23.6 C
Uberlândia
terça-feira, junho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosManual de Adubação e Calagem do PR ganha versão ampliada e atualizada

Manual de Adubação e Calagem do PR ganha versão ampliada e atualizada

Solo – Crédito: Shutterstock

O Manual de Adubação e Calagem para o Estado do Paraná, lançado em 2017 pelo Núcleo Paranaense da Sociedade Brasileira da Ciência do Solo (NEPAR-SBCS), vai ganhar uma nova versão totalmente ampliada e atualizada.

 Os trabalhos serão conduzidos pelo professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Volnei Pauletti, convidado pela diretoria do NEPAR para coordenar o trabalho. Pauletti também foi o coordenador da primeira e segunda edições do manual junto com o professor Antonio Carlos Vargas Motta.

            Atualmente com 289 páginas e 76 autores, o manual contempla as principais espécies cultivadas no Paraná, e aquelas sobre as quais se tem informações obtidas localmente e no Brasil. Também traz desde informações básicas e orientações sobre a obtenção de dados e critérios para a adubação e calagem, até orientações para a definição de doses e estratégias de aplicação de corretivos de solo e nutrientes para a maioria das espécies comercialmente cultivadas no Paraná.

Outras regiões

            O coordenador da comissão explica que os manuais são feitos para determinada região, porém o material pode ser usado para pesquisa, ensino, cursos, como efeito de comparação por outras regiões que não tenham manual. 

            “O foco deste material é o Paraná, mas isso não impede que outro estado que não tenha, faça uso do nosso manual. Como acontecia com o Paraná até alguns anos atrás, quando não tínhamos manual. O pessoal do sul do estado usava como orientação, principalmente, o manual de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, já quem era mais do norte, usava o manual de São Paulo”, recorda o professor.

            O diretor do NEPAR, Adriel Ferreira da Fonseca, que é também professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), lembra que a atualização do manual é uma ação da diretoria devido à grande demanda pela obra, que já vendeu quase 5 mil unidades desde a primeira edição.

            “Os novos capítulos vão mostrar as culturas que ganharam corpo no Estado na última década.  O Paraná tem o melhor manual do estado, mas podemos melhorar com as pesquisas desenvolvidas nos últimos anos”, acrescenta Adriel da Fonseca.

ARTIGOS RELACIONADOS

Adubação nitrogenada no milho

Pesquisador da Fundação MT orienta o produtor com o objetivo de melhorar a produtividade da cultura na segunda safra

Seu solo está preparado para enfrentar desafios climáticos?

O melhoramento genético das plantas tem muita influência nas novas produtividades alcançadas, mas não é somente a genética que garante uma boa produtividade.

Potencial da abóbora cabotiá como alternativa de renda

A área plantada com abóbora cabotiá no Brasil é superior a 42 mil hectares, com produtividade média de 16,0 ton/ha, proporcionando volume total anual de 680.613 toneladas. Áreas com domínio tecnológico de cultivo da cultura podem ultrapassar 20 ton/ha.

Drones: Cientistas usam tecnologia para fazer inventário de florestas

Uma metodologia automatizada permite realizar em três horas a medição de volumes de madeira em florestas que, de forma manual, levaria três semanas para ser realizada....

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!