27.6 C
Uberlândia
sábado, abril 20, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosManejo de cultivo orgânico da couve-flor

Manejo de cultivo orgânico da couve-flor

Foto: Shutterstock

Ana Elisa Lyra Brumat
Engenheira agrônoma e doutoranda em Ciências do Solo – Universidade Federal do Paraná (UFPR)
anaelisalbrumat@gmail.com

A couve-flor é uma hortaliça pertencente à família Brassica oleracea, rica em vitaminas A, B1, B2, B5 e C, além de fibras e sais minerais como cálcio, fósforo e ferro. Originária de clima temperado, necessita de temperaturas amenas para produzir, entre 15 e 20º C e dias com alta luminosidade.

Graças ao melhoramento genético, hoje, no Brasil, é possível produzir couve-flor durante todo o ano com a utilização de cultivares adaptadas, tanto de outono-inverno como de primavera-verão, que dependerá das condições climáticas de cada região.

Condições para o cultivo

Necessitam de solos bem drenados, com pH variando de 6,0 a 6,8, férteis, ricos em nitrogênio e matéria orgânica. O boro é um elemento essencial no desenvolvimento da cultura, e são extremamente sensíveis à falta de água.

A propagação é feita via sementes, tanto em bandejas ou copos/vasos para o replantio, como, de forma mais indicada, diretamente em canteiros. O transplantio deve ser realizado quando as plantas tiverem cerca de 10 cm e de quatro a cinco folhas bem desenvolvidas.

Recomenda-se o espaçamento de 60 x 90 cm para cultivares de verão, e de 50 x 75 cm para cultivares de inverno.

O manejo do cultivo deve ser realizado de forma a manter a qualidade e a conservação do solo. A produção em sistema orgânico respeita o ambiente, com a utilização de matéria orgânica como fonte de nutrientes e preservação das propriedades físicas do solo, como a proteção contra erosão e manutenção da umidade.

Manejo orgânico

No cultivo orgânico são utilizados como fontes nutricionais os compostos orgânicos (restos culturais), vermicompostos, estercos de gado e galinha, torta de mamona, cinzas, etc., tanto de forma individual quanto combinadas umas às outras.

A rotação de culturas e a adubação verde também são realizadas, tanto como fonte nutricional e proteção do solo como com efeito supressor e alelopático sobre plantas espontâneas, doenças e pragas. A capina deve ser feita de forma manual.

Para se obter boa produção e plantas de alto valor comercial, é necessária uma boa seleção dos cultivares aliado a um manejo adequado, com oferta de nutrientes e água.

Colheita

Geralmente a colheita ocorre até o 120º dia após a semeadura, um pouco mais cedo (entre 75 e 100 dias) para cultivares de primavera-verão, e 90 a 115 dias para cultivares de outono-inverno. Após esse período, as “cabeças” do couve-flor passam a perder o valor comercial.

No cultivo orgânico é possível listar diversas vantagens, tanto ambientais, na proteção das áreas de cultivo, qualidade física e química do solo, menor incidência de pragas e doenças, quando se tem diversificação de culturas, como vantagens lucrativas.

O consumidor preza por um produto de qualidade e o nicho de compra de produtos ecologicamente produzidos e manejados cresce exponencialmente a cada ano.

Sendo a couve-flor uma hortaliça bienal, cultivada em condições adequadas e com cultivares adaptados, rende ao produtor boa renda, e ao consumidor um produto de excelente qualidade o ano inteiro.

ARTIGOS RELACIONADOS

Como realizar o manejo do Bicudo da cana-de-açúcar

Devido à importância dessa praga, deve-se considerar o estágio de desenvolvimento da cultura e o seu histórico de incidência nas áreas cultivadas.

Bioestimulantes potencializam a absorção de nutrientes

Diversas tecnologias e práticas de manejo têm sido utilizadas para incrementar a produtividade ...

Falta de controle da lagarta spodoptera no milho pode reduzir em até 40% a oferta nacional

Com o início do plantio da segunda safra de milho na região Centro-Sul, os produtores se voltam para os tratos culturais e manejos necessários para garantir a produtividade do cereal.

Cebolas: Qual o formato preferido pelos consumidores?

No País são cultivadas em torno de 50 variedades de cebola, sendo elas de coloração amarela, roxa, branca, pérola e chalotas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!