20.6 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 19, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesGDM firma acordo para adquirir negócio de milho da KWS na América...

GDM firma acordo para adquirir negócio de milho da KWS na América do Sul

A GDM, líder global em genética vegetal, anunciou hoje a aquisição estratégica do negócio de milho e sorgo da KWS na América do Sul. Esta operação representa um marco significativo na consolidação da GDM em cultivos extensivos na América do Sul. Os acordos de transação estarão sujeitos à aprovação dos órgãos reguladores argentinos e brasileiros, conforme aplicável. A GDM, empresa global de genética vegetal, amplia seu alcance e avança em sua estratégia de crescimento a partir da diversificação dos cultivos extensivos, mediante a aquisição do negócio de milho da KWS no Brasil e Argentina.

Divulgação

A GDM, empresa global de genética vegetal, amplia seu alcance e avança em sua estratégia de crescimento a partir da diversificação dos cultivos extensivos, mediante a aquisição do negócio de milho da KWS no Brasil e Argentina.

A transação anunciada hoje inclui todas as atividades de melhoramento e venda de milho e sorgo da KWS na América do Sul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai), assim como todas as plantas de produção de milho e sorgo no Brasil e de milho na Argentina, envolvendo cerca de 700 funcionários.

A solidez do negócio que a KWS construiu na Argentina e Brasil faz desta operação uma aquisição chave para GDM.

A incorporação do posicionamento e know-how da KWS em milho, junto com a aquisição da Biotrigo, em 2023, consolida a GDM como uma empresa relevante em cultivos extensivos na América do Sul, evidenciando o progresso em sua estratégia de crescimento.

“A combinação do posicionamento em milho da KWS junto ao conhecimento da GDM em genética vegetal, com foco em soja e trigo, cria uma sinergia e fortalezas únicas para nossa posição no mercado e contínuo avanço de nossa companhia”, ressaltou Ignacio Bartolomé, CEO da GDM. “Seguiremos trabalhando numa estreita relação com toda cadeia do agro, com o propósito de continuar aportando os últimos avanços tecnológicos à genética de plantas, com o produtor como nosso principal foco e rendimento como objetivo central”, acrescentou Bartolomé.

A GDM dará continuidade e irá potencializar o negócio desenvolvido pela KWS, reconhecidos por suas notáveis características agronômicas. Todas as atividades de hortaliças, beterraba sacarina e os programas de melhoramento contra estação do portfólio europeu de milho e beterraba sacarina no Brasil, Chile e Peru irão permanecer com a KWS. O negócio europeu de milho não será afetado por essa transação.

“Na América do Sul estabelecemos uma posição sólida no mercado de milho, algo do qual estamos muito orgulhosos. No entanto, para implementar os objetivos estratégicos do grupo KWS com plena força e enfoque, decidimos que este é o momento adequado, em termos de maturidade empresarial, para encontrar um parceiro que esteja em posição sólida para levar o negócio de milho na América do Sul a um próximo nível. Estamos completamente convencidos de que a GDM é uma escolha assertiva, tanto de uma perspectiva cultural quanto o que representa por sua posição empresarial. Com a GDM como nova proprietária, surgirá um player forte que busca crescer ainda mais no mercado sul-americano de soja e milho”, afirmou Nicolás Wielandt, membro do Conselho Executivo, responsável pelo negócio de milho na KWS.

“Estamos entusiasmados em dar as boas-vindas a KWS à família GDM e juntas, esperamos trabalhar para impulsionar a inovação e fazer a diferença positiva na agricultura a nível global”, expressou o CEO da GDM. “Esperamos pelos avanços e conquistas que surgirão proximamente a partir dessa aquisição com muita expectativa e interesse e estamos ansiosos por compartilhar com nossos clientes e parceiros em todo o mundo”, complementou.

Detalhes da transação e valor exato da aquisição não serão revelados por ambas as empresas, conforme acordo entre as partes.

Os acordos de transação estarão sujeitos à aprovação prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) no Brasil e da Comissão Nacional de Defesa da Concorrência na Argentina, conforme aplicável.

LEIA TAMBÉM:

ARTIGOS RELACIONADOS

Temperaturas baixas

Segundo especialistas, as consequências das geadas afetarão diretamente a safra e a pecuária As baixas temperaturas registradas em Goiás, na última semana, trouxeram prejuízos e preocupação para os produtores...

O que fazer em caso de deficiência de fósforo em milho

Combater a deficiência de fósforo no milho é crucial para otimizar o rendimento das plantações.

Sistema Antecipe reduz risco climático para milho safrinha em MS

Semear o milho em até 20 dias antes da colheita da soja, na linha intercalar, garantindo ...

Brasil pode superar os Estados Unidos na exportação de milho

Com produção em alta, o Brasil se destaca como líder mundial nas exportações do cereal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!