25.9 C
Uberlândia
sábado, fevereiro 24, 2024
- Publicidade -
InícioEventosMorgan Sementes leva soluções e tecnologia à Expodireto Cotrijal

Morgan Sementes leva soluções e tecnologia à Expodireto Cotrijal

Três safras, múltiplas aplicações, projeções em alta para os próximos anos. O milho avança no campo em ritmo acelerado com tecnologia de precisão e soluções inovadoras que alavancam a produção do grão para atender uma demanda mundial em franco crescimento. Produtores avaliam cenários e planejam investimentos futuros pautados em máxima produtividade, com rentabilidade e sustentabilidade dos negócios.

Em uma das maiores feiras do agronegócio internacional – a Expodireto Cotrijal  – que acontece de 2 a 6 de março, em Não-Me-Toque (RS), será possível conferir as grandes tendências para as próximas safras, a começar pela escolha do híbrido. Entre os destaques em termos de desempenho, as parcelas demonstrativas do evento trazem o superprecoce MG408, de alta produtividade e sanidade foliar; o precoce MG593, com ampla adaptabilidade em diversas condições de solo e clima; e o precoce MG618, que chama a atenção por seu stay green pronunciado e pela qualidade dos grãos.

“Sabemos da responsabilidade assumida, juntamente com toda a cadeia de valor, para prover soluções que realmente tragam mais eficiência, estabilidade e qualidade ao produtor para superar desafios e alcançar novos patamares, seja para produção de alimentos ou combustível limpo e renovável. E é de olho neste futuro que temos concentrado nossos esforços no presente”, ressalta Vinicius Leonel, gerente de desenvolvimento de mercado da Morgan.

Os materiais apresentados no evento estão disponíveis com a biotecnologia PowerCore™ Ultra, que possui ação quádrupla das proteínas inseticidas reduzindo a chance de resistência simultânea e auxiliando no manejo das principais pragas que atacam a cultura do milho, como a lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda), lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus), broca-do-colmo (Diatraea saccharalis),  lagarta-rosca (Agrotis ipsilon), lagarta-da-espiga (Helicoverpa zea) e lagarta-preta-das-folhas (Spodoptera cosmioides). Outras duas proteínas conferem tolerância aos herbicidas glifosato e glufosinato de amônio, o que proporciona controle de um amplo espectro de plantas daninhas e permite que a lavoura expresse seu máximo potencial produtivo, simplificando e reduzindo custos de manejo. A tecnologia tem a aprovação da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio).

Sobre a Morgan
Criada em 2012, a Morgan é uma marca da LongPing High-Tech que oferece soluções inovadoras em sementes híbridas de milho para aumento da eficiência no campo. Com um posicionamento dinâmico, alinhado às necessidades do produtor, a Morgan se tornou em poucos anos uma das líderes em sementes de milho no mercado brasileiro.

Sobre a LongPing High-Tech
A LongPing High-Tech é líder mundial no mercado de arroz híbrido e em vegetais e milho na China, além de ter participação global em outros cultivos como trigo, algodão, girassol, canola e milheto. Fundada em 1999 e listada na Bolsa de Valores de Shenzhen em 2000, é voltada totalmente ao mercado de sementes. No Brasil, iniciou suas atividades em dezembro de 2017, com unidades de produção e polos de pesquisa distribuídos pelo País.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aminoácidos aumentam absorção dos nutrientes pelas plantas

Fernando Simoni Bacilieri Engenheiro agrônomo, mestre e doutorando em Agronomia - Universidade Federal de Uberlândia (UFU) ferbacilieri@zipmail.com.br Roberta Camargos de Oliveira Doutora em Agronomia - UFU robertacamargoss@gmail.com José Geraldo Mageste Doutor...

Utilização de adubos orgânicos, condicionadores de solo e bioestimulantes

Autores Elisamara Caldeira do Nascimento Pós-doutoranda - PPG Agricultura Tropical – Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) elisamara.caldeira@gmail.com Talita de Santana Matos Pós-doutoranda PPG...

FMC participa da 34ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz

Empresa apresentará produtos inovadores para as culturas de arroz e soja e estande também receberá oficinas técnicas com pesquisadores renomados.

Demanda pede melancias menores

A produção de minimelancias com micro sementes comestíveis atende um nicho de mercado cujo consumidor é extremamente exigente, porque procura por frutas premium, ou seja, mais saborosas que as encontradas normalmente nas prateleiras dos supermercados. Hoje, a produção de minimelancia sem semente visa o mercado de exportação, principalmente a Europa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!