23.3 C
São Paulo
quinta-feira, julho 7, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Influência dos ácidos húmicos e fúlvicos na produtividade do alho

Influência dos ácidos húmicos e fúlvicos na produtividade do alho

Mara Lúcia Martins Magela

Doutoranda em Agronomia ” Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Regina Maria Quintão Lana

Doutora e professora de Fertilidade do solo e Nutrição de Plantas ” UFU

rmqlana@ufu.br

Crédito Shutterstock

O alho é uma hortaliça rica em nutrientes e substâncias aromáticas de alto valor condimentar, apresentando ação fitoterápica com diversas propriedades farmacológicas. Trata-se de uma cultura importante a nível nacional, visto que o alho é bastante consumido pelos brasileiros e está presente na culinária de diversas regiões do País.

Considerando que o volume de alho produzido no Brasil consegue suprir apenas 40% da demanda nacional, há urgência em se promover e aumentar a produção de alho brasileiro, sendo que a fertilidade do solo é um dos fatores de maior impacto para o alcance de altas produtividades, com obtenção de produtos finais de qualidade.

 

Importância da nutrição

Os ácidos húmicos melhoram o enraizamento da lavoura – Crédito Eduardo Sekita

A extração de nutrientes pelo alho apresenta uma relação direta com o crescimento e desenvolvimento da planta. A cultura se desenvolve bem numa faixa de pH entre 5,5 e 6,5, sendo necessário realizar calagem quando a acidez do solo for alta, em que o índice de saturação de bases ideal deve estar em torno de 70%.

Dessa forma, a manutenção da fertilidade do solo é essencial para o sucesso da cultura, e para isso é necessário estar atento para algumas características responsáveis por manter essa fertilidade em níveis adequados, sendo a matéria orgânica uma das principais.

A necessidade e busca por sistemas de produção mais equilibrados e menos dependentes de produtos exclusivamente químicos impulsionou o desenvolvimento por fontes de fertilização mais tecnológicas, eficientes e sustentáveis.

Neste sentido, os fertilizantes organominerais são uma boa opção para atender as necessidades nutricionais do alho, proporcionando melhorias nos atributos físicos, químicos e biológicos do solo, incrementando o enraizamento e a produção de bulbos.

Os ácidos húmicos proporcionam aproveitamento eficiente dos nutrientes – Crédito Eduardo Sekita

Neste contexto, é sabido que a matéria orgânica fornecida pelos organominerais pode elevar a capacidade tampão do solo, aumentando a retenção de nutrientes, consequentemente com maior absorção e aproveitamento destes, resultando em maior produção.

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro de 2018 da Revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

 

Ou assine

Inicio Revistas Hortifrúti Influência dos ácidos húmicos e fúlvicos na produtividade do alho