21 C
Uberlândia
sábado, julho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoGEHAKA é a primeira fabricante de medidores de umidade de grãos a...

GEHAKA é a primeira fabricante de medidores de umidade de grãos a atender norma do Inmetro

 

Fiscalização dos equipamentos deve começar durante este mês

 

Nova Imagem (6)Principal pilar de sustentação do PIB do Agronegócio brasileiro, a agricultura segue em ritmo constante de crescimento. De acordo com estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de grãos no país, na safra 2016/2017, deve ficar entre 210,9 e 215,1 milhões de toneladas, um crescimento de até 15,6% em relação à safra anterior.

Com o objetivo de tornar as transações comerciais desses grãos mais precisas e seguras, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia) está próximo de regulamentar a fiscalização dos medidores de umidade de grãos, instrumentos utilizados em todas as etapas do processo produtivo, desde o momento da colheita até sua comercialização e industrialização para a produção de alimentos.

Critério de qualidade do produto avaliado no momento da compra, a umidade influencia diretamente no peso e, consequentemente, no preço do grão. Assim, a regulamentação visa proteger a atividade comercial, aumentando o grau de confiança das medições.

Todo grão é composto parcialmente por água e tem um percentual aceitável de grau de umidade para sua composição. Uma medição imprecisa pode fazer com que produtores recebam menos pela quantidade de grãos vendida – ou com que os consumidores paguem valores maiores por menos do que de fato estão levando.

Referência no mercado de medidores agrícolas desde a década 1970, a Gehaka é a primeira fabricante brasileira a atender às adequações e obter a nova e inédita aprovação junto ao Inmetro. Em 2013, o laboratório de ensaios em umidade de grãos da empresa tornou-se pioneiro ao integrar-se à RBLE (Rede Brasileira de Laboratórios de Ensaio) e passou a ser auditado frequentemente em seus procedimentos, conforme determinam as normas internacionais para os referidos tipos de ensaios.

“Esse regulamento vai permitir que a transação comercial seja realizada de forma mais transparente e precisa, evitando fraudes no momento da medição. Com mais de 60 anos de tradição no mercado de medidores agrícolas, a Gehaka investe em tecnologia de ponta e hoje é a primeira e única fabricante a atender às normas do Inmetro“, comenta o Diretor Geral da Gehaka, Christian Kaufmann.

“Os produtos agrícolas são todos comercializados em peso envolvendo altos valores de negociação. Se considerarmos uma imprecisão de 1% nas medições de umidade realizadas com instrumentos desregulados, as perdas em cada safra seriam de aproximadamente R$ 7,5 bilhões“, analisa Kaufmann.

O PROCESSO DE REGULAMENTAÇÃO

 

O regulamento foi estabelecido em 2013 e a fiscalização dos equipamentos deve começar ainda em Fevereiro. Para isso, os Institutos de Pesos e Medidas estaduais devem se preparar tanto em relação aos recursos que deverão ser adquiridos ou disponibilizados ” como os medidores de referência” quanto aos procedimentos adequados para as inspeções.

Instrumentos fabricados antes da entrada em vigor da portaria, que não possuem modelo aprovado, poderão continuar sendo utilizados, mas não estão livres de fiscalização. Para conferir o regulamento completo da certificação do Inmetro, acesse a Portaria Inmetro nº 402 de 2013 e as alterações instituídas pela Portaria Inmetro nº 617 de 2013.

SOBRE A GEHAKA

 

Quando foi fundada, em 1956, a Gehaka se dedicava exclusivamente ao comércio de instrumentos de medição utilizados no segmento agrícola, para controle e avaliação da qualidade de grãos e subprodutos. Sua história de sucesso começava ali, tornando-se logo referência no fornecimento daqueles produtos nos mercados nacional e internacional.

Sempre disposta a inovar, investir experiência, recursos e tecnologia para expandir seu ramo de atuação, a partir de 1979, para os setores de laboratório de pesquisa, ensino e controle de qualidade. Optou por concentrar-se no desenvolvimento, fabricação e distribuição de outros tipos de instrumentos, como balanças analíticas e semianalíticas, processadores estatísticos, analisadores de umidade, pH, condutividade, TOC e ponto de fusão, densímetros, viscosímetros, dosadores de líquidos, misturadores, moinhos entre outros. Dessa forma, atingiu o objetivo de oferecer uma gama ampla de produtos e soluções para diversos segmentos de mercado.

Em 2006 agregou a seu portfólio a fabricação de diversos tipos de purificadores e ultra purificadores de água, equipamentos capazes de produzir água com grau de pureza tanto para enxágue de vidrarias quanto para o uso em formulações de produtos farmacêuticos, cosméticos, etc.

Dois anos depois, em 2008, o reconhecimento foi conquistado com a acreditação junto a Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre) segundo a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005, para o seu laboratório de serviços de calibração de balanças e, em 2011, com a certificação ABNT NBR ISO 9001:2008.

Em 2013, o laboratório de ensaios em umidade de grãos da Gehaka integra-se à RBLE – Rede Brasileira de Laboratórios de Ensaio, conjunto de laboratórios acreditados pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre) para execução de serviços de ensaios.

Em 2015, o laboratório de calibração e ensaio da Gehaka conquista novas acreditações, para a prestação de serviços de ensaio e calibração de instrumentos de medição de pH e condutividade.

Em 2017, a Gehaka obteve à aprovação técnica de modelo, através da Portaria Inmetro/Dimel nº 028, de 14 de fevereiro de 2017 do novo medidor de umidade tipo G1000, destinado à utilização em transações comerciais (compra e venda) de grãos.

Ao longo de todos estes anos a Gehaka teve como filosofia oferecer, por meio de sua exclusiva rede de distribuição e assistência técnica especializada, um atendimento regional eficiente e personalizado às necessidades de cada cliente.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Uso de bioestimulantes na cultura do milho

O milho é uma cultura muito importante para a economia brasileira. O levantamento da safra 2018/19 apresenta o Brasil como terceiro maior produtor e exportador de milho e quarto maior consumidor do cereal no mundo (FIESP, 2019). No momento, a produção no Brasil está estimada em 92,8 milhões de toneladas. Os incrementos na produção, produtividade e área em relação à safra 2017/18 estão estimados em 15, 12 e 3%, respectivamente (CONAB, 2019).

Gergelim se torna uma boa opção para segunda safra em MT

Com vantagens sobre outras culturas como rentabilidade e demanda do mercado externo, o gergelim vem a ser a principal alternativa para os agricultores para segunda safra após a colheita da soja na região do Vale do Araguaia. Com 65 mil hectares plantados de gergelim na região, o município Canarana é responsável por 90% da produção do grão especial no Brasil.

Koppert apresenta em Araguari solução para broca-do-café

Entre os dias 13 e 15 de março a Koppert do Brasil esteve presente na Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura (Fenicafé), que em 2018 abrigou três grandes encontros: XXIII Encontro Nacional de Irrigação da Cafeicultura do Cerrado, XXI Feira de Irrigação em Café do Brasil e o XX Simpósio de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada.

Com plantio de algodão finalizado, chuvas regulares devem garantir melhor safra dos últimos sete anos na Bahia, diz Abapa

Com 100% do algodão semeado, os agricultores baianos plantaram cerca de 263,4 mil hectares, o que corresponde a um aumento de 32,5% em relação...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!