18.1 C
São Paulo
sábado, agosto 13, 2022
-Publicidade-
Inicio Mercado Nova Mutum-MT recebe o Fundação MT em Campo 2016

Nova Mutum-MT recebe o Fundação MT em Campo 2016

 

Estação de pesquisa será aberta para a difusão de informações

 

DSC_0618Em mais um ano, a Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, vai receber o público para dois dias de campo com divulgação de resultados em diversas áreas da agricultura. O tradicional Fundação MT em Campo acontece nesta sexta-feira e sábado (29 e 30) em Nova Mutum, no Centro de Aprendizagem e Difusão da Fundação MT (CAD), considerada a maior área demonstrativa de práticas agrícolas do Estado. Na oportunidade, os participantes poderão visualizar à campo, em 11 estações de pesquisa, as reações de cada cultura e experimento diante das condições atuais desta safra, caracterizada pelo intenso período de estiagem.

Com início às 7h nos dois dias, a edição de 2016 traz o tema Produtividade e Rentabilidade, pois o esforço empregado na pesquisa, através do time da Fundação MT, tem como foco principal aumentar a produtividade e a rentabilidade do produtor. Francisco Soares Neto, diretor presidente da Fundação MT, acrescenta que o intuito é também o de “preparar todos os envolvidos na cadeia produtiva para terem maiores condições de enfrentar as adversidades que surgem a cada safra“.

Os experimentos que serão apresentados trazem resultados deste ano e de safras anteriores. “Convidamos os produtores e demais profissionais para nos acompanhar nestes dias e ver, de forma prática, as estações onde o nosso time desenvolve os mais variados estudos sobre nematoides, adubação, doenças, insetos, mecanização, manejo de herbicidas, rotação de culturas, variabilidade espacial, entre outros. É uma excelente oportunidade de ver em tempo real o que está escrito em muitos livros, debater com os especialistas e tirar as próprias conclusões“, destaca Leandro Zancanaro, gestor de Pesquisa da Fundação MT.

Temas ” As estações do Fundação MT em Campo em Nova Mutum vão contemplar os seguintes temas: Vitrine das cultivares de soja (Intacta, RR e Convencionais) e algodão (B2RF) para safrinha; Estádios de dessecação da soja: Há perdas? Quanto? (3º ano); Avaliação do efeito da quantidade e qualidade de palha para a semeadura de soja, com diferentes combinações de velocidade de deslocamento e mecanismos sulcadores; Compactação do solo: efeitos sobre o desenvolvimento e produtividade da soja e milho segunda safra; Produtividade e níveis de adubação no sistema soja/milho (3ª safra); Arranjo espacial de plantas: variedades x época de plantio x manejo de adubação (3º ano); Efeito de produtos em mistura com inseticidas no controle de pragas; Avaliação de fungicidas no controle de doenças e na seletividade à cultura; Manejo de herbicidas em sistemas RR e em culturas de cobertura; Ferramentas no manejo do nematoide das galhas em soja; e Efeito do sombreamento na cultura da soja sob diferentes arranjos espaciais.

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser realizadas a partir das 7h. O participante escolhe qual experimento quer visitar primeiro e pode fazer o circuito completo. “Preparamos tudo para que tenha o dinamismo que a classe produtora precisa para encontrar as informações de forma prática e didática“, explica Zancanaro

Rondonópolis ” Nos dias 5 e 6 de fevereiro o evento também acontece na região Sudeste do Estado, a partir das 7h, na Estação Cachoeira, com demonstração de 11 estações de pesquisa. Local: Fazenda Cachoeira – BR 163, Km 40, sentido Campo Grande (MS).

Inicio Mercado Nova Mutum-MT recebe o Fundação MT em Campo 2016