Inovação em produção de mudas já é realidade no Brasil

0
549
Crédito: Multi Mudas

O conceito da empresa é ser um centro de pesquisa e desenvolvimento de soluções que se tornará referência e fonte de tecnologia para viveiros

No mês de outubro de 2019 começaram as reformas do viveiro onde funcionava a Eucalipto Brasil, em Andradina (SP). Segundo o Multi Mudas Brasil, que assumiu a estrutura, ele se tornará o viveiro mais avançado do País em termos de tecnologia e inovação.

O viveiro, com previsão de plena operação já neste primeiro semestre de 2020, é somente uma parte dos planos da empresa, mas seguramente uma das mais importantes, porque colocará à prova todas as inovações desenvolvidas pelo Multi Mudas Brasil, além de produzir mudas de alto padrão para clientes selecionados.

O local foi escolhido pela união de diversos fatores, entre eles a localização privilegiada. Andradina está em uma região muito relevante para o mercado de mudas, em especial pela presença de indústrias de celulose como a Eldorado Brasil e a Suzano (Fibria). Outro fator importante é a estrutura do viveiro da Eucalipto Brasil, bem dimensionada para os objetivos do Multi Mudas Brasil.

Viveiro 4.0 já é realidade

O foco do Multi Mudas Brasil é apresentar aos viveiros um modelo avançado, com automatizações e aprimoramentos em cada processo da produção de mudas. É o viveiro 4.0 chegando.

O gerente geral do viveiro, Caio Marçal David (ex-Eldorado Brasil), informa que o principal negócio da empresa não será a venda de mudas: “Isso será uma consequência, pois produziremos grandes quantidades de mudas de qualidade superior. Então é natural a venda, pois nossa estrutura é para 30 milhões de mudas/ano atualmente. Mas o foco do Multi Mudas Brasil é apresentar aos viveiros do País uma nova tecnologia de produção. Mais automatizada, mais rápida e com menor custo operacional. Sabemos que hoje um colaborador consegue produzir de 80 a 100 mil mudas/ano em média, dependendo do viveiro. Com a tecnologia que vamos disponibilizar a nossos clientes, eles poderão passar a produzir 130 mil mudas/ano/colaborador. Além da vantagem de que a muda terá ainda mais qualidade, o Multi Mudas Brasil será um show room de tecnologia para mostrar aos outros viveiros aprimoramentos que poderão aplicar em suas empresas, pois nosso negócio não é venda de mudas. Para isso há muitos viveiros de qualidade, que serão nossos parceiros ao adotar nosso modelo de produção. Esse sim é o negócio que queremos propor. Venderemos muito mais conhecimento, técnicas e inovação do que mudas propriamente ditas”.

Versatilidade em prol do campo

Luiz Neto, inventor do sistema SIS BGC, principal avanço tecnológico do Multi Mudas Brasil, também revelou que haverá produção de outros tipos de mudas, além de eucalipto: “Implantaremos neste viveiro a tecnologia SIS BGC: Sistema Inteligente e Sustentável para a produção de Berços Germinadores Compostáveis, que pode ser aplicado a qualquer cultura em que se produza mudas”.

O Multi Mudas Brasil é o primeiro viveiro no mundo a aplicar este sistema em larga escala. No fim de 2019, o SIS BGC recebeu o prêmio Top Engenharias 2019, em Belo Horizonte (MG), por sua inovação no mercado florestal brasileiro, o que já comprova seu potencial. “Vamos começar com mudas de eucalipto porque é um mercado que está voltando a ter grande demanda, mas queremos mostrar que o SIS BGC produz com eficiência qualquer tipo de muda. Outro mercado prioritário é o de cana. Há uma enorme demanda reprimida. Com o SIS BGC será possível ter mudas com custo bem mais baixo, então viabilizará até mesmo plantar 100% do canavial com mudas, o que trará a qualidade tão esperada. Também trabalharemos com café, erva-mate, urucum, olericultura, entre tantas outras”, relata Luiz Neto.


“Nosso negócio não é venda de mudas. Para isso há muitos viveiros de qualidade. Mas queremos oferecer um novo modelo produtivo para estes viveiros. Esse é o negócio, e todos podem ser nossos parceiros.


Sustentabilidade como proposta

Segundo o Multi Mudas Brasil, o SIS BGC transforma o viveiro em termos de rentabilidade, sem exigir investimentos relevantes, pois aproveita tudo o que a estrutura já tem. É o caso do viveiro da Eucalipto Brasil, que usava o sistema de tubetes de papel – paper pots – que exige equipamentos específicos. Ao invés de descartar mais de 200 mil bandejas, o SIS BGC aproveita todas elas, salvando um grande investimento.

O trabalho de desenvolvimento de soluções inovadoras não se restringe às atividades do viveiro. O Multi Mudas Brasil também está colaborando em pesquisas que vão trazer grandes avanços para a área de plantio mecanizado de mudas, além de desenvolver seus equipamentos próprios para tornar o plantio manual muito mais fácil e eficiente.