23.3 C
São Paulo
terça-feira, julho 5, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Hidroponia - Uma alternativa para solos inadequados

Hidroponia – Uma alternativa para solos inadequados

 

Wulf Schmidt

Engenheiro agrônomo, doutor em Agricultura Irrigada e consultor da Aquaet Terra

wulfschmidt62@gmail.com

Skype: wulfschmidt

 

Foto 01 - Hidroponia é opção para áreas pedregosas - Crédito Shutterstock
Hidroponia é opção para áreas pedregosas – Crédito Shutterstock

Com a tecnologia disponível não há mais solos ruins – existem solos com maior ou menor necessidade de investimento. Limitações químicas, como fertilidade e salinidade, são de mais simples correção do que as físicas: como textura, pedregosidade e capacidade de armazenagem de água.

Felizmente, não temos áreas contínuas expressivas com estas características no Brasil, onde a maioria dos solos são planícies de origem sedimentar (principalmente noNorte e Nordeste), e geralmente arenosos, sendo comum a presença de manchas de cascalho; ou planaltos de origem vulcânica muito antigos e, portanto, altamente intemperizados, como é comum no centro-sul, onde se observam eventuais afloramentos rochosos.

Como não há áreas extensas com estas características, as existentes não são limitantes para atividades agrossilvipastoris, ou são, no pior dos casos, mantidas como reserva ambiental. Evidentemente que o cultivo hidropônico é uma alternativa nestas situações.

O sistema hidropônico permite a condução em sistema aberto, semiprotegido e protegido - Crédito Wulf Schmidt
O sistema hidropônico permite a condução em sistema aberto, semiprotegido e protegido – Crédito Wulf Schmidt

A hidroponia

Hidroponia é o cultivo sem solo, e tem sido utilizado para pesquisas de nutrição mineral, pela NASA, para produção e reciclagem de água e oxigênio em futuras bases espaciais, e também para produção intensiva em áreas reduzidas, onde há limitação física, química ou econômica de uso do solo.

Tecnicamente é possível o cultivo de qualquer espécie em hidroponia, sendo o fator limitante principal o econômico.

Manejo

Há vários modos de condução na hidroponia: em substratos inertes, como areia e pedra; a técnica do filme de nutrientes (NFT em inglês), que consiste fundamentalmente no plantio em uma solução nutritiva que flui pelo sistema radicular; ou no ar (também chamado de aeroponia), onde um sistema borrifa água e nutrientes diretamente nas raízes das plantas.

O sistema hidropônico permite a condução em sistema aberto, semiprotegido e protegido. O protegido, e mais indicado, é geralmente feito em estufa com as laterais teladas, com controle de entrada de pessoas, etc., diminuindo assim o ataque de pragas e por proporcionar melhor controle ambiental e menor incidência de doenças.

O sistema aberto, como o nome diz, não apresenta nenhum tipo de proteção – apenas o cultivo sem terra, e como no semiabertosó há a cobertura plástica da estufa, ambos perdem um grande diferencial do produto hidropônico, que é o menor uso de pesticidas.

 Destaque

Vantagens

A hidroponia apresenta comprovadas vantagens quando comparada aos métodos tradicionais de cultivo. Plantas hidropônicas podem crescer em qualquer lugar, mesmo sem solo, apenas com luz disponível (mesmo esta pode ser artificial), fazendo-a viável em qualquer circunstância, independentemente do valor da terra.

Por permitir ao produtor a liberdade de regular a composição da solução nutritiva e a sua disponibilização à cultura, ele tem um controle relevante sobre o crescimento das plantas. Por não precisar de preparo de solo, capinas, menor aplicação de pesticidas, diminui muito a necessidade de mão de obra.

O menor consumo de água e nutrientes, quando comparada ao plantio convencional, é outra vantagem substancial da hidroponia, e se deve ao fato da possibilidade de reciclagem dos mesmos.

Uma clara desvantagem do sistema hidropônico é o investimento inicial não apenas nas estufas, mas também em todo o sistema hidráulico. Este valor é variável em função das condições do local de instalação. O custo operacional também é maior pela necessidade de utilização de adubos mais solúveis e com menos impurezas (maioria importados) e uma mão de obra mais qualificada que possa “ler“ a cultura em suas necessidades nutricionais e pragas incidentes.

Sabor

Para o consumidor, o produto hidropônico é percebido como de paladar mais suave, mais macio e mais saudável. Este último aspecto é devido ao menor uso de pesticidas (o maior controle nutricional das plantas implica em menor incidência de pragas e doenças) e também à qualidade da água utilizada, geralmente de poço artesiano ou mina.

Para hidroponia, a água a ser utilizada tem que ser de boa qualidade, e nada é aplicado sobre as folhas, de modo que não há como disseminar coliformes fecais, por exemplo.

Essa matéria completa você encontra na edição de fevereiro/2015 da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira a sua para leitura completa!

Inicio Revistas Hortifrúti Hidroponia - Uma alternativa para solos inadequados