Híbridos: Novidade no mercado mamoeiro

0
156

Autora

Deniete Soares MagalhãesPós-doutoranda na Universidade Federal de Lavras (UFLA)denieteagro@yahoo.com.br

Mamão – Crédito: Sérgio David

Durante quatro décadas, desde as primeiras introduções dos mamoeiros dos grupos Solo e Formosa no País, as áreas de cultivo se basearam em cerca de uma dezena de variedades e apenas um híbrido, sendo este importado (Tainung nº 01).

Devido à falta de alternativa quando da escolha de cultivares e híbridos comerciais para o plantio, cujos frutos atendam tanto às exigências do mercado nacional quanto internacional, o interesse por sementes híbridas produzidas internamente no Brasil aumentou consideravelmente, principalmente para o grupo Formosa, para reduzir a dependência dos produtores por sementes importadas, o que elevava o custo de produção.

Assim, o lançamento de novos híbridos de mamoeiro adaptados às condições do Brasil se revelou uma excelente alternativa devido ao seu desempenho superior a campo, com altas produtividades e qualidade superior, e em alguns casos com variedades resistentes a doenças que atacam o mamoeiro, muitas vezes com alto grau de agressividade.

Vantagens dos híbridos

As principais vantagens dos mamões híbridos em relação às variedades convencionais são o maior vigor e produtividade, alcançando produtividade média superior a 120 t/ha/ano. Além disso, os híbridos apresentam outras vantagens, como teores de sólidos solúveis mais altos, normalmente acima de 12 °Brix, polpa suculenta e de consistência firme, com coloração variando de vermelho a vermelho-alaranjado.

Tais características contribuem para aumentar a atratividade perante o consumidor e indústria, promovem maior resistência ao transporte e vida útil de prateleira, entre outras. O peso médio dos frutos variando de 1.200 a 2.400 gramas é outra vantagem que possibilita o atendimento de quase metade da demanda do mercado brasileiro, que prefere os tipos Formosa, de maior tamanho e peso.

Opções

Atualmente, no Brasil estão disponíveis mais facilmente no mercado sementes dos híbridos Tainung nº 1 e Calimosa, sendo este último o primeiro híbrido lançado no Brasil. Existem ainda outros híbridos disponíveis, cadastrados no Registro Nacional de Cultivares (RNC), todos pertencentes ao grupo Formosa. 

Viabilidade

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.