Minas chega a 21,4 milhões de sacas, 38,1% a menos que em 2020

0
17
Café – Créditos: shurtterstock

Com a colheita prestes a ser concluída em Minas Gerais, a expectativa de redução de produção e também de produtividade em relação à safra anterior vai se confirmando, já que, além da bienalidade negativa, todas as regiões produtoras foram afetadas com a estiagem, que atingiram os cafezais nos estádios de floração e enchimento de grãos, momento crucial para o sucesso da safra.

O estado deverá alcançar a produção de 21,4 milhões de sacas, um recuo de 38,1% em comparação a 2020. A atual safra já se configura como a menor em relação a produção e produtividade, quando comparada às últimas dez safras do estado, registrando volumes ainda menores que a safra 2014, ano em que também aconteceu uma estiagem severa.

A geada ocorrida não interferiu nos números finais desta safra, pois ela já se encontrava em colheita na maioria das regiões.