18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Hidroponia pode aumentar produtividade em até 50%

Hidroponia pode aumentar produtividade em até 50%

Autores

Luana Keslley Nascimento Casais
luana.casais@gmail.com
Rhaiana Oliveira de Aviz
rhaianaoliveiradeaviz@gmail.com
Emanoel dos Santos Vasconcelos
emanoeldsvpgm@gmail.com
Graduandos em Agronomia – Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) – campus Paragominas
Luciana da Silva Borges
Doutora e professora – UFRA e coordenadora do Grupo de Pesquisa em Horticultura da Amazônia (HORTIZON) e Núcleo de pesquisa em agroecologia (NEA)
luciana.borges@ufra.edu.br

Hidroponia é o meio pelo qual cultiva-se plantas sem o uso do solo em um ambiente protegido. As plantas são acondicionadas em canaletas, ou vasos com material inerte, onde passa uma solução nutritiva com todos os nutrientes essenciais para o bom desempenho da cultura.

Quanto aos tipos de sistemas hidropônicos, podem ser classificados em fechados e abertos, assim como a forma de circulação da solução nutritiva no meio. Nos sistemas abertos não haverá retorno ao reservatório da solução nutritiva – após a irrigação das plantas ela é dispensada. Nos sistemas fechados, ou circulantes, há um bombeamento da solução nutritiva para os canais de cultivo, que após irrigar as plantas é drenada de volta para o reservatório (CPT, 2003).

Vantagens sem fim

O sistema hidropônico apresenta uma grande vantagem em relação ao cultivo convencional, pois no mesmo o cultivo não está sujeito ao uso do solo, o que permite à planta um menor gasto de energia, já que ela não precisará procurar por nutrientes. Este já será disponibilizado a ela de forma regulada e precisa, o que torna as plantas mais produtivas com relação às suas características morfológicas, com menos área de raiz, maior comprimento de parte aérea, raízes mais limpas e um encurtamento no ciclo de produção dessas culturas, o mais forte atrativo para o uso dessa técnica.

Por ser preciso na aplicação de nutrientes, o encurtamento no ciclo de produção é notório e muito proveitoso, uma vez que retirando cedo a cultura para comercialização, uma nova cultura é implantada sem perda de tempo. Além disso, a mão de obra é bem menor em relação ao cultivo convencional, o que reduz drasticamente os custos, por não necessitar de uma demanda diária de pessoas fazendo limpeza de daninhas eventuais no cultivo. Outra grande vantagem trata-se de um melhor controle fitossanitário, pois, por ser em cultivo protegido, impede a entrada de insetos vetores de doenças.

Culturas beneficiadas

As folhosas foram as primeiras culturas beneficiadas por essa técnica, entretanto, com o avançar dessa tecnologia já podemos ver algumas hortaliças-fruto sendo cultivadas, como o tomate, além de cereais, frutas e flores. Mas, ainda temos como principal cultura beneficiada por essa técnica a alface, uma espécie de ciclo rápido e que tem boa adaptabilidade a esse meio de cultivo, assim como a rúcula, agrião, salsa, entre outras.

Outra hortaliça que vem ganhando bastante espaço no meio hidropônico é o jambu (Spilantes oleraceae L.), cultura bastante consumida na região norte do País, principalmente próximo a algumas datas festivas da região e que vem ganhando cada vez mais o gosto por quem o consome, exigindo um crescente aumento na sua produção.

Por ser uma técnica que apresenta boa segurança na produção, de fácil manejo, além de produzir com maior rapidez, esta tornou-se uma ótima aposta para o cultivo desta hortaliça, agregando valor e confiança pela entrega de um excelente produto e de altíssima qualidade ao consumidor final.

Manejo

A técnica mais utilizada no meio hidropônico é a do filme nutriente (NFT), ou técnica do fluxo laminar de nutrientes, que consiste no cultivo de plantas em canais de cultivo, que podem ser tubos de PVC com aberturas em espaçamentos adequados à cultura que se deseja implantar, cortados inteiros ou longitudinalmente. Há no mercado empresas que trabalham com novos canais, mais resistentes, caso o produtor não queira fazer uso de canos PVC.

A solução nutritiva pode ser feita em caixas d’água (reservatório) situadas abaixo do nível do solo para evitar elevação de temperatura da solução, com volume a ser considerado conforme a quantidade de canais se tenha na propriedade. Conforme a demanda a ser utilizada pelos canais, essa solução é impulsionada por uma bomba aos canais de cultivo e deve passar por todas as canaletas de forma intermitente, em intervalos pré-estabelecidos. O uso de temporizadores é imprescindível para um maior êxito no cultivo.

Após a passagem da solução por todos os canais, ela retorna ao reservatório e todo o ciclo se reinicia, obedecendo o tempo estabelecido de circulação. O sistema NFT não utiliza substrato. As plantas têm como sustentação apenas os canais de nutrição. Esta é classificada, entre as técnicas de cultivo hidropônico, como um sistema fechado, pois a solução nutritiva circula pelos canais de cultivo, sendo reutilizada continuamente (Rodrigues, 2002).

Produtividade

Plantas cultivadas em sistema hidropônico devem receber corretamente as medidas de nutrientes necessários para um bom desenvolvimento. Por isso, para obter o máximo de produtividade é importante se atentar à necessidade da cultura implantada.

Em termos de produtividade, com o auxílio desta técnica conseguimos alcançar até 50% a mais em produtividade em relação ao cultivo convencional, pois ao implantar um sistema hidropônico o responsável deve se atentar às medidas corretas de manejo, evitando erros que possam ocasionar em deficiência na produção.

Segundo o diretor da Hidrogood, Carlos Orlandi em entrevista ao programa Bom Dia Campo, o ciclo das plantas hidropônicas é realizado em menos tempo. A principal vantagem que a técnica de hidroponia traz para o produtor rural é o aumento da produtividade, que varia de 30 a 50%, em relação ao cultivo convencional.

Em campo

Farias et.al (2010), em seu estudo analisando ‘Rendimento de variedades de jambu (Spilanthes oleracea L.) conduzidas em solo e hidroponia NFT’, concluíram que o sistema hidropônico NFT é uma alternativa que deve ser considerada para o cultivo desta cultura, pois em sua pesquisa observou que as plantas apresentaram maior altura, com aumento de aproximadamente 10 cm por semana nas plantas hidropônicas e 06 cm nas plantas conduzidas em solo.

Na produção de massa fresca da parte aérea, observou-se que o sistema de cultivo em hidroponia foi superior ao cultivo em solo, incrementando a produção em mais de 100%, mostrando ser altamente viável do ponto de vista agronômico, para adoção no sistema de cultivo de jambu.

Ascenção

A hidroponia é uma técnica que se encontra atualmente em ascensão, e por isso precisa ser mais difundida e discutida em meio à comunidade produtora, a fim de que possa ser melhor explorada. A produção de eventos e palestras que ressaltem os benefícios da hidroponia e todas as suas vantagens é um meio válido e necessário para que haja uma evidência maior desta promissora tecnologia.

Em uma estufa com uma área de 357 m² em um projeto NFT de 7×51 m é possível conseguir uma quantidade aproximada de 5.600 pés de alface/mês. Convertidos em espécie, pode-se arrecadar, vendendo cada alface a R$ 1,50, um rendimento estimado de R$ 8.400,00/mês, o que em um curto prazo quitaria o investimento na construção do viveiro de hidroponia.

Pelos cálculos, observa-se ser esta uma técnica com bom proveito em relação ao custo-benefício, mas isso, claro, deve sempre ser avaliado nas condições de mercado e parcerias efetuadas, para que a quantidade seja realmente demandada e o produtor possa obter o lucro estimado.

Inovações

Estudos realizados na região nordeste, verificando a utilização de água salobra em hidroponia para produção de plantas, apontam um grande avanço na produção agrícola para a região do semiárido. A alface vem sendo apontada como uma cultura bem resistente à salinidade na água, e por isso torna-se uma boa escolha nesse tipo de cultivo, o que pode vir a ser uma boa alternativa para os produtores que enfrentam escassez de água doce em sua localidade. São estudos recentes, mas que já estão sendo aplicados às comunidades e têm demonstrado boa aplicabilidade no seu uso.

Inicio Revistas Hortifrúti Hidroponia pode aumentar produtividade em até 50%