18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Inovação na adubação do cafeeiro integralmente via água

Inovação na adubação do cafeeiro integralmente via água

Marcelo de Melo Linhares

Engenheiro agrônomo, especialista em Proteção de Plantas e consultor da Sagra Insumos Agrop. Ltda

marcelo.de.linhares@terra.com.br

Marcelo Faria

Consultor técnico em irrigação e manejo da água

marcelo.tradecorp@gmail.com

 

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

A fertirrigação é uma técnica de adubação que utiliza a água de irrigação para levar nutrientes ao solo cultivado, realizado por meio do sistema de irrigação mais conveniente à cultura.

Para conduzir o cafeeiro sob o manejo nutricional via irrigação chamado (fertirrigação ou nutrirrigação), é necessário primeiro entender porque esta técnica foi desenvolvida.

A técnica de fertirrigação foi desenvolvida como solução para cultivo de culturas em situações com escassez de água, solos com baixa retenção de água e nutrientes, por exemplo, em desertos (Israel).

Foi trazida para o Brasil há aproximadamente 20 anos, primeiramente para atender a demanda de hortaliças, e consequentemente foi adaptada à cultura do cafeeiro para incrementar a produtividade e substituir a forma de nutrir a planta.

Vantagens

A técnica permite a aplicação de dosagens muito baixas em kg/ha, benefício muito interessante para micronutrientes, que têm uma demanda baixa durante todo o ciclo da cultura que somente consegue ser atendida via manejo de fertirrigação.

O fósforo é o fertilizante conhecido pela sua baixa mobilidade e fácil fixação em solos de cerrado, característica essa que torna o fertilizante muito eficiente quando aplicado via fertirrigação, quando a mobilidade do fertilizante é incrementada em 80% e seu aproveitamento pela cultura é potencializado pelo fornecimento gradual e constante durante todo o ciclo da cultura.

O manejo da irrigação é fundamental para o sucesso da técnica - Crédito José Braz Matiello
O manejo da irrigação é fundamental para o sucesso da técnica – Crédito José Braz Matiello

Resultados

O cafeeiro responde muito bem a esta técnica, apresentando resultados excelentes tanto em produção como em qualidade, especialmente em períodos sob condições adversas de clima (déficit hídrico).

Como a técnica permite a nutrição fracionada durante todo o ciclo da cultura, promove melhor condição para o desenvolvimento das raízes, e assim a planta consegue absorver maior volume hídrico e, consequentemente, junto absorve nutrientes na mesma proporção, aumentando assim sua capacidade de acumular reservas internas.

Em média, uma lavoura bem conduzida sob manejo de nutrirrigação apresenta menor bianualidade e acréscimo de produtividade que chega a 20%. Na safra de café colhida em 2016, tivemos áreas comerciais que realizaram este método de manejo e foram colhidas em alguns pontos do talhão mais de 100 sc/ha da variedade IBC12, em que a média do talhão ficou em 92 sc/haem Carmo do Paranaíba (MG), na região do Cerrado.

Manejo

O manejo adotado para condução via fertirrigação requer cuidados muito importantes, primeiramente em relação às fontes de fertilizantes, que devem ser específicas para esta finalidade, sendo exigido como critério pureza e solubilidade, bem como a adoção de métodos para controle do manejo da irrigação.

Uma vez que toda a nutrição será realizada via fertirrigação, é necessário manter a umidade do solo próximo à capacidade de campo para evitar salinização e queima de radicelas na cultura.

O manejo da irrigação é fundamental para o sucesso da técnica, uma vez que para a planta absorver os nutrientes aplicados é necessário preservar o sistema radicular e manter a umidade no solo, garantindo assim condições adequadas para absorção dos nutrientes fornecidos.

O fornecimento dos nutrientes é realizado de uma a três vezes por semana. Dependendo do equipamento de fertirrigação em cada projeto de irrigação, a distribuição dos nutrientes é realizada de acordo com a curva de retenção da cultura, variedade, produtividade esperada e acompanhamento nutricional do cafeeiro.

Ureia x nitrato de amônio

Os fertilizantes utilizados para condução do manejo da fertirrigação são específicos para sistemas de irrigação. A seguir estão as fontes disponíveis:

â–ºFertilizantes nitrogenados: nitrato de amônio, ureia e sulfato de amônio.

â–º Fertilizantes fosfatados: MAP purificado e fontes de P2O5 com parcela orgânica.

â–º Fertilizantes potássicos: KCLpó branco, nitrato de potássio e sulfato de potássio.

â–º Fertilizante cálcio: nitrato de cálcio.

â–ºFertilizantes magnesianos: nitrato de magnésio.

â–º Fontes de micronutrientes: ácido bórico, sulfatos de zinco, de cobre, de manganês, sulfato ferroso, molibdato de sódio e quelatos Fe, Zn e Cu.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de Agosto 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Grãos Inovação na adubação do cafeeiro integralmente via água