24.6 C
Uberlândia
segunda-feira, junho 17, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoNova variedade de cenoura híbrida

Nova variedade de cenoura híbrida

Seminis lança nova variedade de cenoura híbrida

Cenoura Seminis II - Crédito divulgação
A Seminis, que comercializa três outras variedades no Brasil, é líder no mercado nacional de cenouras de verão – Crédito divulgação
Cenoura Seminis - Crédito divulgação
A EX4098 foi obtida por meio de melhoramento genético convencional, que usa seleção e cruzamentos para obter híbridos de alta produtividade – Crédito divulgação

A Seminis, divisão de hortaliças da Monsanto, lança no Brasil a cenoura EX4098, que apresenta como diferenciais para a produção agrícola resistência às principais doenças foliares comuns no verão (Ad, Cc e Xhc), melhor padrão de classificação devido a qualidade das raízes e adaptação à colheita mecânica. Para os consumidores finais, o produto apresenta uma excelente uniformidade, além de características como formato cilíndrico, boa coloração interna e externa e casca lisa. A EX4098 foi obtida por meio de melhoramento genético convencional, que usa seleção e cruzamentos para obter híbridos de alta  produtividade. A técnica permite hortaliças resistentes à pragas e doenças, além de alimentos com maior valor nutricional.

Cenoura Seminis I - Crédito divulgação
As safras testes apontaram 2500 caixas de 20 Kg na safra, considerado um bom rendimento, levando em conta a média de produtividade obtida nas principais regiões produtoras do Brasil – Crédito divulgação

O novo híbrido possui um incremento de produtividade de até 25% quando comparado às variedades tradicionais. Este percentual pode variar de acordo com a época do ano, região produtora e nível de tecnologia aplicada ao cultivo. As safras testes apontaram 2500 caixas de 20 Kg na safra, considerado um bom rendimento, levando em conta a média de produtividade obtida nas principais regiões produtoras do Brasil: Cerrado de Minas Gerais (triângulo Mineiro e Alto Paranaíba), Cerrado de Goiás (próximo ao DF), São José do Rio Pardo, SP, Oeste do PR, Serra Gaúcha e Irecê, na Bahia.

O plantio da raiz é semanal e o ciclo é de 90 a 110 dias após a semeadura. “Embora o período chuvoso e quente do verão ofereça condições ideais para o desenvolvimento de doenças foliares, a variedade foi desenvolvida para resistir a estas adversidades“, explica Fernando Guimarães, líder de negócios de hortaliças no Brasil. A semente já está sendo comercializada nos mais diversos Estados e, de acordo com o profissional, as vendas já têm superado as expectativas da empresa, pois podem ser plantadas em qualquer região do País.

O produto foi desenvolvido pelo programa brasileiro da Seminis de melhoramento de cenouras tropicais. A marca, que possui duas estações de pesquisa no País, em parceria com outros centros de estudos nacionais e internacionais, desenvolve novas cultivares totalmente dedicadas ao Brasil. Essas estações apresentam características de clima e solo distintas, o que favorece o melhoramento genético para obtenção de produtos mais versáteis e adaptados à realidade brasileira. “Além de cenoura, outras atividades de pesquisa e desenvolvimento também lizadas em importantes cultivos, como tomate, alface, couve-flor, cebola e melão“, detalha Guimarães.

Cenoura Seminis IV - Crédito divulgação
A cenoura é a quarta hortaliça mais consumida em São Paulo – Crédito divulgação

O mercado de sementes de cenoura representa aproximadamente 10% do mercado total no Brasil, com produção estimada em 6 milhões de toneladas. Mais de 82 mil toneladas do produto são vendidas anualmente no ETSP – Entreposto Terminal de São Paulo da CEAGESP. A sua frente, no volume de vendas, estão o tomate, batata e alface. Em valor, sobe para o terceiro lugar, com faturamento anual superior a R$ 24 milhões.

ARTIGOS RELACIONADOS

Novidade – Alface frisée conquista mercado

Jean de Oliveira Souza Engenheiro agrônomo e pós-doutorando em Agronomia - Melhoramento Vegetal no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (CCA/UFPB) jsoliveira1@hotmail.com   A alface,...

Aminoácidos – A recuperação do estresse das plantas

  Jorge Jacob Neto Engenheiro agrônomo., Ph.D. e professor titular do Departamento de Fitotecnia da UFRRJ j.jacob@globo.com Joice de Jesus Lemos Engenheira agrônoma, doutora e professora do Departamento de...

Hazera estreia na Hortitec

Pelo primeiro ano a Hazera participou da Hortitec. “A importância de estarmos presentes é principalmente promover a marca Hazera no Brasil. Até 2005 a...

Técnicas que têm dado certo na cultura da batata

  Joaquim Gonçalves de Pádua Engenheiro agrônomo, doutor em Produção Vegetal e pesquisador da EPAMIG padua2008@gmail.com Thais Helena de Araújo Engenheira agrônoma Antes da prática da amontoa da batata, que...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!