Minimelancia atende mercado consumidor

0
34

Givago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor efetivo – Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado)givago_agro@hotmail.com

Melancia – Crédito Itaueira

As famílias estão menores, portanto, cresce o consumo de frutas e hortaliças de tamanhos menores. O consumo de frutos de melancia tradicionais, ou seja, em tamanhos maiores, neste caso, é pouco prática.

Para o consumo, o ideal seria que o fruto fosse adequado em questões de tamanho para consumo rápido e em uma única vez. Com o fracionamento e o armazenamento dos frutos em geladeiras ocorre também a perda de características organolépticas.

Assim, atualmente a minimelancia é uma tendência de mercado e consumo, devido a sua facilidade de manuseio, consumo rápido e fácil armazenamento. No tocante ao potencial de mercado e rentabilidade, a produção de minimelancia apresenta boas perspectivas.

Mercado consumidor

Alguns híbridos modernos vêm ganhando notoriedade, e com isso conquistando mercado, como as minimelancias e as melancias sem sementes, por possuírem atributos inovadores.

Os frutos de minimelancia apresentam tamanho menor, entre 2,0 e 3,0 kg, quando comparados com os frutos de cultivares do grupo globular, que podem pesar entre 10 e 13 kg. Tal característica facilita seu transporte e acondicionamento.

Além de maior qualidade de fruto e polpa mais rígida, os híbridos de minimelancia apresentam alta precocidade e permitem maior adensamento, por serem mais compactos.

Manejo

Pode-se adotar para os híbridos que produzem frutos menores, como dos grupos das minimelancias e das melancias sem sementes, espaçamentos menores, como 0,30 a 0,50 m entre plantas e 2,0 metros entre as linhas de cultivo. 

Em geral, as minimelancias permitem o adensamento com até 10.000 plantas por hectare. Nos cultivos que empregam cultivares tradicionais, como Charleston Gray e Fairfax, que apresentam ramas maiores, o espaçamento recomendado é de 2,0 a 3,0 m entre fileiras por 1,5 m a 2,0 m entre covas, totalizando entre 1.667 e 3.333 plantas por hectare.

Além disso, no cultivo de híbridos e em semeadura manual, colocam-se em média 1,0 a 2,0 sementes por cova, enquanto que para cultivares tradicionais o recomendado é entre duas a três sementes por cova.

A minimelancia ‘Sugar Baby’, por exemplo, apresenta com polpa vermelha intensa, sendo recomendada, inclusive, para cultivos em pequenos jardins. A germinação das sementes ocorre em média entre cinco a sete dias após a semeadura e cada grama contém, em média, de 18 a 25 sementes. A colheita ocorre em torno de 90 a 100 dias após a semeadura.

Consumo

Devido ao seu tamanho reduzido, as minimelancias são indicadas para atender pequenas famílias, devido às necessidades específicas, e sendo mais adequadas neste sentido, pois podem ser consumidas em uma única vez e ocupam menores espaços em refrigeradores.