23.6 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosFlorestasInovação e valor agregado na produção contribuem com araucárias

Inovação e valor agregado na produção contribuem com araucárias

Crédito Marco Lucini

Símbolo do Paraná, a Araucária permanece em alerta de extinção. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, dos 200 mil quilômetros quadrados de florestas com araucárias que cobriram as regiões sul e sudeste do Brasil, restam menos de 3%.

Além da exploração da madeira, a comercialização inadequada do pinhão é um fator preocupante. Quando a semente da Araucária é colhida em grande quantidade ou sem estar madura, atrapalha o processo de reprodução da espécie e o surgimento de novas árvores, além de prejudicar a alimentação dos animais.

Para assegurar a preservação da floresta com araucárias, estão em desenvolvimento projetos que tentam conservar e ampliar as áreas em que esse ecossistema ameaçado ocorre. Um exemplo é o Araucária+, modelo de negócio criado a partir da parceria da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e da Fundação CERTI, com o objetivo de gerar inovação em negócios que contribuem com a conservação desse bioma.

“Por se tratar de uma área com grande valorização econômica, queremos que a floresta continue a gerar renda, mas de forma sustentável. Incentivamos os produtores rurais a seguirem ações de manejo responsável das áreas naturais para protegermos e restaurarmos cada vez mais essa floresta”, destaca o coordenador de Negócios e Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário, Guilherme Karam.

Com 13 produtores envolvidos, o projeto conserva 671 hectares e já comercializou 2,8 toneladas de pinhão e 400 toneladas de erva-mate produzidas por meio de um padrão sustentável.

Usos diversificados de matérias-primas das araucárias

ðCerveja: feita no Paraná, a Cerveja Insana Pinhão é fabricada sazonalmente a partir de parceria com o Araucária+. Ela se encaixa nos padrões de gastronomia sustentável por ser produzida apenas na época em que a atividade de coleta do pinhão é permitida por lei, recebendo a semente de produtores preocupados em preservar as florestas. A bebida já foi premiada no Festival Brasileiro de Cerveja e pode ser harmonizada com carnes mais fortes, além de sobremesas cremosas e gordurosas.

ð Gastronomia: o pinhão também pode ser encontrado em muitos pratos. A semente pode ser usada para fazer diversas receitas, como saladas, aperitivos, sopas, pães e bolos. Quando o pinhão é colhido e comercializado antes do período permitido – época que varia de acordo com o Estado –, o vendedor e o comprador estão sujeitos à multa. Na hora de escolher e comprar o produto, o consumidor deve saber que sementes verdes possuem cor esbranquiçada e grande umidade, reunindo fungos que podem ser prejudiciais à saúde.

ð Tinta orgânica: espécie nativa da floresta com araucárias, a erva-mate é matéria-prima na fabricação de uma tinta orgânica. A cor conhecida como “verde erva-mate” foi criada pela startup carioca Mancha, com erva-mate da iniciativa Araucária+. O objetivo foi desenvolver uma paleta de cores sustentáveis e orgânicas, que também conta com pigmentos de urucum, cacau e açafrão. A tinta é um produto 100% vegetal, livre de metais pesados e derivados de petróleo, o que não coloca em risco a saúde do consumidor e não polui o meio ambiente.

ARTIGOS RELACIONADOS

Bunge e Solazyme expandem joint venture

Times globais comercializarão juntos óleos e ingredientes inovadores à base de microalgas para alimentos mais saudáveis e sustentáveis Solazyme (Nasdaq: SZYM), empresa pioneira em inovação...

Adubação fosfatada com gesso – Hora de corrigir e nutrir o solo

Bruno Nicchio Engenheiro agrônomo e doutorando em Produção Vegetal, ICIAG-UFU bruno_nicchio@hotmail.com José G. Mageste Engenheiro florestal, Ph.D. e professor ICIAG-UFU jgmageste@ufu.br Ernane Miranda Lemes Engenheiro agrônomo, mestre e doutor em Produção...

Transporte rodoviário de toras e toretes

Aimee Koerich Alex Homrich Vasconcellos Bianca Silva Lemes Guilherme Magro da Silva Juliano dos Santos Depoi Lucas Tonetto de Souza Rodrigo Silveira de Farias Graduandos em Engenharia Florestal - da Universidade...

Descritores de araucária possibilitam proteção de cultivares

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) acaba de publicar os descritores mínimos ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!