25.8 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasFundação MT em Campo 2017 já tem datas programadas

Fundação MT em Campo 2017 já tem datas programadas

DSC_0071  A Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, já deu início à organização do próximo evento, o Fundação MT em Campo 2017, que ocorre em duas regiões distintas de Mato Grosso. O tradicional dia de campo traz nesta edição o tema “A decisão que influencia o amanhã“, pois a instituição entende que tudo que se colhe amanhã vem da decisão tomada hoje e este é um momento importante para o produtor obter informações e decidir o futuro de sua lavoura.

  O primeiro evento será nos dias 26 e 27 de janeiro em Nova Mutum, região norte de Mato Grosso, no Centro de Aprendizagem e Difusão – CAD, considerada a maior área demonstrativa de práticas agrícolas do Estado. Nos dias 2 e 3 de fevereiro é a vez da região sudeste, onde o evento acontece a 85 quilômetros de Rondonópolis, na Estação Cachoeira, área de pesquisa com foco na avaliação das ações, condições e consequências do Sistema de Produção adotado em Mato Grosso.

  A programação dos eventos terá dezenas de estações (12 em Nova Mutum e 11 em Rondonópolis) com experimentos envolvendo as culturas de soja, milho, algodão e plantas de cobertura, que trazem resultados de pesquisas realizadas nesta safra e nas anteriores. Cada estação a campo é conduzida por pesquisadores da Fundação MT e por especialistas convidados que apresentam, debatem e trocam informações com o público sobre situações que são vivenciadas no dia a dia da agricultura.

  Os dias de campo iniciam às 7 horas, as inscrições são feitas na hora e a entrada é gratuita. A programação está disponível no site da Fundação MT “ www.fundacaomt.com.br/eventos.

 

Fundação MT em Campo 2017

 

Nova Mutum (MT)

26 e 27 de janeiro de 2017

Centro de Aprendizagem e Difusão – CAD

Faz. Três Irmãos – BR 163 sentido Lucas do Rio Verde, Km 614

 

Rondonópolis (MT)

02 e 03 de fevereiro de 2017

Fazenda Cachoeira – BR 163 sentido Campo Grande, Km 40

ARTIGOS RELACIONADOS

BASF acompanha crescimento da cotonicultura mineira

A BASF marcou presença no Dia de Campo da AMIPA apresentando toda a sua linha voltada para a cotonicultura. Alexandre Rodrigues de Azeredo, gerente...

IHARA lança PRIVILEGE, primeiro inseticida que combate todas as fases da mosca-branca

    Produto elimina desde ovos até a mosca-branca adulta nas culturas de soja, feijão, algodão e tomate   Especializada em tecnologia para proteção de cultivos, a IHARA apresenta...

Como combater as tigueras de algodão

As plantas tigueras de algodão, conhecidas também como “plantas voluntárias”, são plantas provenientes de sementes de algodão que caem sobre o solo durante a colheita (perdas na colheita) e que emergem na safra seguinte, se tornando uma planta daninha.

Ramulária no algodoeiro exige controle eficiente

A mancha de ramulária é uma doença foliar de destaque na cotonicultura brasileira. Esta doença encontra-se disseminada em praticamente todas as áreas de cultivo do País.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!