22.7 C
Uberlândia
terça-feira, junho 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosKoppert estreia no Seminário do Café

Koppert estreia no Seminário do Café

 

 Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

Essa foi a estreia da Koppert no Seminário do Café, uma empresa jovem que entrou no mercado brasileiro em 2012, mas já com vasta experiência no que faz, tanto nacional como internacionalmente.

Luziário Fonseca, coordenador comercial centro-norte da Koppert Brasil, ficou bastante animado com os resultados da feira. “No ano passado houve a aprovação do MAPA de uma extensão de registros com produtos nossos, que já eram registrados como inseticidas biológicos, que é o Boveril, hoje o único produto registrado para controle de broca-do-café“, orgulha-se.

A Koppert tem na região do cerrado mineiro o principal mercado de café a nível de Brasil.

O Boveril

Boveril é um produto ecologicamente correto que se encaixa em todas as certificações. Além disso, tem performance e eficiência superiores, comprovadas em condições de campo e por vários trabalhos. Atualmente, esse produto vem de encontro à demanda do consumidor.

Para controlar a broca, em sua fase de trânsito, são recomendadas duas aplicações durante o ciclo da cultura, a primeira em meados de novembro e a outra do meio para o final de dezembro, que é o período em que o inseto ainda não se alojou no grão. O objetivo é baixar a população da praga para evitar o dano direto ao produto final.

“Temos constatado que o controle com Boveril é tão satisfatório quanto aquele promovido pelos químicos disponíveis no mercado, mostrando-se uma tecnologia limpa, ou seja, totalmente biológico. O nível de resposta chega a 80% de controle, o que é bastante interessante para o produtor“, diz Luziário Fonseca.

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

Novidade

A Koppert traz como novidade a base de estação que são os datalogger que levam até o produtor dados de temperatura e umidade em tempo real, dentro da lavoura, ou seja, do microclima do cultivo, o que serve de orientação e ponto de referência para o produtor tomar suas decisões, sejam elas químicas ou biológicas quanto à intervenção.

A Koppert tem como premissa levar, além de produtos, também um serviço de qualidade, que realmente possa somar ao dia a dia do agricultor brasileiro em seus afazeres.

Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess
Crédito Luize Hess

Essa matéria você encontra na edição de outubro da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Fertilizantes organominerais diminuem perdas por volatilização de nitrogênio

  Vanessa Junia Machado vanessajm@unipam.edu.br Carlos Henrique Eiterer de Souza carloshenrique@unipam.edu.br Engenheiros agrônomos, DSc. e professores do Centro Universitário de Patos de Minas - UNIPAM O nitrogênio figura entre os...

Soja cresce no Cerrado, mas taxa de desmatamento associado à cultura diminui nos últimos anos

Além desta diminuição nos anos mais recentes, observa-se uma diferença marcante entre as regiões do MATOPIBA (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) e Outros Estados (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo e Paraná).

Granfinale – Resultado que se vê

Vitor Flávio Imbrizi é produtor de café na região de Três Pontas (MG), na fazenda Estrela. Vitor produz em parceria com um grupo, totalizando...

Bicudo do algodoeiro tem tratamento

O bicudo causa sérios prejuízos à cultura do algodoeiro, sendo os principais danos nos botões florais e maçãs, onde os insetos adultos fazem orifícios...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!