25.8 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosNova ferramenta para controle do bicho-mineiro no café chega ao mercado

Nova ferramenta para controle do bicho-mineiro no café chega ao mercado

 

 produto é uma necessidade dos produtores que precisam de alternativa para rotação de moléculas no controle da praga

Crédito Daniel Vieira
Crédito Daniel Vieira

O bicho-mineiro, junto com a broca, são as principais pragas na cultura do café. Dependendo da pressão, o bicho-mineiro pode causar perdas de até 60% à produtividade, e para o controle efetivo do mal o produtor estava carente de tecnologias.

Com o objetivo de oferecer uma ferramenta que proporcione ao agricultor tecnologia diferenciada, eficiência de controle e aumento de produtividade, a Bayer lança um novo produto no mercado com modo de ação diferenciado do que já existe.

Para validá-lo, a empresa montou cerca de 50 áreas demonstrativas em regiões de alta e média pressão do bicho-mineiro. “Monitoramos a praga na região Mogiana (São Paulo), Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Cerrado Mineiro). Temos os números antes e mediante à aplicação do produto, e os resultados da metodologia são bastante interessantes, com redução de 100% das ninfas vivas nas folhas“, assegura Fábio Matos Maia, gerente de Marketing Estratégico da Bayer para Frutas, Vegetais, Café e Citrus.

Estamos falando do recém-lançado produto da Bayer, o Sivanto. Seu lançamento aconteceu em maio deste ano e o inseticida tem como principal praga de controle o bicho-mineiro.

Inovação

 Sintomas do bicho-mineiro na folha do cafeeiro -  Crédito Paulo Rebelles Reis
Sintomas do bicho-mineiro na folha do cafeeiro – Crédito Paulo Rebelles Reis

Maia conta que o produto é totalmente inovador, com nova molécula e modo de ação que permitem ao agricultor uma eficiência de controle muito grande contra o bicho-mineiro, já que o mercado não tem muitas opções para rotações de ativo há vários anos. “Mas com o Sivanto o agricultor terá uma nova ferramenta para rotacionar ativos no manejo de controle“, contrapõe. “Por causa disso, o produtor tem uma expectativa muito grande quanto ao produto“, completa.

Sivanto possui ainda grande flexibilidade de aplicação, o que o permite ser aplicado no solo e na folha. Maia explica que a primeira aplicação deve ser no solo entre os meses de novembro e dezembro, e a partir de janeiro as aplicações devem ser feitas nas folhas.

O novo modo de ação e seu novo grupo químico fazem do Sivanto uma ferramenta fundamental para o manejo do bicho-mineiro, evitando a resistência da praga.

Essa matéria você encontra na edição de agosto de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar.

Ou assine

ARTIGOS RELACIONADOS

Monitoramento é a base para o manejo de pragas do cafeeiro

Laila de Carvalho Henrique Coordenadora de Ensino e Extensão do Gefit - Universidade Federal de São João del Rei lailah94@gmail.com Gilberto Pereira Lopes Gabriela Diniz Amorim Assistentes...

Expocaccer leva a qualidade dos cafés para os EUA

Em expansão, Expocaccer chegará em breve nos EUA.

Como aplicar os fertilizantes organominerais?

Autores Regina Maria Quintão Lana Professora de Fertilidade e Nutrição de Plantas – Universidade Federal de Uberlândia (UFU) rmqlana@ufu.br Miguel Henrique Rosa Franco Doutor...

Resistência da ferrugem da soja “‹é debatida por especialistas

Entre os assuntos mais relevantes para o grupo está a baixa eficiência no uso de carboxamidas no controle da ferrugem asiática“‹ “‹segundo dados do...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!