21.3 C
Uberlândia
domingo, julho 14, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMáquinasIndústria de fertilizantes especiais projeta crescimento de 6% para 2015

Indústria de fertilizantes especiais projeta crescimento de 6% para 2015

Clorialdo Roberto Levrero, presidente da Abisolo analisa as perspectivas do setor de fertilizantes especiais em entrevista coletiva.

 Estimativa foi feita em coletiva de imprensa promovida nesta 3ª feira (10), em S. Paulo, para detalhar o VI Fórum e Exposição Abisolo, a ser realizado dias 15 e 16 de abril em Ribeirão Preto

 O mercado brasileiro de fertilizantes especiais, cuja movimentação em 2014 girou em torno de R$ 3,5 bilhões, deverá apresentar, neste ano, um crescimento aproximado de 6%, ou seja, 50% inferior à média anual de crescimento de 12% registrada no último quinquênio, e decorre da redução do crescimento previsto para agricultura, como um todo. A avaliação foi feita por dirigentes da Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo) durante coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira, em São Paulo, para divulgação do VI Fórum e Exposição Abisolo, marcados para os dias 15 e 16 de abril, em Ribeirão Preto/SP, cujo tema será “Fertilizantes Especiais: um Novo Patamar de Produtividade na Agricultura“.
“Teremos um crescimento menor em razão dos problemas enfrentados por toda a cadeia agrícola, que está sofrendo com o fraco desempenho da economia do País e também do segundo ano consecutivo de uma crise hídrica sem precedentes“, disse Clorialdo Roberto Levrero, presidente da Abisolo. Ele acrescentou ainda que o ano de 2015 se mostra com uma grande interrogação. “Corremos o risco de obter uma redução na safrinha do milho“, complementa.
Em sua apresentação, Levrero detalhou o perfil das empresas do setor, salientando o importante papel dos fertilizantes especiais nos ganhos de produtividade do agronegócio brasileiro. “Os fertilizantes especiais fazem parte de um conjunto de insumos e fatores, responsáveis pela maior produtividade agrícola conseguida nos últimos anos e que incluem: escolhas de sementes selecionadas, trato correto do solo, maquinários e equipamentos adequados à cultura, uso de modernas técnicas de medição, além de pessoal capacitado para aplicação dos insumos“, observa o presidente da Abisolo.
Na avaliação de Levrero, a disseminação maior de fertilizantes especiais pela agricultura brasileira depende de um esforço de assistência técnica e de serviço de pós-venda, que tem merecido atenção especial das empresas associadas da Abisolo. “A venda de fertilizantes especiais requer engenheiros, técnicos e químicos capacitados para um trabalho de orientação e até de convencimento do produtor rural sobre as potencialidades de aumento na produtividade que eles representam para as diferentes lavouras“, relata.
VI FÓRUM E EXPOSIÇÃO ABISOLO ” Toda cadeia comercial, técnica e institucional do agronegócio, inclusive representantes de governos, debaterá formas de aumentar a produtividade agrícola com o uso de fertilizantes especiais durante o VI Fórum e Exposição Abisolo, marcado para os dias 15 e 16 de abril próximo, em Ribeirão Preto/SP. Além das palestras, o evento, realizado a cada dois anos, inclui ainda a 2ª Exposição Nacional e Internacional da Indústria de Tecnologia em Nutrição Vegetal, que contará com dezenas de de empresas e entidades ligadas à área de nutrição vegetal. A expectativa é de que o VI Fórum e a Exposição atraiam um público de aproximadamente 1.500 visitantes.
Considerado o maior evento da indústria de tecnologia agrícola de nutrição vegetal da América Latina, o encontro é uma iniciativa da Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo) e representa uma grande oportunidade para que todos os envolvidos com o segmento se atualizem sobre as novidades e também reforcem o network com parceiros, fornecedores e clientes. Prova disso é que na edição anterior, nada menos que 68% dos participantes eram formados por executivos, técnicos, vendedores e distribuidores das empresas ligadas ao segmento de fertilizantes. Em razão dessa frequência qualificada, o Fórum e a Exposição também possibilitam a divulgação dos principais avanços tecnológicos em termos de produtos e serviços para os diversos públicos do agronegócio.

ARTIGOS RELACIONADOS

Femec fecha oitava edição com novo recorde de público

A oitava edição da Femec, iniciada no dia 26 de março e encerrada no dia 29, em Uberlândia (MG), estabeleceu novas marcas para a maior feira do agronegócio de Minas Gerais. O número de expositores deste ano foi de mais de 140 empresas de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas que, juntas, movimentaram cerca de R$ 320 milhões em quatro dias.

Banana – folha sob ataque

A banana é a fruta mais popular do Brasil, podendo ser consumida in natura ou processada em diversas receitas. A bananeira (Musa paradisiaca) atualmente é plantada em cerca de 520.000 ha em praticamente todos os Estados brasileiros e sua produtividade depende de fatores como a variedade plantada, as condições de clima e de nutrição do solo, assim como do manejo para pragas e doenças empregado na área.

Quais as técnicas de corte ampliam produtividade?

Autor Luís Paulo Benetti Mantoan Biólogo e doutor em Ciências Biológicas/Fisiologia Vegetal - UNESP-Botucatu luismantoan@gmail.com Carla Verônica Corrêa Engenheira agrônoma e doutora em...

Cresce a incidência da phoma cafeeira

  Adriano Augusto de Paiva Custódio Engenheiro agrônomo fitopatologista, IAPAR custodio@iapar.br Anselmo Augusto de Paiva Custódio Engenheiro agrônomo fitotecnista A Phoma pode causar depauperamento progressivo de órgãos aéreos reprodutivos e...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!