23.3 C
São Paulo
quarta-feira, julho 6, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Mercado Macadâmia é opção vantajosa para produtores

Macadâmia é opção vantajosa para produtores

Com alto valor agregado e manejo adequado, agricultor pode faturar até 50 mil reais por hectare, aponta especialista

Crédito Alltech
Crédito Alltech

Cultivo ainda pouco conhecido pelos agricultores brasileiros, a macadâmia possui grande potencial de rentabilidade. No país, o produtor rural pode faturar, por ano, até 50 mil reais por hectare, segundo o agrônomo Leonardo Moriya, da principal produtora e beneficiadora brasileira de nozes, a Queen Nut Macadâmias. Isso porque a noz, produzida especialmente no Sudeste, oferece ao agricultor a possibilidade de trabalhar com um alimento saudável, de forte demanda e de alto valor agregado.

Mesmo com o alto retorno, a cultura representa apenas 2% do total de nozes e castanhas comercializadas mundialmente, conta o especialista. “O Brasil hoje é o sétimo maior produtor mundial de macadâmia. Em termos de clima, solo, máquinas e equipamentos, temos todas as condições possíveis para que a produção avance. Observamos grandes fazendas e grupos querendo plantar, existe um potencial de crescimento enorme“, ressalta Moriya.

De acordo com o agrônomo, o mercado interno também tende a aumentar, mas encontra dificuldade na disponibilização da matéria-prima. “Só não avança porque falta produtor rural para oferecer o alimento de forma sustentável“, destaca. Para Moriya, o desconhecimento do cultivo e o receio dos agricultores em investir em novas possibilidades contribui para essa situação. Além disso, ele reforça que a macadâmia não possui retorno imediato, e sim a longo prazo, já que a planta inicia sua produção a partir dos quatro anos e tem seu pico produtivo aos 10.

Como começar

Atualmente, o investimento inicial para um pomar de macadâmia, é de seis a sete mil reais por hectare. Os custos operacionais, quando a planta já estiver produzindo, fica em torno de 12 a 15 mil reais anuais por hectare, explica Moriya. A dica para o produtor que quer começar no cultivo é conversar com quem já está inserido no segmento. “Isso evita erros no momento da plantação e na escolha das variedades. O produtor fica ciente dos desafios“, afirma o engenheiro.

Outra recomendação é aproveitar a área de plantio de macadâmia para produzir café. Segundo o engenheiro agrônomo Marcos Revoredo, gerente técnico especializado em hortifrúti da Alltech Crop Science, a estratégia auxilia a viabilizar o cultivo. “No período em que a macadâmia está se desenvolvendo, o cafeeiro já está produzindo e gerando receita para o agricultor“, orienta.

Atenção ao ciclo

No manejo, Revoredo explica que a fase do florescimento ao pegamento do fruto da macadâmia exige muita atenção e é determinante para a boa colheita. “É o momento em que a planta expressa o seu potencial produtivo. A época é extremamente sensível para o vegetal e coincide com o período de variações climáticas no Sudeste, onde a produção de macadâmia é mais forte“, destaca.

Para auxiliar o pomar a superar estas adversidades, Revoredo orienta a aplicação de micro e macronutrientes, como cálcio, boro e magnésio, associados à aminoácidos ao longo do ciclo produtivo. “O uso dessas ferramentas naturais promove o balanceamento hormonal e nutricional para que a planta viabilize essas flores e tenha um melhor pegamento e desenvolvimento dos frutos“, ressalta. A aplicação destas tecnologias naturais auxiliou a Queen Nut Macadâmias a aumentar entre 50% e 100% o pegamento no pomar, conta Moriya.

Complementação foliar

Tanto a produtividade quanto a qualidade são importantes para a manutenção da rentabilidade dos pomares de macadâmia. Diante disso, Revoredo aponta algumas soluções naturais do portfólio da Alltech Crop Science que auxiliam o produtor durante todo o ciclo da cultura. O Crop-Set, conjunto de extratos vegetais enriquecidos com minerais complexados por aminoácidos, auxilia tanto no pegamento quanto na padronização dos frutos, para que apresentem tamanho e peso uniformes.

A aplicação do Liqui-Plex CaMg+B, que fornece aminoácidos e os nutrientes cálcio, magnésio e boro à planta, é indicada por contribuir com a formação de novos tecidos vegetais e auxiliar no processo de fotossíntese, resultando no melhor pegamento e desenvolvimento dos frutos. Já o Liqui-Plex Fruit é uma tecnologia importante na complementação nutricional, pois fornece micronutrientes complexados com aminoácidos, facilitando a absorção dos mesmos, explica Revoredo. Outras soluções e nutrientes podem contribuir com o cultivo, por isso é importante buscar sempre orientação especializada.

Sobre a Alltech Crop Science

A Alltech Crop Science, divisão agrícola da Alltech Inc., desenvolve soluções naturais para os desafios da agricultura nos principais mercados do mundo. Por meio de produtos com alto valor agregado e tecnologia exclusiva nas linhas de nutrição, solo, proteção e performance, garante sustentabilidade e lucratividade ao produtor rural. A Alltech Crop Science do Brasil é formada pela maior fábrica de leveduras do mundo, localizada em São Pedro do Ivaí (PR), pela sede em Maringá (PR) e pela unidade em Uberlândia (MG).

Inicio Mercado Macadâmia é opção vantajosa para produtores