17.7 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 12, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiMinas Gerais potencializa produção de uvas para sucos e vinhos finos

Minas Gerais potencializa produção de uvas para sucos e vinhos finos

Murilo Albuquerque

Pesquisador da Epamig

murillo@epamigcaldas.gov.br

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

A plantação de uvas finas para a produção de vinhos em Minas Gerais começou tímida. Hoje, agricultores já estão conseguindo bons rendimentos com o cultivo, que complementa os ganhos das atividades tradicionais. Com a dupla poda foi possível passar a colheita das videiras para o inverno e as variedades syrah e sauvignon blanc se adaptaram bem ao solo mineiro. O potencial do Estado já atraiu até o interesse de japoneses, que firmaram parceria com a Secretaria da Agricultura de Minas Gerais.

O sucesso começa pela escolha correta da variedade de videira de acordo com o destino de produção e região de cultivo, continua com o emprego de material genético sadio, opção correta do local de cultivo usando, de preferência,glebas bem expostas ao sol, com solos profundos e bem drenados, e com topografia que permita as operações de cultivo mecanizado.

Minas Gerais iniciou na produção comercial de vinhos finos recentemente, e os primeiros vinhedos foram instalados em Três Corações a partir do ano de 2001. Atualmente, vários municípios do Sul de Minas Gerais cultivam variedades de uvas europeias para a produção de vinhos finos.

A área aproximada é de 150 hectares, com tendência de forte expansão nos próximos anos. A produtividade média desses vinhedos situa-se entre seis e oito toneladas por hectare/ano.

Variedades

Entre as cultivares de uvas finas produzidas em Minas Gerais estão, principalmente, Syrah para tintos e Sauvignon blanc para brancos. Há, também,vinhedos de Viognier, Petit Verdot, Cabernet sauvignon, Cabernet franc e Merlot.

Ao mesmo tempo, a Epamig desenvolve projetos de pesquisa em parceria com a Casa Geral, em Andradas, introduzindo novas cultivares, como Touriga nacional, Mourvedre, Grenache, entre outras.

A principal característica dos vinhedos de Minas Gerais é o cultivo com a técnica da dupla poda, que permite alterar o ciclo da videira para colheita no inverno, época em que as condições climáticas regionais permitem a colheita de uvas com excelente estado de maturação e sanidade.

As condições de dias ensolarados, com noites frescas em solo seco permitem concentração de açúcares e boa maturação fenólica, garantindo, ao mesmo tempo, uma acidez em equilíbrio que contribui muito para a qualidade final do vinho.

Uvas finas são aquelas obtidas por variedades da espécie Vitisvinifera, tais como Syrah, Sauvignon blanc, Merlot, Cabernet sauvignon, Chardonnay, etc. São uvas originárias do continente europeu, delicadas no cultivo, mas que apresentam características organolépticas desejáveis para produção de vinhos finos de qualidade;

A produção de uvas no inverno permite um expressivo ganho de qualidade, originando vinhos mais encorpados e com melhor valor de mercado. O custo deste vinhedo é mais elevado em relação aos convencionais unicamente em razão de uma segunda poda e dos tratos culturais de manejo em dois ciclos.

Este custo pode alcançar de 40 a 50% acima do custo normal, mas é largamente justificável pela qualidade que se obtémna maturação das uvas e qualidade do produto final.

Trata-se de um novo polo de produção de vinhos finos no Brasil, que encontra grandes possibilidades de evolução e expansão da área cultivada. As fronteiras agrícolas para expansão deste cultivo são imensas, se considerarmos as áreas de vocação dos Estados de MG, SP, RJ, além dos Estados do Centro-Oeste e Nordeste.

Essa matéria você encontra na edição de abril 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Expocafé 2019 – Menos custos com mais produtividade marcam a feira

A Expocafé 2019, iniciada no dia 14 e encerrada em 17 de maio, alcançou desempenho semelhante ao da última edição, movimentando cerca de R$ 200 milhões...

Colhedora de cana Case IH ganha prêmio nacional

A Case IH é a vencedora do Top List Rural 2015, pesquisa realizada pela Revista Rural, na categoria “Colhedora de Cana“. O prêmio, criado...

7º Congresso Brasileiro de Fertilizantes demonstrará a evolução do setor para estímulo à produtividade sustentável

  Evento será no dia 29 de agosto, no Renaissance, em São Paulo, e contará com a presença dos principais especialistas do mercado de fertilizantes...

Morango: Cultivo orgânico, agricultura integrada e resíduo zero

Autores Mário Calvino Palombini Engenheiro agrônomo e proprietário da Vermelho Natural vermelhonatural@hotmail.com A agricultura convencional, que foi baseada na “revolução verde”, trouxe os conceitos atuais...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!