21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosMaturação da cana-de-açúcar

Maturação da cana-de-açúcar

Claudio Fernando De Gáspari

Engenheiro agrônomo, especialista em manejo de cana-de-açúcar e gerente da Green Has do Brasil Ltda.

comercial@greenhb.com.br

 

Créditos Shutterstock
Créditos Shutterstock

A cana-de-açúcar é uma cultura de fundamental importância na economia brasileira, e as práticas agrícolas adotadas nesta cultura têm como principal objetivo a maior produção possível de quilos de açúcar por hectare, uma vez que quanto maior a quantidade de açúcar extraída dos colmos, maior será a eficiência na produção de litros de etanol e de quilos de açúcar por tonelada de cana moída.

Neste sentido, existe uma busca constante por aumentar a produtividade em toneladas de cana por hectare e também pelo melhor ponto de maturação da cana, para se alcançar a maior quantidade de açúcar possível.

Rosseto, R. cita que a maturação da cana-de-açúcar pode ser definida como o processo fisiológico que envolve a formação de açúcares nas folhas e seu deslocamento e armazenamento no colmo. Pode-se, ainda, definir a maturação da cana sob três aspectos:

ðBotânico: a cana só é considerada madura após a emissão de flores e a formação de sementes. Na reprodução por toletes, a maturação é considerada quando as gemas estão em condições de dar origem a novas plantas;

ðFisiológico: a maturação ocorre quando o colmo atinge seu máximo armazenamento de açúcar (sacarose);

ðEconômico: quando a cana atinge o teor mínimo de sacarose de 13% do peso do colmo, necessário para que possa ser viável industrialmente.

A sacarose

O armazenamento e a translocação (transporte através da água) do açúcar se processa aos poucos, desde os primeiros meses de crescimento da cana-de-açúcar até o completo desenvolvimento de seus colmos.

O acúmulo máximo de sacarose ocorre quando a planta encontra condições que restrinjam seu crescimento (deficiência hídrica, falta de nutrientes e condições adversas de clima). Estas condições forçam a planta a parar seu crescimento e amadurecer.

O uso excessivo de fertilizantes favorece intensamente o crescimento vegetativo da planta, o que atrasa sua maturação. A farta quantidade de nitrogênio existente na época da colheita leva ao baixo conteúdo de sacarose da planta. Da mesma forma, a água em abundância durante todo o ciclo da cana prejudica sua maturação.

Manejo

É comum o emprego de práticas culturais de manejo de adubação e de irrigação com o objetivo de favorecer o amadurecimento da cana-de-açúcar com elevados teores de sacarose. Na medida em que as plantas apresentarem colmos bem desenvolvidos, a adubação e a irrigação devem ser limitadas. Além destas práticas, o uso de maturadores tem sido amplamente utilizado (fonte: Ageitec e Embrapa)

Créditos Shutterstock
Créditos Shutterstock

Solução

A Green Has do Brasil, filial da Green HasItalia, empresa especializada em nutrição vegetal e fisiologia de plantas, traz ao Brasil uma proposta de manejo nutricional patenteada como STOP & GO®.

Este conceito baseia-se na aplicação dos elementos (macro e/ou micronutrientes), na etapa fenológica da planta que se deseja influenciar, aumentando ou diminuindo determinada característica.

Como citado acima, (Rosseto, R.), o principal objetivo da maturação da cana-de-açúcar é promover o transporte dos açúcares presentes nas áreas foliares da planta para os colmos e, neste sentido, quanto maior o tamanho e o diâmetro dos colmos, maior será a possibilidade de armazenamento de açúcar.

A Green Has doBrasil, traz a proposta de uso de seus produtos:

â–º Nutrolen® (nitrogênio formaldeído);

â–º Borogreen® (boro orgânico);

â–º Agrucon® (complexo de macro e micronutrientes);

â–º Talento® (zinco carboxílico);

â–º Vit-Org® (extratos vegetais, aminoácidos, ácidos húmicos, rico em glicina, betaína e ácidos orgânicos);

â–º Greenhum® (ácidos húmicos e fúlvicos com origem da leonardita);

â–º KinglifeK400® (rico em potássio, contendo N + K + S + Mg);

Visando atingir os objetivos, conforme etapa fenológica:

â–ºVit-Org® e Greenhum®:cana-planta – aplicado no sulco de plantio ou quebra lombo;cana soca – no momento do cultivo ou corte de soqueira, visando incrementar a divisão e o alongamento celular, buscando aumentar a quantidade, o tamanho e o diâmetro de colmos;

â–º Nutrolen®, Agrucon® e Talento®: aplicados na época de verão, no período entre 160 a 240 dias pós-corte ou pós-plantio, que corresponde ao período de maior assimilação de nitrogênio, potássio e outros nutrientes, visando incrementar o crescimento vegetativo;

â–º KinglifeK400®: aplicado 60 dias antes da colheita, visando diminuir o crescimento vegetativo e aumentar a translocação dos açúcares nas áreas foliares para os colmos, e com isso aumentar quilos de açúcar por hectare;

Essa matéria você encontra na edição de maio 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Silício reduz oídio na seringueira?

Autores Bruno Nicchio Pós-doutorado em Agronomia - Universidade Federal de Uberlândia (UFU) bruno_nicchio@hotmail.com Marlon Anderson Marcondes Vieira Mestrado em Agronomia - UFU A espécie...

Como escolher a estufa correta

  Glaucio da Cruz Genuncio Doutor em Nutrição de Plantas/UFRRJ glauciogenuncio@gmail.com Everaldo Zonta Doutor em Fertilidade do Solo/UFRRJ Elisamara Caldeira do Nascimento Doutoranda do CPGA-CS/UFRRJ   O termo estufa designa uma estrutura de...

Importância do NPK para a cultura do abacaxi

  José Roberto Silva Engenheiro agrônomo, coordenador técnico regional da EMATER-MG e especialista em abacaxi jroberto@emater-mg.gov.br   A primeira providência que o produtor de abacaxi deve tomar ao optar...

Lonza lança seu posicionamento para safra 2017/18 em parceria com a CropSolutions

As últimas semanas têm sido de trabalho intenso para a equipe da Lonza. Até o momento, foram mais de 30 eventos para profissionais do...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!