18.1 C
São Paulo
sábado, agosto 13, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Nematoide - A praga que contamina os diferentes solos brasileiros

Nematoide – A praga que contamina os diferentes solos brasileiros

Bruno Flávio Figueiredo Barbosa

Engenheiro agrônomo, doutor e nematologista

bruno.ff.barbosa@gmail.com

 

Créditos Bruno Barbosa
Créditos Bruno Barbosa

No atual cenário da agricultura brasileira, diversas pragas causam prejuízos imensos às lavouras de todas as culturas existentes em território nacional. Uma das principais é o nematoide, que provocou, nas últimas safras, perdas de mais de 50% de produtividade em diversas culturas.

Alguns fatores são determinantes para a proliferação deste problema, como a falta de cuidados na limpeza dos maquinários, a prática da monocultura e a utilização de produtos com os mesmos mecanismos de ação durante vários anos.

Os piores nematoides para a agricultura

Espécies de Meloidogyne, especialmente M. incognita e M. javanica, são muito polífagas, possuem ampla distribuição geográfica no Brasil e estão entre as principais espécies de nematoides que mais prejuízos causam para a agricultura no mundo.

Contudo, no Brasil, Pratylenchusbrachyurus tem provocado maiores perdas. Isto se deve o fato de que é um nematoide ainda mais comum nas áreas brasileiras, além de ser muito polífago, causando danos para as principais culturas do Brasil.

Soja, milho, algodão, feijão, hortaliças de maneira geral, várias frutíferas, cana-de-açúcar e pastagens, são alguns exemplos de culturas prejudicadas por esta praga. Em vários levantamentos nematológicos realizados nas culturas de soja, milho e algodão, foram detectadas frequências deste nematoide em mais de 90% das áreas cultivadas.

Foto 02

Sintomas

Os sintomas na parte aérea são de conjunto de plantas cloróticas e subdesenvolvidas e, no caso das espécies de Pratylenchus, são lesões escuras nas raízes provocadas pela perfuração das células corticais. Estes nematoides penetram no tecido das células corticais, migrando entre elas e, por conta das lesões nas raízes, patógenos oportunistas causam doenças, podendo até mesmo matar as plantas.

Os sintomas nas raízes de plantas infectadas são mais visíveis quando ocorre parasitismo por espécies de Meloidogyne, ou nematoides-das-galhas, como também são conhecidos. Isso ocorre porque eles provocam aumento das células das raízes em tamanho e número, que promove o engrossamento dessas raízes.

Foto 03

Prejuízos

Entre os prejuízos causados pelos nematoides está a baixa produtividade, provocada principalmente pela reduzida capacidade das raízes em absorver água e nutrientes por conta do efeito de diminuição do sistema radicular provocado pelo parasitismo, mesmo sob adubação adequada.

Além disso, plantas parasitadas ficam mais predispostas a outras pragas, como insetos e microrganismos patogênicos.

Foto 04

Culturas mais atacadas

A soja, por ser largamente cultivada no Brasil, altamente suscetível a várias espécies de nematoides e ser cultivada continuamente, por muitos anos, é, sem dúvida, a cultura que mais prejuízos sofre com nematoides no Brasil.

Os danos são ainda maiores porque o milho, que é largamente cultivado em sucessão, imediatamente após a colheita da soja, é suscetível a três das principais espécies que causam danos para a soja.

Portanto, quando ocorre a cada safra subsequente de soja, o solo estará cada vez mais infestado. A Sociedade Brasileira de Nematologia estima R$ 35 bilhões de perdas, anualmente, causadas por nematoides à agricultura brasileira, sendo que somente para a soja são atribuídos R$ 16,2 bilhões em prejuízos aos agricultores.

Contudo, outros cultivos de expressão no nosso país, como milho, algodão, feijão, cana-de-açúcar, café, hortaliças de maneira geral, entre muitas outras culturas, sofrem severos danos provocados pelo parasitismo dos nematoides.

Existem casos em que uma baixa população de P. brachyurus já é capaz de causar elevados danos para a cultura, como ocorre na cana-de-açúcar.

Condições propícias para o ataque

As condições que mais favorecem a praga são as ambientes onde a microbiota é pobre, com baixa porcentagem de matéria orgânica e maiores percentuais de areia na constituição do solo, além da alta suscetibilidade da planta cultivada, especialmente quando ocorre monocultura por muitos anos.

Controle

O manejo eficiente de áreas infestadas com nematoides é dependente de um conjunto de táticas que permitam a convivência com a praga. O primeiro passo é a detecção e identificação do problema, que pode ocorrer pela observação dos sintomas a campo e amostragem com boa representatividade, para que se faça a identificação e quantificação da praga.

Rotação e/ou sucessão de culturas com plantas não hospedeiras, resistentes ouaté antagonistas, utilização de adubos orgânicos, tratamento de sementes com nematicidas, uso de nematicidas no sulco de plantio, estão entre as principais ferramentas disponíveis.

Essa matéria completa você encontra na edição de Agosto 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Grãos Nematoide - A praga que contamina os diferentes solos brasileiros