18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Irrigação de precisão chega para inovar

Irrigação de precisão chega para inovar

Carlos Alberto Kamienski

Professor titular em Ciência da Computação da Universidade Federal do ABC (UFABC)

carlos.kamienski@ufabc.edu.br

 

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

O projeto SmartWater Management Platform (SWAMP) vai desenvolver ao longo de três anos métodos baseados em Internet das Coisas para gerenciamento agrícola inteligente de água na irrigação de precisão.

A seleção ocorreu dentro da 4ª Chamada Coordenada Brasil-União Europeia em Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), que no Brasil é financiado pela Rede Nacional de Pesquisa (RNP) e pela Secretaria de Políticas de Informática (Sepin) do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O SWAMP vai oferecer ao agricultor uma plataforma de gerenciamento de irrigação que em tempo real apura dados sobre clima, solo, condições de cultivo, níveis e qualidade dos sistemas de fornecimento e de distribuição de água. Com base nessas informações, a plataforma identifica a necessidade de irrigação de cada área individualmente, evitando os prejuízos econômicos e ambientais da irrigação excessiva e insuficiente. O projeto iniciou em novembro de 2017 e terá duração de três anos.

Como funciona

A ideia é obter vários tipos de dados referentes à produção agrícola. Por meio de modelos de demanda de água e análise de dados (Big Data Analitics) a plataforma SWAMP será capaz de transformá-los num mapa de prescrição de irrigação.

Sensores de vários tipos (inclusive sensores fixos no solo, estações meteorológicas e drones) coletam as informações, que são transmitidas por meio de várias tecnologias para algum servidor localizado na fazenda ou na nuvem computacional e por técnicas inteligentes é possível determinar a demanda de água de cada cultura.

O principal objetivo é testar a tecnologia in loco, e para isso serão testados quatro pilotos – dois no Brasil, um na Itália e outro na Espanha. Um grande desafio para a plataforma SWAMP é o requisito de poder ser replicada a outras culturas, cenários, países e condições climáticas, com poucas modificações.

Benefícios para a agricultura

Diversas tecnologias podem ser utilizadas na agricultura para monitorar o estado das plantações e tomar decisões que podem ser aplicadas automaticamente ou com a intervenção do produtor rural. Àmedida que as diferentes tecnologias são introduzidas na produção agrícola, elas tenderão a se tornar cada vez mais eficientes e acuradas, ganhando a confiança do produtor.

O projeto SWAMP trabalha com o gerenciamento inteligente de água, especificamente para a irrigação de precisão na agricultura. Neste caso, os objetivos são economizar água (que em muitos casos é escassa ou cara), economizar energia (componente majoritário no custo de irrigação) e aprimorar a qualidade.

Viabilidade

É necessário que novas tecnologias sejam testadas em campo, principalmente em ambientes reais de produção. Nesse momento, não existe como garantir um funcionamento 100% seguro das tecnologias envolvidas na automatização das atividades agrícolas para irrigação de precisão. É necessário que o produtor invista e acredite em ideias novas nesse momento para poder almejar os benefícios esperados.

Custo x retorno

No caso do projeto SWAMP, por se tratar de um projeto de pesquisa, não é possível estimar o custo final para o produtor numa possível implementação real. Espera-se que, ao final do projeto, empresas desejem comercializar ideias desenvolvidas pelos pesquisadores brasileiros e europeus e então seja possível determinar os custos.

Ainda não há como prever o retorno do investimento, devido ao projeto estar no seu início e não visar a comercialização. No entanto, várias ideias e tecnologias serão aplicadas, as quais poderão fazer parte ou não de uma situação real de implantação em produção no campo.

Várias tecnologias já existem e outras ainda precisam ser desenvolvidas. O que se pretende, nesse momento, é reuni-las numa única plataforma computacional (conjunto de componentes de software e hardware), de maneira que elas trabalhem conjuntamente para tornar mais eficiente a gestão da água na irrigação de precisão.

Figura 1 para visualizar-01

Essa matéria você encontra na edição de abril 2018 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

 

 

 

Inicio Revistas Grãos Irrigação de precisão chega para inovar