27.9 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiHíbrido de tomate grape: Recordista em teor de licopeno

Híbrido de tomate grape: Recordista em teor de licopeno

Autores

Herika Paula Pessoa
Engenheira agrônoma, mestra em Fitotecnia e doutoranda em Fitotecnia – Universidade Federal de Viçosa (UFV) herika.paula@ufv.br 
Ronaldo Machado Junior
Engenheiro agrônomo, mestre em Fitotecnia e doutorando em Genética e Melhoramento – UFV ronaldo.juniior@ufv.br  
Fotos: Agrocinco

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Hortaliças, reafirmando sua importância para a agricultura nacional, desenvolveu uma cultivar híbrida de tomate do tipo grape que, além de apresentar altas produtividades, possui teor de licopeno recorde dentre os demais materiais desse grupo que são comercializados no Brasil.

O tomate BRS Zamir integra uma nova geração de tomates híbridos enriquecidos com licopeno, um composto antioxidante muito eficiente no combate aos radicais livres no organismo, atuando na prevenção de diversos males, como o câncer e doenças cardiovasculares.

Além de sua importância nutricional, o licopeno é o principal pigmento responsável por conferir a típica cor vermelha dos frutos do tomateiro, a qual é determinante no momento da escolha do produto pelo consumidor.

Enquanto outros híbridos comerciais do segmento grape no mercado brasileiro obtêm por volta de 40 a 90 microgramas por grama de fruto (µg/g), o teor de licopeno do tomate BRS Zamir pode alcançar até 144 µg/g.

Mais vantagens

Além do alto teor de licopeno, o híbrido desenvolvido pela Embrapa apresenta ainda outros atrativos relacionados à qualidade do fruto, como sabor adocicado e adequado balanço de ácidos orgânicos, com o teor de sólidos solúveis até 11°Brix, o que agrada o paladar do consumidor.

Com relação ao formato, os frutos são alongados e pesam entre 10 e 15 gramas, padrão ideal para o segmento grape. Apresentam, ainda, boa conservação após a colheita – até 18 dias em temperatura ambiente.

Resistência

Com relação a aspectos fitotécnicos, o híbrido BRS Zamir apresenta tolerância ao begomovírus e resistência à murcha-de-fusário (raças 1 e 2), murcha-de-verticílio (raça 1), mancha-de-estenfílio e oídio.

Além disso, as plantas possuem boa rusticidade e cobertura foliar. O hábito de crescimento é indeterminado, sendo indicado para cultivo estaqueado, e o início da colheita ocorre 80 dias após o transplantio.

Mais produtivo

A cultivar é indicada para todas as regiões produtoras, em cultivo protegido ou em campo aberto no período seco. Em cultivo protegido, o tomate BRS Zamir apresenta potencial produtivo na faixa de 6,0 a 8,0 kg de frutos por planta.

Com relação à produtividade, esse híbrido apresenta o gene bif, previamente caracterizado por pesquisadores da Embrapa Hortaliças e parceiros, responsável por estimular o grau de bifurcação dos cachos do tomateiro, chegando a aumentar em até três vezes o número de flores e, por consequência, de frutos, o que resulta em maior produtividade.

Para tomates do segmento grape, o número de frutos por penca interessa mais do que o tamanho ou calibre dos frutos produzidos. Por isso, o tomate grape é um produto que se encaixa muito bem ao perfil do agricultor de base familiar que, mesmo em uma área pequena e com pouca estrutura, consegue produzir um material de elevado valor agregado.

Para todo o Brasil

O híbrido BRS Zamir já foi avaliado em diferentes regiões produtoras nos Estados de Goiás, Paraná, São Paulo e Distrito Federal. Além da produtividade superior em comparação a outros híbridos do mesmo segmento, ele também é adaptável às altas temperaturas encontradas em regiões produtoras do País, alcançando perto de 100% de pegamento dos frutos.

Uma vez que a demanda por tomates especiais, do tipo “gourmet”, tem crescido no Brasil, o desenvolvimento de um produto nacional para o segmento grape, totalmente adaptado às condições climáticas brasileiras, tem grande relevância e demonstra a importância das pesquisas desenvolvidas pelos setores públicos nacionais.

Até o desenvolvimento dessa cultivar, a maioria das cultivares ofertadas no mercado nacional era estrangeira e as sementes são importadas por um preço muito elevado. Além disso, essas variedades importadas são produzidas, em geral, em condições de telado em regiões com clima mais ameno.

Quando são cultivadas no Brasil sob altas temperaturas, há aborto de flores e pegamento inadequado de frutos, o que diminui a produtividade. Dessa forma, o desempenho do híbrido BRS Zamir, em relação aos aspectos sensoriais do fruto, conservação pós-colheita, sanidade e produtividade colocam esse híbrido em posição de destaque entre materiais genéticos do grupo grape comercializados no Brasil.

O tomate BRS Zamir integra uma nova geração de tomates híbridos enriquecidos com licopeno. Atua na prevenção de diversos males, como o câncer e doenças cardiovasculares, e é responsável por conferir a típica cor vermelha dos frutos do tomateiro.

ARTIGOS RELACIONADOS

Citricultura enfrenta grandes desafios

  O Brasil permanece como maior produtor mundial de laranjas, com 18,4 milhões de toneladas colhidas de 715 mil ha. Àfrente dessa produção está São...

Calagem, gessagem e nutrição da goiabeira

Talita de Santana Matos Doutora em Agronomia Elisamara Caldeira do Nascimento Doutora em Agronomia e professora - Sesitec - MT Rafael Campagnol Professor de Olericultura " Universidade Federal...

Acadian – Bioativação para a vida

  A Acadian tem trabalhado com os principais cultivos hortícolas, como batata, tomate, alface, beterraba e pimentão. Para estas culturas, a empresa destacou, durante a...

Organominerais enriquecidos com algas e aminoácidos

Jorge Otavio Mendes de Oliveira Junek Mestre em Agronomia, professor da Uniaraxá, consultor e pesquisador jorge.junek@gmail.com   Os fertilizantes são uma forma de enriquecer o solo com nutrientes...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!