23.7 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioMercadoInvestimentos em tecnologia e inovação apoiam produtores

Investimentos em tecnologia e inovação apoiam produtores

Levantamento realizado pelas principais consultorias no desenvolvimento de pesquisas e análises do agronegócio apontam que a Morgan Sementes e Biotecnologia registrou crescimento acima do mercado em volume de vendas de híbridos de milho na segunda safra 2019, em comparação ao ano anterior.

Dados da Spark sinalizaram aumento de 34% na comercialização de sacas da Morgan e monitoramento da Kleffmann mostrou elevação de 28%, indicadores acima do mercado que, de acordo com a Associação Paulista dos Produtores de Sementes e Mudas (APPS), apresentou um incremento de 16% no volume de vendas este ano, movimentando 13,5 milhões de sacas na safra inverno no País.

Conforme os rankings das duas principais consultorias do mercado, a Morgan Sementes e Biotecnologia subiu para a segunda posição em market share na safra inverno 2019 e lidera nos estados do Paraná e São Paulo.

Dois dos híbridos da marca, 30A37 e MG580, estiveram entre os cinco mais vendidos da segunda safra, tanto no ranking geral como no de sementes para lavouras de alto investimento. Novamente, o 30A37 liderou a comercialização no mercado agrícola do Paraná e o MG580 foi o terceiro mais comercializado.

“Os resultados revelam o nosso compromisso com o produtor no desenvolvimento da agricultura brasileira e mostra que estamos alinhados às melhores práticas para eficiência e produtividade no campo”, afirma Diogênes Panchoni, líder de Marketing da Morgan.  

Sobre a Morgan
Criada em 2012, a Morgan é uma marca premium da LongPing High-Tech que oferece soluções inovadoras em sementes híbridas de milho para aumento da eficiência no campo. Com um posicionamento dinâmico, alinhado às necessidades do produtor, a Morgan se tornou em poucos anos uma das líderes em sementes de milho no mercado brasileiro.

Sobre a LongPing High-Tech
Líder mundial no mercado de arroz híbrido e em vegetais e milho na China, a empresa tem participação global em outros cultivos como trigo, algodão, girassol, canola e milheto. Fundada em 1999 e listada na Bolsa de Valores de Shenzhen em 2000, é totalmente dedicada ao mercado de sementes. No Brasil, iniciou suas atividades em dezembro de 2017, com unidades de produção e polos de pesquisa distribuídos pelo País.

ARTIGOS RELACIONADOS

Como ter mais proteção e benefícios ao sistema radicular do milho?

Autores Fabio Olivieri de Nobile Doutor e professor - Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB) fabio.nobile@unifeb.edu.br Maria Gabriela Anunciação Graduanda em...

Silício aumenta resistência ao acamamento do milho

O silício (Si) é o segundo elemento mais abundante na crosta terrestre, constituindo cerca de 27% de sua massa, logo após o oxigênio (O). Apesar disto, o Si não é encontrado como elemento puro na natureza, mas na forma de minerais silicatados. Alguns destes minerais são mais solúveis, liberando silício na forma lábil para as plantas, mas alguns, como o quartzo (terceiro mineral mais abundante na crosta), é muito pouco solúvel. Por isto, apesar do solo possuir grande quantidade total de Si, a quantidade disponível para as plantas é bastante variável.

Trichoderma complementa manejo do trigo

Em meio a tantas adversidades em cultivos agrícolas, distintas alternativas de manejo têm ...

Fundação Pró-Sementes divulga resultados dos Ensaios de Cultivares em Rede (ECR) de soja da safra 2014/2015

Informações auxiliam na escolha correta da cultivar Os resultados de trabalhos de pesquisa conduzidos pela Fundação Pró-Sementes em cinco estados brasileiros ao longo da safra...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!