22.8 C
Uberlândia
quarta-feira, julho 17, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoIrrigação por gotejamento dobra produtividade de tomate e reduz custos na lavoura

Irrigação por gotejamento dobra produtividade de tomate e reduz custos na lavoura

Economia de água atrai interesses dos agricultores e é alternativa em tempo de crise hídrica

Gotejamento Netafim
Gotejamento Netafim

Na Fazenda Alegre, localizada em Itaberaí a 92 km da capital Goiânia/GO, está um dos maiores produtores de tomate para a indústria: Iron de Lima. Este produtor está revolucionando sua produção que, desde 2012, teve um expressivo aumento de produtividade e qualidade no tomate. De 80 toneladas por hectare passou para 140 ton/ha. O motivo: adoção de tecnologia.

Trata-se da irrigação localizada por gotejamento subterrâneo da Netafim, empresa pioneira e líder mundial em soluções de irrigação por gotejamento. Conhecida como “gota a gota“, o sistema consiste na aplicação de água e nutrientes diretamente nas raízes das plantas. “A adoção dessa tecnologia era aumentar a produtividade do plantio e irrigar as áreas que ainda não possuíam métodos de irrigação. Depois disso, obtive melhores resultados e também consegui usar a água de forma racional e diminuir gastos com os defensivos“, explica o produtor Iron de Lima.

 O tomateiro é uma planta muito sensível à incidência de doenças. As irrigações convencionais, por exemplo: aspersão, causam excesso de umidade no solo e nas folhas, favorecendo a incidência destas doenças e obrigando o produtor a realizar muitas aplicações de defensivos para o controle. “Neste sentido, a irrigação localizada por gotejamento subterrâneo combinada com a fertirrigação disponibiliza água e nutrientes diretamente no sistema radicular das plantas, na quantidade ideal e na fase que mais necessitam, não molhando as folhas e frutos, e não causando encharcamento do solo, diminuindo a proliferação de doenças e a necessidade de muitas aplicações de agroquímicos“, explica William Damas, coordenador agronômico da Netafim.

Iron de Lima_Tomate
Iron de Lima_Tomate

 Aumentar a produtividade, ter frutos de mais qualidade e economizar água são ganhos muito atrativos. Mas todo produtor quer ver isso em números. “Considerando somente o incremento médio de produtividade de 40 ton/há com a utilização da irrigação por gotejamento subterrâneo em comparação com o pivô central (sistema atual mais usado), e o preço da tonelada em todo de R$ 200, seria 40 x 200: R$ 8.000,00 por hectare“, detalha o coordenador agronômico.

 O produtor também consegue economizar cerca de 20% no faturamento por conta da redução de custos da produção. “Menos mão de obra, redução dos produtos durante as aplicações sejam de nutrientes ou defensivos, menor uso da água e de energia. Com isso aumenta a possibilidade do tomate chegar mais barato na mesa do consumidor“, afirma Damas.

 Mesmo em tantas boas notícias, a produção de tomate requer cuidados especiais na lavoura. “Monitoramento da irrigação, pois tanto a falta quanto o excesso de água são prejudiciais ao desenvolvimento do tomate; constante monitoramento e controle de pragas e doenças; realização de adubações adequadas, pois a falta de nutrientes debilita e atrasa o desenvolvimento das plantas“, finaliza.

ARTIGOS RELACIONADOS

Rede de ensaios divulga eficiência dos fungicidas contra ferrugem da soja

Durante a 36ª Reunião de Pesquisa de Soja, realizada nos dias 28 e 29 de junho, em Londrina (PR), chamou a atenção do público...

Efeito do silício no aumento de vagens da soja

  Carlos Alexandre Costa Crusciol crusciol@fca.unesp.br Rogério Peres Soratto Departamento de Produção e Melhoramento Vegetal, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista/UNESP Gustavo Spadotti Amaral Castro Pesquisador da Embrapa...

Alta Tecnologia – Soluções inovadoras e de qualidade

A Alta Tecnologia participa do Congresso da Andav pelo quarto ano consecutivo. Para Ernesto Eugenio Bellotto, gerente de marketing da empresa, “este é o...

Tratamento das mudas com fitorreguladores de enraizamento

O crescimento vegetal consiste em mudanças quantitativas irreversíveis que ocorrem em células, tecidos e órgãos. O crescimento compreende variações em termos de peso, tamanho e volume e apresenta dois componentes básicos: a divisão celular, que ocorre nas células meristemáticas, e o alongamento (expansão) celular, que acontece exclusivamente em células com paredes primárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!