Linha Pastagem da Corteva Agriscience e pecuaristas investem em projetos ambientais e sociais

0
35
Imagem ilustrativa

A Corteva Agriscience, por meio da Linha Pastagem, contribui com melhorias e soluções que permitem a evolução do campo de forma sustentável. Em 2021, a Plataforma-S, iniciativa da companhia que reúne um conjunto de ações para o desenvolvimento de uma pecuária sustentável, produtiva e rentável, impactou positivamente o setor e as comunidades no entorno dos clientes com o investimento de R$ 2,5 milhões em programas sociais e educacionais. Outro destaque no período foram as reduções de plásticos, cerca de 290 mil toneladas, e de emissão de 366 mil toneladas CO2 com a adoção de novas tecnologias nos produtos da Linha Pastagem.

No ano passado, a Corteva e os 10 Pecuaristas-S — nome dado aos parceiros que focam no aumento da produtividade, boas práticas agrícolas e respeito ao meio ambiente e às pessoas, realizaram a recuperação de nascentes e reflorestamento de 15 áreas, incluindo a construção de estufas com mudas de árvores para comercialização, em diversas regiões do país.

A educação também foi um dos focos com as iniciativas da Plataforma-S. No período, projetos de melhorias de escolas e instituições no entorno das propriedades dos Pecuaristas-S receberam apoio para contribuir com a qualidade de ensino. Foram quatro projetos, que impactaram a vida de mais de 300 alunos de escolas rurais nos estados da Bahia, Goiás, Pará e Paraná.

Soluções mais tecnológicas e sustentáveis

A Linha Pastagem da Corteva conta com um portfólio de herbicidas inserido na Plataforma-S, pois tem tecnologia para potencializar a sustentabilidade no setor. As linhas XT-S – atua em 43% das plantas daninhas de importância econômica em pastagem, gerando maior proteção ao pasto por ser mais seletiva e consistente nos resultados, a e Ultra-S – família de herbicidas que atua no controle de plantas daninhas anuais e bianuais, de folhas largas, são mais concentradas. Em 2021, com a tecnologia Ultra-S foi possível reduzir em 231 mil toneladas a quantidade de plástico na produção de embalagens e, com isso, alcançar uma redução de mais de 443 mil quilômetros rodados para distribuir os produtos, assim diminuindo a emissão de CO2 no meio ambiente.

No ano passado, somando as duas soluções da Linha Pastagem, houve a redução de 296.254 toneladas de plástico, além de 536.231 quilômetros a menos rodados no transporte das soluções e, consequentemente, a queda de 366.842 toneladas de emissão de CO2.

Para Felipe Daltro, Líder de Marketing de Proteção de Cultivos da Corteva Agriscience, os resultados mostram o caminho da companhia e do agronegócio para uma pecuária cada vez mais sustentável. “A Linha Pastagem tem um papel relevante em contribuir com a Corteva em suas metas globais de sustentabilidade até 2030, além do futuro do setor. Os resultados de 2021 são uma vitória para os pecuaristas e todo o time da empresa que trabalha diariamente por uma pecuária de qualidade. A Plataforma-S tem iniciativas que aprimoram o uso da terra, conservam e otimizam o uso da água e investem em projetos sociais no campo, promovendo inclusão e capacitação. A companhia tem o propósito de contribuir com aqueles que produzem e consomem, ajudando a garantir o futuro das novas gerações”, finaliza.