofungicida Regalia Maxx

FMC lança seu primeiro biofungicida Regalia Maxx

Fotos Luize Hess
Fotos Luize Hess

 

As exigências dos consumidores com relação à segurança alimentar estão impactando o dia a dia do horticultor, que precisa cada vez mais ter um manejo equilibrado no campo, livre de resíduos e com selo de rastreabilidade comprovados.

 Dessa forma, para trazer conveniência, qualidade, opção de controle para o produtor rural e proteção ativada do plantio à prateleira, a FMC AgriculturalSolutions lançou seu primeiro biofungicida de ação preventiva Regalia Maxx, produto de origem biológica, para controle de Alternaria solani (Pinta Preta) no tomate.

Flávio Irokawa, gerente de marketing a nível de Brasil, diz que a Hortitec 2015 foi um marco para esse lançamento, sendo que a FMC tem sido líder no mercado de produtos biológicos no mundo.

Benefícios

O coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Biológicos da FMC, Giuliano Pauli, destaca a importância do cultivo e explica os benefícios da nova solução. “Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), na temporada de verão 2013/14, a área plantada do tomate no Brasil fechou em 39.000 ha. Precisamos aumentar cada vez mais a produtividade e ao mesmo tempo controlar doenças de forma eficiente sem incrementar mais aplicações de produtos químicos. Com essa proposta, expandimos nosso portfólio de HF com o RegaliaMaxx, fungicida bioquímico que atua na indução da resistência sistêmica, ou seja, fazendo com que o metabolismo da planta intensifique a produção de fungicidas naturais, se tornando resistente a ação de patógenos“, explica o coordenador de P&D.

Flávio Irokawadestaca que a solução já é amplamente utilizada ao redor do mundo no controle de diferentes doenças e de importância agrícola, como nos Estados Unidos em que é registrado para mais de 50 culturas entre vegetais, frutas, grãos, folhosas, adicionalmente Regalia Maxx é creditado por importantes certificadoras orgânicas como OMRI e WSDA.

“É um fungicida bioquímico mundialmente conhecido pela inovação trazida ao controle de doenças, pois seu modo de ação diferenciado conta com ausência de toxicidade e efeito fitotônico que o tornam uma contribuição ao manejo integrado de doenças. Não apresenta incompatibilidade com o manejo convencional. Atualmente no Brasil, contamos com registro para o controle de Alternaria solani em tomate e batata“, continuaPauli.

Flávio Irokawa, gerente de marketing da FMC Fotos Luize Hess
Flávio Irokawa, gerente de marketing da FMC Fotos Luize Hess

Manejo

Quanto às aplicações da solução, Pauli recomenda que devem ser iniciadas de forma preventiva ou com o aparecimento dos primeiros sintomas da doença, mantendo intervalos entre aplicações de sete a 10 dias. “Em situações climáticas muito favoráveis para doenças ou quando as aplicações forem iniciadas com pressão elevada da doença, Regalia Maxx deve compor o manejo em rotação com produtos químicos tradicionais“, destaca o coordenador.

 “Com a aplicação do RegaliaMaxx houve a redução de severidade da doença abaixo de 4%, enquanto na testemunha eram 11%. Já o incremento de produtividade foi superior a 34%. Temos observado excelentes resultados de controle da Pinta Preta e incremento de produtividade em tomate e batata com a utilização de Regalia Maxx“, conclui Giuliano Pauli.

 

Essa matéria você encontra na edição de julho da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira a sua.

Inicio Revistas Hortifrúti FMC lança seu primeiro biofungicida Regalia Maxx