27.7 C
São Paulo
terça-feira, maio 17, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Notícias Modelo de manejo exclusivo da BASF para soja é apresentado no Dia...

Modelo de manejo exclusivo da BASF para soja é apresentado no Dia de Campo C.Vale 2015

Modelo de manejo exclusivo da BASF para soja é apresentado no Dia de Campo C.Vale 2015 -  Crédito Luize Hess
Aliando controle fitossanitário a incremento de produtividade o Sistema AgCelence Soja já tratou mais de 150 milhões de hectares

Produtores do Oeste Paranaense poderão conhecer esta e outras soluções da empresa para soja, milho e feijão.

Segundo dados do Departamento de Economia Agrícola Rural do Estado do Paraná (Deral), divulgados em dezembro de 2014, a semeadura da safra 2014/2015 de soja no estado já havia sido encerrada. Mesmo com a estiagem e o forte calor que castigaram as plantações da cultura no início do ciclo, as chuvas ocorridas nos meses de novembro e dezembro recuperaram a umidade do solo e fizeram com que as lavouras plantadas mais tarde estivessem em boas condições. A expectativa é de uma grande safra com aumento de 17%, em comparação a safra anterior. A BASF está alinhada à proposta de superação dessa produtividade no Paraná e, por esse motivo, traz como novidade ao Dia de Campo C.Vale inovações no Sistema AgCelence Soja, modelo de manejo exclusivo, integrado e sequencial de produtos da companhia que, além do controle de pragas e doenças, promove incremento de produtividade da ordem de 10% ou três sacas a mais por hectare.

Com a recente introdução do fungicida Orkestraâ„¢SC, o modelo torna-se ainda mais eficiente. Orkestraâ„¢SC possui efeito “blindagem“, ou seja, protege a planta de soja por mais tempo de doenças, e é responsável por acelerar ainda mais a produtividade da cultura pela ação conjunta de dois princípios ativos diferenciados: o fluxapiroxade, uma carboxamida aprovada para uso no cultivo da soja no Brasil no final de 2013, e a molécula F500, com efeitos comprovados de eficiência fisiológica nas funções orgânicas da planta, com destaque para o aumento da produtividade.

“Nas últimas quatro safras brasileiras mais de 150 milhões de hectares já foram tratados com produtos que apresentam os efeitos AgCelence®, isto é, com a molécula F500“, afirma Stael Prata, gerente de Marketing Cultivos da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF. “Já na safra 2013/2014, cerca de 300 áreas distribuídas entre os estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e região Sul de São Paulo utilizaram o Sistema AgCelence Soja com Orkestraâ„¢SC, incluindo o agricultor paranaense Alexandre Seitz, campeão nacional da última edição do Desafio de Máxima Produtividade de Soja, organizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB), que atingiu o recorde de 117,33 por hectare“, finaliza Prata. De acordo com informações do CESB, a produtividade obtida por Seitz é mais do que o dobro da média nacional, que é em torno de 50 sacas/ha.

Os outros dois produtos presentes nesse modelo de manejo oferecido por meio do Sistema AgCelence Soja são Standak® Top e Opera®. O primeiro, de dupla ação (fungicida e inseticida), protege as sementes e as deixa com características determinantes para que o desenvolvimento inicial tenha consequências diretas na qualidade final das plântulas, garantindo mais vigor e enraizamento. O segundo é importante no combate de doenças da cultura.

Durante o evento, o tratamento industrial de sementes também ganha destaque com o serviço Seeds Solution. Trata-se de um conjunto de soluções que reúne serviços customizados, máquinas de tratamento de sementes, polímeros, pó secantes, inoculantes longa vida (pré-inoculação) e produtos com os benefícios da marca AgCelence®. Todas essas tecnologias combinadas contribuem fortemente para que todo o potencial genético do soja seja aproveitado e, consequentemente, permita maior competitividade da produção agrícola brasileira no cenário global. Segundo estudos da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem), a importância desse processo já é reconhecida pelos agricultores. No entanto, enquanto 70% dos tratamentos ocorre diretamente na lavoura, apenas 30% passam por cuidados industriais prévios, procedimento que aumenta as chances de alcançar bons resultados, além de garantir o potencial genético da planta. Para abordar melhor o assunto, haverá uma estação dedicada à demonstração e explicação de todo o processo.

Outros produtos

Outra importante aliada para o cultivo da soja que também prevê técnicas de manejo integrado de pragas é a campanha Comando Antipragas, cujo funcionamento também se dá com base em três inseticidas: o Fastac® Duo, que controla percevejos que deformam plantas e promovem a má formação dos grãos; Pirate® que possui ação translaminar, ou seja, quando aplicado numa face da folha, excerce sua toxidez contra insetos alojados inclusive na outra face, garantindo o combate eficiente das lagartas; e Nomolt® 150, que também age contra importantes lagartas, sendo eficiente no controle de pragas mastigadoras. O herbicida Heat® também estará em evidência. Ele é responsável por controlar plantas daninhas de folhas largas, especialmente a buva, sem prejudicar a cultura em questão, realiza seu trabalho com agilidade e reduz o risco de ser eliminado pela chuva.

Soluções também para cultura do milho

Na ocasião a empresa apresentará ainda suas soluções integradas no formato de Sistema para as culturas de milho e feijão. Para milho o destaque fica por conta do Sistema AgCelence Milho, composto pelo fungicida Abacus® HC e o inseticida e fungicida Standak® Top.

Serviços

No estande da BASF haverá uma estação dedicada ao AgroDetecta, ferramenta de monitoramento de doenças e previsão climática que indica ao produtor o melhor momento para plantio, pulverização e colheita, entre outras ações. Ele é conectado a 250 estações meteorológicas em dez estados brasileiros que monitoram as culturas de soja, milho, feijão, trigo e algodão, garantindo assertividade no trabalho do agricultor.

Sobre o Dia de Campo C.Vale

 

Dia de Campo C.Vale

Onde: Palotina ” PR

Data: entre 13 e 15 de janeiro de 2015

Restrição no Estado do Paraná:

Standak® Top está temporariamente restrito para o alvo Phytium spp. para a cultura do milho; Orkestra TM SC, Opera®, Fastac® Duo, Standak® Top, Pirate®, Heat®, Comet®, Opera® Ultra e Nomolt® 150 estão devidamente registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sob os números 08813, 08601, 10913, 01209, 05898, 01013, 08801, 9310 1393, respectivamente.

Inicio Notícias Modelo de manejo exclusivo da BASF para soja é apresentado no Dia...