18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Irrigação por gotejamento - Benefícios para a melancia

Irrigação por gotejamento – Benefícios para a melancia

Roberto Botelho Ferraz Branco

Pesquisador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) – Polo Centro Leste

branco@apta.sp.gov.br

Rosemary Marques de Almeida Bertani

rosemary.bertani@apta.sp.gov.br

Adriana Novais Martins

Pesquisadoras da APTA – Polo Centro-oeste

Suellen Pereira da Silva

Engenheira agrônoma e aluna especial – Pós-graduação em Agronomia: Horticultura ” FCA/UNESP

 

Irrigação localizada por gotejamento em melancia - Fotos Shutterstock
Irrigação localizada por gotejamento em melancia – Fotos Shutterstock

A melancia é uma cultura exigente em disponibilidade hídrica durante o ciclo, com demanda aproximada de 300 mm. No entanto, em regiões que não atendem essa exigência hídrica é necessário o aporte de água pela irrigação.

Em algumas situações consegue-se elevada produtividade sem a necessidade de irrigação, porém, como estamos passando por período de alterações climáticas com alto risco de restrição de chuvas, mesmo em períodos chuvosos, se faz cada vez mais urgente a necessidade de irrigação em cultivos agrícolas.

Para a melancia

Na cultura da melancia é usual a irrigação com mangueiras ligadas a tanques do trator, e o produtor irriga a lavoura manualmente. Entretanto, com a escassez atual de mão de obra em serviços agrícolas, observa-se a adoção cada vez maior de sistemas mais eficientes de irrigação, como é o caso da aspersão e do gotejamento.

Sistemas de irrigação por aspersão e pivô central são eficientes em garantir a exigência hídrica da melancieira, porém, apresentam menor eficiência de utilização de água e possibilitam maior incidência de doenças foliares.

O gotejo

O sistema de irrigação localizada por gotejamento possibilita a aplicação de água no momento e na quantia exata exigida pela cultura, com alta eficiência do uso da água e menor molhamento foliar, fato que reduz a pressão de patógenos que causam doenças foliares, como é o caso da antracnose.

Para isso, se fazem necessários o uso de tensiômetros e cálculos de evapotranspiração da cultura da melancia para determinar o momento e quantidade de água de irrigação de forma adequada técnica e racionalmente.

Eficiência x custo

Pela alta eficiência de uso da água, o sistema por gotejamento reduz, em média, 15% a quantidade de água em relação aos sistemas por aspersão. O custo de implantação do sistema por gotejamento na cultura da melancia está em torno de R$ 4.000,00 ha-1, com grande potencial de amortização e custo-benefício, podendo a fita gotejadora e o sistema de bombeamento ser utilizados por vários anos, desde que tomados os devidos cuidados.

Irrigação localizada por gotejamento em melancia - Fotos Shutterstock
Irrigação localizada por gotejamento em melancia – Fotos Shutterstock

Fertirrigação

A fertirrigação é conhecida como a utilização do próprio sistema de irrigação como condutor e distribuidor de adubos, juntamente com a água de irrigação. Não só adubos são aplicados por meio da água da irrigação, mas também inseticidas, fungicidas, herbicidas e reguladores de crescimento são conduzidos e aplicados.

Para o uso adequado de fertilizantes em fertirrigação a característica do sistema de aplicação é importante. Alguns sistemas de irrigação são mais eficientes na aplicação de água, como é o caso do gotejamento e microaspersão, o que torna, também, mais eficiente o aproveitamento pelas plantas dos nutrientes aplicados.

A aplicação de fertilizantes via água de irrigação apresenta muitas vantagens em relação ao sistema convencional, dentre as quais se destacam:

  • Melhor aproveitamento do equipamento de irrigação;
  • Economia no custo de aplicação de fertilizantes (máquinas e mão de obra);
  • Aplicação de adubos, nas doses e no momento exato, exigido pelas culturas;
  • Maior eficiência no uso da água e dos fertilizantes;
  • Menos compactação do solo e menos danos físicos às culturas.

Algumas limitações podem ser consideradas:

  •  Exigência de cálculos precisos para quantificar a concentração e dose dos adubos;
  •  Necessidade de adubo mais puro;
  •  Possibilidade de entupimento do sistema de irrigação, quando utilizado de forma incorreta;
  •  Salinidade, pelo uso excessivo de adubo;
  •  Uso de adubo de melhor qualidade, com preferência pelos de alta solubilidade.

Essa matéria você encontra na edição de agosto da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira a sua.

 

 

Inicio Revistas Hortifrúti Irrigação por gotejamento - Benefícios para a melancia