23.3 C
São Paulo
quarta-feira, julho 6, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Notícias IMA vai fiscalizar cerca de 700 propriedades no vazio sanitário da soja...

IMA vai fiscalizar cerca de 700 propriedades no vazio sanitário da soja em Minas, que começa na sexta

Vazio sanitário completa 10 anos e tem contribuído para o controle da ferrugem asiática. Produção do grão em Minas deve crescer 30% neste ano.

 

 lavoura soja 2Começa na sexta-feira desta semana (1/7) o período do vazio sanitário da soja, que prosseguirá até 30 de setembro em todo o território mineiro. Durante 90 dias estará proibido o plantio deste grão em todo o estado, exceto para as situações previstas na legislação e desde que autorizado pelo Comitê Estadual para Controle da Ferrugem Asiática da Soja, presidido pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

O IMA prevê fiscalizar aproximadamente 700 propriedades rurais em todo o estado durante os 90 dias de vigência do vazio sanitário.

A medida está estabelecida pela Resolução nº 1.393/2015 da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Portaria nº 1503/2015 do IMA e tem o objetivo de prevenir e controlar a ferrugem asiática, praga causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi e que destrói a planta infectada.

 

Além da proibição de novos plantios, durante o vazio deverão ser exterminadas todas as plantas vivas remanescentes de safras anteriores, o que poderá ser feito com a utilização de produtos químicos ou outras formas de erradicação.

O produtor que for notificado pelo IMA por manter a planta na sua lavoura e que não exterminá-la em prazo de 10 dias após a notificação estará sujeito a multa de 1,5 mil Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (Ufemgs), o equivalente a R$ 4.516,35.

Poucas autuações

 

Este será o décimo ano consecutivo em que o vazio sanitário da soja é realizado em Minas, desde que foi instituído em 2007. O gerente de Defesa Sanitária Vegetal do IMA, engenheiro agrônomo Nataniel Diniz Nogueira, argumenta que ao longo dos últimos nove anos o IMA fiscalizou 4530 propriedades rurais com plantações do grão em todo o estado.

 

Do total fiscalizado o Instituto realizou 715 notificações, casos onde foi constatada a presença da planta na propriedade. Destes, somente 41 produtores receberam autos de infração, que são aqueles casos em que o agricultor, depois de notificado, não erradicou a planta no prazo de 10 dias estipulado pelo IMA.

“Estes 41 autos de infração emitidos em nove anos representam apenas 0,9% do total de propriedades fiscalizadas. É um número pequeno e demonstra que o produtor rural de Minas aderiu ao vazio sanitário, consciente da sua importância para que as lavouras estejam livres da doença e se mantenham produtivas“, argumenta Nataniel Nogueira.

“É um trabalho em parceria entre o IMA, que orienta e fiscaliza, e o produtor, que cumpre a sua parte, pois sabe que é o braço direito do estado nesse processo de controle e prevenção à doença“, enfatiza.

Sem hospedeiros

 

Nataniel Nogueira explica que o vazio sanitário permite que as lavouras permaneçam 90 dias sem os pés de soja e, dessa forma, que estejam livres dos hospedeiros, evitando ou diminuindo a incidência da praga na safra posterior. 

 

Ele relata que a disseminação da doença é feita pelo vento e que apenas uma planta com o fungo é capaz de reproduzir milhões de uredosporos (unidades de reprodução) com capacidade para atingir as plantações de diversas propriedades.

Safra maior

Minas Gerais é o sexto maior produtor de soja do Brasil, com 4,7 milhões  de toneladas previstas para a safra 2016, um crescimento de cerca de 30% no volume de produção em relação às 3,3 milhões de toneladas de 2015.

Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

As principais regiões produtoras no estado são Noroeste, Triângulo e Alto Paranaíba. O grão é cultivado também no Sul de Minas e vem registrando expansão para o Sudoeste do estado.

Inicio Notícias IMA vai fiscalizar cerca de 700 propriedades no vazio sanitário da soja...