23.3 C
São Paulo
sexta-feira, julho 1, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Linha de fertilizantes especiais alia produtividade e tolerância ao estresse hídrico

Linha de fertilizantes especiais alia produtividade e tolerância ao estresse hídrico

Carlos Henrique Eiterer de Souza

Engenheiro agrônomo, doutor em Agronomia, diretor de Pesquisa & Desenvolvimento Geociclo Biotecnologia S/A e professor adjunto Centro Universitário de Patos de Minas UNIPAM

Roberta Fusconi

Bióloga, doutora em Biologia, consultora técnica em Microbiologia/Pesquisa & Desenvolvimento Geociclo Biotecnologia S/A

 

Geociclo - Crédito Shutterstock
Geociclo – Crédito Shutterstock

Nos últimos anos nos acostumamos com notícias relacionadas à imprevisibilidade climática, com a má distribuição pluviométrica, veranicos prolongados e altas temperaturas. Tal fato trouxe severos danos às lavouras de sequeiro, ocasionando perdas da ordem de 30 a 40% em culturas como soja, milho, feijão e algodão.

A comunidade cientifica tem relacionado as mudanças climáticas ao aquecimento das águas superficiais do oceano pacífico “El Nino“ intensificado pelo desequilíbrio de gases na atmosfera, causando o aquecimento global “Efeito estufa“. Tal fato não oferece alternativas aos agricultores, que continuam à mercê das alternâncias e complicações climáticas.

 Foto 02 - Com uso da linhaGeofert, o produtor aumenta a produtividade em três sacas por hectare - Crédito Shutterstock

Alternativas

Boas práticas de manejo, bem como alternativas técnicas que atenuem estresses hídricos ou tolerância à seca nos sistemas de cultivo, vêm ganhando força. Dentre as práticas de manejo, são de suma importância a calagem bem feita, adubações equilibradas, adição de matéria orgânica e cobertura do solo “Plantio Direto“, além do manejo fitossanitário das lavouras que, apesar de realizado em grande parte dos campos de produção, não tem garantido o sucesso das lavouras quando o tocante é o estresse hídrico.

Nesse sentido, a Geociclo Biotecnologia S/A desenvolveu uma linha de fertilizantes especiais denominadaGeofert, que associa o controle de liberação de nutrientes ao estímulo ao desenvolvimento vegetal pela presença de substâncias húmicas ativas em uma matriz orgânica de alto valor agregado.

Além do fornecimento equilibrado de nutrientes, a linha Geofert estimula o desenvolvimento do sistema radicular, tornando as plantas mais vigorosas, permitindo que atrevessem os períodos de maior estresse hídrico sem perdas efetivas de produtividade.

 Figura 01

Linha Geofert

A linha Geofert é fruto do contínuo investimento em desenvolvimento em parceria com universidades e centros de pesquisas nacionais e internacionais ao longo dos últimos seis anos.

Durante esse período houve a implementação de processo inovador de gestão de resíduos oriundos do setor agropecuário, e processos industriais de produção de linhas de fertilizantes de alto desempenho agronômico como ótima alternativa a agricultores e pecuaristas, uma vez que são produzidas fórmulas especificas para aplicação tanto em plantio quanto em cobertura, aptas para todos os tipos de cultivo.

O processo consiste na transformação de torta de filtro, subproduto do setor sucroalcooleiro, em composto orgânico de alta atividade, associado a um processo industrial de peletização que promove a inserção de matérias-primas minerais, contendo macro e micronutrientes, ao composto orgânico.

Desempenho no campo

Além da chancela de universidades conceituadas como as universidades federais de Uberlândia (UFU), do Vale Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Centro Universitário de Patos de Minas (UNIPAM) e Instituto Tecnológico do Triângulo Mineiro (IFTM), em trabalhos de cunho científico com teses de doutorado e mestrado, foram levantadas informações em lavouras comerciais nos últimos dois anos que apresentaram excelentes resultados, principalmente na safra 2014/15.

No município de Unaí, no noroeste de Minas Gerais, resultados elucidaram o potencial da linha Geofert em comparação a fertilizantes mineraisna cultura do milho. O desenvolvimento da lavoura de milho cultivada em integração lavoura-pecuária com aplicação de Geofert apresentou ganho substancial de produtividade e qualidade de silagem, mesmo submetida a mais de 30 dias sem chuva.

No Alto Paranaíba e Triângulo Mineiro, a linha Geofert ganhou destaque nas culturas:

– de café, com ganho médio de três sacas, em lavoura comercial no município de Patrocínio, com aumento na eficiência no uso dos nutrientes pelas plantas e melhor economicidade para o produtor;

– milho grão em lavoura submetida a 15 dias de veranico logo após a semeaduraem Rio Paranaíba;

– soja, em Conquista, com ganho médio de 03 sacas/ha e aumento da rentabilidade em aproximadamente R$ 160,00/ha;

– e cenoura, com aumento de 85 cx/ha e aumento da rentabilidade em mais de R$ 1.500,00/ha, próximo ao município de Uberaba.

Em todas essas lavouras a utilização da linha Geofert, além do aumento de produtividade, também possibilitou a adubação mais equilibrada, uma vez que o fertilizante apresenta eficiência no fornecimento de nutriente de 20 a 30% superior às fontes minerais convencionais. Também foram observados efeitos semelhantes em áreas de cultivos de pastagem, cana-de-açúcar e batata-indústria e de mesa.

 Foto Figura 01 A

Figura 02 Figura 04 Figura 05

Essa matéria completa você encontra na edição de Abril da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira a sua para leitura completa. 

Inicio Revistas Grãos Linha de fertilizantes especiais alia produtividade e tolerância ao estresse hídrico